sábado, 7 de março de 2009

ENTENDENDO DÍVIDAS COM BANCOS

CONHEÇA AS REGRAS DOS BANCOS PARA O BANCO NÃO LHE PASSAR A PERNA.

Negociar com Bancos é realmente uma situação desagradável, mas nem por isso temos que sair perdendo nessa, muito pelo contrário, podemos virar o jogo e sair das dívidas com sabedoria.

Antes de mais nada vamos entender porque há períodos que os bancos pressionam tanto e há períodos que ele parecem se esquecer dos devedores.

Por determinação do Banco Central os banco são obrigados a realizarem provisionamento para crédito de recebimento duvidoso para fazer face as perdas prováveis. (recolher para o BC um % do valor emprestado).

O Banco Central determina que as instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil devem classificar as operações de crédito, em ordem crescente de risco, nos seguintes níveis:
I - nível AA: contas em dia
II - nível A: atraso até 15 dias
III - nível B: atraso entre 15 e 30 dias;
IV - nível C: atraso entre 31 e 60 dias
V - nível D: atraso entre 61 e 90 dias;
VI - nível E atraso entre 91 e 120 dias;
VII - nível F: atraso entre 121 e 150 dias;
VIII - nível G: atraso entre 151 e 180 dias
IX - nível H: atraso superior a 180 dias.

Cada cliente recebe uma classificação de risco que vai de A até H e para cada classificação ocorre um % de provisão.
classificação % de provisão
A 0,5%
B 1,0%
C 3,0%
D 10,0%
E 30,0%
F 50,0%
G 70,0%
H 100,00%


Os clientes H são os considerados de risco, portanto o valor do provisionamento deles é de 100% do valor emprestado, significa que se o banco emprestar a esse cliente R$ 1.000,00 tem que recolher para o BC R$ R$ 1.000,00 (nesse caso ele só leva prejuizo) e por isso não empresta. Empresatam para o A e B, as vezes para o C.

147 comentários:

vera disse...

Boa Noite
me avisaram que vai ser cobrado a minha divida com o banco judicialmente eles podem pegar algum bem ? so tenho um carro utilitario que trabalho com ele ?

Aldineide Rios disse...

Oi Vera,
Pegar um bem até que eles podem mas até chegar a conclusão do processo você terá condições de pagar.
Não sei qual o montante de sua dívida e nem qual modalidade mas os bancos só acionam judicialmente se for muito alto, acima de +/- R% 50M. Se sua dívida for menor você renegocie com o banco em parcelas que tenha condições de pagar ou se as parcelas não forem no valor de seu orçamento vá depositando o valor que você pode pagar por mês em uma poupança (separada de onde você movimenta) como se fosse o pagamento da parcela e quando tiver um valor de aproximadamente 20% da dívida volte a negociar com o banco com entrada, se sua dívida for muito antiga (mais de 3 anos) poderá até liquidar com a soma guardada.
Se sua dívida for com financiamento de carro, mesmo esse que você trabalha a situação muda poque o carro está em garantia e neste caso o processo é mais rápido independente do valor e o banco pode tomar seu carro.

Bethinha disse...

Boa noite, minha dúvida é a seguinte: há um ano fiz um Proger pelo BB adquirindo 100 máquinas de costura. Mas escontrei muitos percalços no caminho: falta de mão de obra qualificada, atraso de pagamento de clientes, crise internacional, baixo volume de serviço e, consequentemente, aumento da concorrencia e diminuição do preço dos serviços. Paguei 08 meses; ainda faltam 24. Para piorar, vendi parte deste maquinário para conseguir manter a empresa mas infelizmente não consegui mais ter caixa. Isso já fazem 04 meses e o banco está me mandando notificações.
Tenho muito medo de me encontrar com o gerente do banco. O que eu faço??

Aldineide disse...

Consulta de anônimo...

Bom dia,

Tenho conta no Santander e o meu cartão de crédito também é de lá, da Master Card.
Há alguns meses venho pagando um valor um pouco maior que o mínimo que é cobrado, pois o valor está muito alto e não estou conseguindo pagá-lo, o juros é um absurdo.
Ele vence todo dia 25, e neste último dia 25/08 eu nem paguei o mínimo, pois iria esperar um tempo para poder negociar e também nem tinha o dinheiro disponível para pagamento mínimo.
Ao olhar o extrato bancário no dia 09/09, vi que foi feito um débito automático no valor do mínimo do cartão de crédito, este dinheiro que estava em conta, era para pagar outra conta, que no fim não consegui pagar, pelo fato do banco ter feito o pagamento do valor mínimo do cartão direto da conta(débito automático), sem minha autorização.Pois ele não é débito automático.
Eu liguei no banco para falar com a gerente o que aconteceu, que foi feito um débito automático de minha conta no valor do mínimo do cartão, e que minha inteção é pagar sim o cartão, mas não agora, pois estou enfrentando um momento super difícil financeiramente, trabalho com vendas e elas caíram pela metade praticamente, tanto é que o valor do cartão subiu demais, porque efetuei pagamento de contas através do cartão de crédito e nem comprei nada.
Ela me disse que eles podem debitar sim, depois de 10 dias de atraso.
O banco pode debitar de minha conta sem autorização?
Aguardo uma ajuda.
Obrigado,

Aldineide respode..

Ninguém pode efetuar débito em sua conta sem sua autorização formal, mesmo com 10, 15 ou qualquer tempo de vencido. O que a gerente fez foi totalmente irregular.

Volte ao banco e com firmeza porém com educação, peça para ela estornar o valor, pois caso contrário você irá procurar o banco central para denunciar a atitude deles pois mesmo vencido não tem quaisquer direito de meter a mão em sua conta e pior foi que isso lhe trouxe problemas com outra conta o que também pode acarretar em ação de danos morais contra o banco. Enfatise que você quer pagar o cartão mas esse mês a situação agravou-se e você não teve como fazer isso.

Eles vão estornar pois caso não faça abra uma reclamação no banco central que eles devolvem seu dinheiro por ordem do banco central. O que a gerente fez foi só pensando no banco para evitar PDD para eles (veja mais informação sobre isso no blog) http://felizsemdividas.blogspot.com/2009/03/entendendo-dividas-com-bancos.html

Você como opção do estorno pode aproveitar para propor um parcelamento em condições favoráveis para você o que certamente não iria acontecer já que você vinha pagando o mínimo o que é considerado um bom cliente.

Anônimo disse...

Boa Tarde !

Tenho uma dívida com o Banco, ela e de 3mil reais, querem me cobrar 7mil.
Busquei algumas informações e soube que não sou obrigado a pagar o valor excedente aos 3mil. Oque tem a me dizer sobre este assunto
OBRIGADO !
ATT
R.R.

Anônimo disse...

boa tarde!
Tenho uma conta corrente de pessoa juridica no banco do brasil, e peguei no ano passado 1500,00 de emprestimo, que estao sendo descontados na minha conta, ja pedi para o banco não descontar na minha conta, e descontar em outra conta de outro banco pois preciso pagar o limite para encerrar a conta do banco do brasil pois não tenho mais empresa, o banco se nega a tal acordo,o que devo fazer?
tem solução?

Anônimo disse...

Boa noite,

Meu nome Luís, fiz emprestimos em conta salário no BB e desde maio de 2003 não pude mais pagar as parcelas. Fiquei no SPC por 5 anos e agora querem negociar. O valor da dívida é em torno de 2,5 mil reais e estão me cobrando 16 mil. Consegui que baixassem até 7 mil, mas memsmo assim acho muito. O que devo fazer?
Agradeço desde já.

Aldineide Rios disse...

Luis, antes de qualquer coisa faça um levantamento exato de quanto era cada parcela na época, quantas parcelas ficaram em aberto e daí você pode fazer uma proposta de liquidação do empréstimo a vista.
Como a dívida é antiga só vale a pena liquidar de uma única vez pois terá desconto significativo, se parcelar será calculado muitos juros.
Aproveite seu 13* e faça uma proposta de liquidação do valor total das parcelas que estavam na época, como é antiga é provável que eles aceitem e o final do ano é o melhor momento para isso pois os bancos estão fechando balanço e precisam de dinheiro e esses que estavm praticamente perdido é um excelente negócio para os dois.

Ana disse...

Olá! Tudo bem?
Estou devendo o banco há uns 100 dias. Todos os dias eles me ligam, mas ainda não posso fazer um acordo pois estou desempregada. Minha divída atual é de quase R$ 1.800,00. Ontem simulei um acordo e levei um susto. Eles me proporam dar uma entrada de R$ 100 e mais 24parcelas de R$ 113,06. Ao final, teria que pagar quase mil reais a mais. Não fiz o acordo, claro. Gostaria de saber se isso é legal e, pela sua experiência, se ess seria o melhor momento para negociar a dívida. Devo parcelar ou esperar para tentar pagar a dívida à vista? Obrigada.

Aldineide disse...

Ana, só negocie se você realmente tiver como honrar as parclas, não negocie por pressão do banco que quer se livrar de um PDD (veja acima o porque.
Quando você for negociar é importante verificar a taxa pois se for ver apenas o valor final terá sempre um susto pois com prazo longo sempre terá que pagar muitos juros.
Se você tiver como esperar para liquidar terá maiores condições de negociar pois a dívida já terá passado de 180 dias e com isso o banco tomado prejuizo de 100% e à vista sempre é possível conquistar melhores descontos.

Anônimo disse...

Fizemos um emprestimo em nome da empresa no final de 2008,num total de 40.000,00, em meados de 2009,a empresa teve problemas financeiros e não conseguimos pagar o emprestimo durante uns tres meses.Durante esse tempo todo dinheiro que entrava proveniente de cartoes de credito era consumido em juros,tornando se assim um verdadeiro buraco negro!quando finalmente conseguimos deixar a conta no azul, apareceram várias cobranças retroativas, inclusive mais juros,e cobranças sobre cheques sem fundo que foram emitidos na época(cobraram 111 reais por 3 cheques devolvidos, detalhe:o banco nao cobriu nenhum deles pois tiraram o cheque especial sem aviso prévio)resumindo, os juros cobrados eram tao altos que chegavam em média a mais de 100 reais por dia,em tres meses praticamente não conseguíamos pagar mais nada pq tudo que entrava na conta,desaparecia.li que os bancos nao podem debitar da conta nada que não seja autorizado pelo cliente, gostaria de saber se nesse caso isso também é válido.
Outra coisa, é que demos entrada num empréstimo do bb para quitar a dívida do outro banco,que foi aprovado,mas que quase dois meses depois, o dinheiro ainda nao foi liberado e agencia alega ´que é porque houveram mudanças contratuais, sendo que na época o gerente nos garantiu que no máximo em 15 dias o dinheiro seria liberado.
há algum forma de reclamar sobre isso?pois estando tendo problemas financeiros por contar com esse dinheiro q nunca sai! aguardo resposta!obrigada!

Thales And disse...

Aldineide, muito obrigado pelo que voce tem postado, tem sido realmente de agrande ajuda. aprendi muito no pouco que li. Tenho um cartão do banco do brasil, que a divida no inicio era de 500 reais, apesar de ja ter dado mais do que isso (tenho certeza), minha divida hoje é de 900 reais..pq fiquei uns 3 meses sem pagar alternadamente, e as parcelas com isso, lógicamente só aumentaram, mais sempre venho pagando o valor "minimo"..que só parece aumenta minha divida.
A minha pergunta mesmo é a seguinte: devo cancelar o cartão para esperar uns 6 meses (até eles entrarem em contato comigo)..ou não cancelo o cartão, pois assim ainda serei cliente deles, e essa provavel negociação só aconteceria dessa forma. (Pq se eu cancelar o cartão prejudica de alguma forma, alem de não ter mais "crédito" com o banco??..Pq isso pra mim não importa, quero saldar minha divida, agora nao tenho o valor total dela, mais daqui uns 6 meses teria esse valor..(900 reais)..mais até la a divida não estaria mais 900...o que devo fazer??..desde ja obrigado!

miga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

´No ano de 1999 eu fiz um emprestimo com o bco Itaú de 700,00 hj esta divida esta em 15.000,00, já tentei por várias vezes pagar mais o bco não aceita o modo q posso pagar, o q eu faço??? Será q os juros estão certo???? Desde já agradeço.

Aldineide Rios disse...

O valor deve está certo sim, o tempo é muito longo e os juros são capitalizados, 700,00 com 3% de juros em 120 meses será mais de 24.000,00


Se essa dívida foi renegociada ela morreu totalmente, pois uma renegociação é fazer um novo empréstimo para liquidar o anterior e nesse caso o que passa a contar é o novo contrato, o novo valor e no prazo.
Verifique qual o valor do novo contrato, quantas parcelas vc deixou de pagar.

Faça as contas do valor que realmente você ficou devendo (você não informou a origem - ch especial/emprestimo parcelado...) atualize com juros mais realistas, porém lembre-se que é muuuito tempo e isso vai pesar.

pelo prazo você não é mais negativado por isso (só se fez a renegociação recente).

Para liquidar a vista você terá maiores oportunidades de descontos, mesmo que tenha que tomar emprestado em outra instituição.

SÓ renegocie se tiver dentro de seu orçamento pois caso contrário será pior.

Daniel disse...

Oi Aldineide!
Tenho um cartão de crédito vinculado a conta do Santander. Passei pela mesma situação do colega que teve o saldo mínimo debitado da conta corrente. Reclamei e me disseram que estava no contrato que eu aceitei do banco. Fui olhar e realmente está. Mesmo assim é contra a lei? Passível de queixa no BC?
Outra coisa, quero negociar o valor do cartão que está alto. Caso eles não queiram, posso cancelar minha conta no banco mesmo com essa dívida do cartão, de forma que eles se sintam forçados a negociar comigo?
Obrigado desde já pela ajuda dada a todos que lhe procuram.

Aldineide Rios disse...

Oi Daniel!
Debitar o cartão de sua conta é opção sua, se está no contrato é porque eles não lhe ofereceram opção no momento da contratação, não lhe perguntaram e colocaram o que era mais interessante para eles.
Naturalmente você pode alterar a opção de pagamento, os bancos pedem apenas para que seja solicitado 3 dias antes do vencimento. Portanto você pode alterar sim, ligue para a central do banco e solicite a alteração de pagamento de seu cartão de débito automático para boleto.

VIVIANE disse...

Primeiro quero parabenizar o site, mt bom.
Eu tenho um cartão visa e cheque especial vinculados a CEF, esse mês por problemas pessoais não consegui pagar nem cartão nem cheque especial, dívida 1900, no cartão e 2000,OO no especial. Eles ligam toda hora e querem me colocar no Serasa. No momento não poderei nem fazer ums proposta p eles. O que devo dizer a eles? Qual a melhor atitude? Pretendo pagar mas sinceramente não sei qdo.
Obrigada

VIVIANE disse...

Primeiro quero parabenizar o site mt bom. Eu tenho o cartão Visa e cheque especial pela CEF, por problemas pessoais não conseguirei pagar nenhum deles, cartão devo 1900, e o cheque 2000,00. Eles ligam ameaçando o Serasa, mas eu nem tenho como fazer uma proposta no momento. O que devo dizer ao banco?
Grata

Viviane

Aldineide disse...

Oi Viviane!
Bem... o que não tem solução... solucionado está!
Se você não está pagando, naturalmente depois de 30 dias irá realmente para a serasa, mas algumas vezes não temos realmente o que fazer para evitar essa situação, é inevotável.
Se você não tem como pagar, mesmo com parcelamentos não faça nada, não adianta ir pagando o cartão menos do mínimo, não adianta depositar na conta menos do que o valor dos juros, será gota d'água no oceano.
O que você pode fazer para começar a resolver essa situação [mesmo que seja daqui há alguns meses] é rever seu orçamento, reduzir todos os extras, reduzindo despesas e tudo que for possível, assim como deve buscar outra fonte de renda extra para ajudar.
Se você deve a alguém, mesmo que seja banco ou operadora de cartão de crédito que tem muito dinheiro deve pagar, afinal você usou dinheiro que não era seu em um momento de necessidade e assim deve pagar esse recurso.
Se não tem como negociar, não negocie, só faça algum acordo quando realmente tiver condições de pagar o valor acertado, caso contrário não faça acordo nenhum. É melhor para você.
Separe uma latinha, lacre a tampa e vá guardando todo recurso que puder, de pouco em pouco, de moeda em moeda, de real em real e dentro de algum tempo terá dinheiro para pelo menos a entrada do parcelamento. Guarde nem que seja R$ 1,00, R$ 5,00 R$ 10,00 qualquer valor.
Conte sua história ao gerente da conta, seja sincera e diga que assim que tiver condições irá procurar para parcelar e que no momento não há o que ser feito.
Suce$$o pra você.

maurah disse...

Olá,estou devendo o cheque especial cartão de crédito a quase 4 meses, hoje recebi uma carta avisando que minha conta foi encerrada.Isso está correto?Obrigada.

Marcelo disse...

Boa noite eu tenhho uma conta no banco do brasil e em 2006 fiz um emprestimo de 3 mil reais um cdc, eu tinha de viajar entao fiz uma relaçao dos meus cheques predatados e depositei o dinheiro pra cobrir os cheques. Quando eu voltei de viajem descobri que meus cheques foram todos devolvidos e que o banco tirou o dinheiro da minha conta para quitar o emprestimo que esta na 3° parcela todas pagas em dias sem me comunicar nem minha autorizaçao. quando fui ao banco o gerente queria me obrigar e encerar minha conta como quer ate hoje. Gostaria de saber se eles podem fazer isso retirar o dinheiro de pagar meus cheques sem minha autorizaçao e tambem se ele podem me obrigar a encerar minha conta contra minha vontade. obrigado

Aldineide Rios disse...

Oi Marcelo, boa noite.
Bem vamos por parte:
Quanto a encerra a conta o banco pode sim nem você é obrigado a manter uma conta num banco assim como o banco não é obrigado a ter você como cliente, se você não atende as necessidades dele em rentabilidade ou confiabilidade ele pode solicitar o encerramento de sua conta.
Se o banco não atende suas necessidades você também pode solicitar encerramento da sua conta.
Quanto ao débito:
O dinheiro depositado na conta não é diferenciado o destino, se é para cobrir cheque, se é para pagar empréstimo, se é para pagar tarifas etc,
chegando a data de vencimento é debitado o valor referente ao compromisso. Uma parcela de emprestimo é debitado no dia e no dia seguinte um cheque é devolvido por falta de fundo, mesmo que você tenha depositado o valor referente ao cheque. Não há direcionamento.
O banco não pode antecipar parcela sem seu consentimento e devolver o cheque, isso sim é ilegal.
Se seu empréstimo foi consignado faz parte da regra liquidação antecipada quando sai do emprego que tinha o convênio de empréstimo, mesmo que você tivesse em dia.
Suce$$o!

tatiana disse...

Boa tarde !!
Meu marido tem uma divida com cartão de crédito no banco itaú ... a cerca de dois anos ele fez um acordo onde serima debitados 30,00 mensais por 24 meses ..meu esposo ficou desempregado depois de alguns meses de deixou de cumprir o acordo ...essa semana ele começou no novo emprego que exigia conta no itau ...a conta estava inativa e foi reativada com um deposito de 10,00 ...hoje quando foi sacar os 300,00 que a empresa depositou para a condução descobriu que o banco tinha pego simplesmente tudo ..... ele não renegociou e nem mesmo foi avisado que o valor seria debitado da conta .... estamos desesperados ...o que fazer??? Podemos denunciar no banco central ? estamos no nosso direito?? podemos pressionar o banco a estornar o valor ??
Obrigada

Aldineide Rios disse...

Tatiana,

Infelizmente não tem o que ser feito, ou melhor... tem com muita briga, indo na justiça e mostrando que o dinheiro era para as passagens e que vocês tem interesse em negociar apenas estava desempregado.
Vai depender de como era o contrato se era débito em conta eles estão certos pois "teoricamente" você depositou para pagar a dívida.
O sistema do banco não tem como saber se o dinheiro que foi depositado era para pagar a dívida que você tinha ou para as passagens de seu marido, a não ser que você tivesse feito alguma ação.
Se havia essa dívida o que deveria ter sido feito era uma negociação para evitar esse débito.
Se os pagamentos eram através de boleto ai sim o banco não pode efetuar débito nenhum.
Para evitar que quando for depositado o salário seja debitado novamente ele tem que renegociar o saldo devedor restante, se é que ficou alguma coisa.

Jack disse...

Boa tarde,
Em 2008 fiz dois emprestimos no BB, 36M BNDS e 25M Giro Flex, para montar um negócio, 36X e 24X respectivamente. Consegui pagar os dois atá a metade das parcelas, e então os negócios começaram a não dar muito certo... Hoje a dívida está no valor de +/- 50M... vendi tudo o que tinha e lenvantei 25M e este é o unico dinheiro que tenho para pagar, depois nao tenho de onde tirar... estou tentando negociar e depositei este dinheiro em uma poupança e estou sem saber o que fazer.
Estou em atraso há uns 3 meses e banco me ofereceu 20% de desconto. Eu aceito este desconto? Ou posso conseguir um desconto maior se caso tiver um atraso maior? O que fazer?
Obrigado!

Aldineide disse...

Jack, bom dia!

Naturalmente quanto mais vencida for o empréstimo mais dificil fica a chance do credor receber. É exatamente por isso que quando a dívida fica com muito tempo de atrazo o desconto tende a ser maior. Na realidade o desconto que eles estão te oferecendo agora é mais por antecipação de parcelas do que desconto de impontualidade.

A TENDÊNCIA é que o desconto aumente quando tiver mais vencido mas não quer dizer que é certo que isso ocorra, como o valor é elevado (+ de R$ 50M) para o banco já é viável que o caso seja remetido para um escritório de advogado que faz cobrança e nesse caso é você quem para as despesas advocatícias.
Se você tiver como fazer uma contraproposta, faça. Esses empréstimos possuem garantia real, você deu algo em garantia? pelo valor acredito que sim, verifique o contrato para não ter surpresas.
Só não faça parcelamento que você não tem condições de assumir, nesse caso é melhor deixar o caso rolar (depende da garantia do contrato) e se for possível vá fazendo depósitos mensais do valor que você puder como se fosse uma negociação formal a diferença é que será do valor que você pode pagar.
Se você fizer o acordo parcelado e não puder pagar será pior para você pois será dívida nova (a antiga morre)

Israela disse...

Oi,

Gostaria de saber se posso pedir o encerramento de minha conta corrente em qualuqer agência ou só na minha agência. E em caso positivo, qual argumento legal devo usar se o gerente se negar a fazê-lo?

Obrigada pela atenção

Anônimo disse...

OLÁ,ME CHAMO FLAVIA,SOU PENSIONISTA DAPM DE MINAS GERAIS,QUERO DIZER MINHA FILHA DE TREZE ANOS,SÓ QUE HA 2 ANOS FIZ UM EMPRESTIMO NO BANCO ITAU,E LOGO FIQUEI DESEMPREGADA E NÃO PUDE QUITAR AS PARCELAS EM DIAS,AGORA ARRUMEI UM SERVIÇO,MAIS AS PARECELAS ESTÃO ACIMA DO MEU ORÇAMENTO,E É DEBITADA NA MINHA CONTA,O QUE EU FAÇO PARA NÃO DESCONTAREM NA MINHA PENSÃO ALIMENTICIA?TEM COMO EU PEDIR PARA MANDAREM BOLETOS PARA EU PAGAR AO INVES DE DESCONTAR NA MINHA CONTA?ATE QUE VALOR ELES PODEM DESCONTAR NA MINHA CONTA?POR FAVOR ME AJUDE.GRATA

Aldineide disse...

Flavia verifique o contrato e veja o que ele diz.
Na dúvida entre em contato com o banco central (todo banco tem o número na porta)
O valor para debitar na conta não tem limite porque não foi dado nada em garantia, a pensão não está garantindo o empréstimo.
Você pode alterar o recebimento da pensão para outra conta ou mesmo outro banco.

Anônimo disse...

Boa Noite Aldineide

Em setembro de 2008 adquiri uma divida de cheque especial no Banco Itau, fui a agencia no mês seguinte para negociar a divida e quita-la, mas chegando lá fiquei sabendo que não poderia paga-la a vista, sendo que eu tinha o valor total para quita-la na hora, me ofereceram apenas algumas formas de parcelamento que faria o valor real crescer absurdamente, a minha gerente disse-me que eu poderia enviar cartas a agencia renegociando a divida, mas toda tentativa era inválida, pois eu recebia a noticia de que o banco não havia autorizado a renegociação.
Bom hoje já faz quase dois anos que venho recebendo cartas do Itáu com um valor altissimo, oferencendo descontos de 45% sobre o valor ajustado todo mês.
Como devo proceder nesse caso, já que não consigo outro tipo de renegociação, seria aconselhavel partir para pequenas causas?
Obrigada
Lucila

Anônimo disse...

Olá,meu nome é Dora

Minha situação é tão difícil quanto a de outras pessoas aqui.
Fiz empréstimo no BB para minha empresa, 49m no BB Giro Rapido, 16m no Giro Flex, 4m no ch,especial e 4,5m mo cartão de crédito.Al;em disso tenho um carro financiado pelo PROER .As prestações do carro estou conseguino pagar, mas os empréstimos outros, e 24 vezes nÃo estou ahuentando pagar.SÃo prestações de mais de 3 m. reais mes sem contar os juros.Não sei mais o que fazer.Trabalho muito,estou sempre atrás de novos trabalhos,mas não estou conseguindo pagar.Este mês nÃo paguei nem o m;inimo do C.Crédito e as prestações acumularam com o ch especial estourado, porque tive que pagar meus funcionários e despesas,Preciso de ajuda URGENTE.'

Anônimo disse...

Olá,meu nome é Dora

Minha situação é tão difícil quanto a de outras pessoas aqui.
Fiz empréstimo no BB para minha empresa, 49m no BB Giro Rapido, 16m no Giro Flex, 4m no ch,especial e 4,5m mo cartão de crédito.Al;em disso tenho um carro financiado pelo PROER .As prestações do carro estou conseguino pagar, mas os empréstimos outros, e 24 vezes nÃo estou ahuentando pagar.SÃo prestações de mais de 3 m. reais mes sem contar os juros.Não sei mais o que fazer.Trabalho muito,estou sempre atrás de novos trabalhos,mas não estou conseguindo pagar.Este mês nÃo paguei nem o m;inimo do C.Crédito e as prestações acumularam com o ch especial estourado, porque tive que pagar meus funcionários e despesas,Preciso de ajuda URGENTE.'

Aldineide disse...

Dora a situação está complicada mas sempre tem solução, depederá da tua disposição de resolver que nas atuais condições requer algum sacrifício, muito estudo, planejamento e disciplina.
Como no seu caso específico, que há muito a corrigir e arrumar sugiro que você procure um consultor financeiro em sua cidade para lhe orientar. No primeiro momento parecerá que será mais uma despesa mas com certeza ele irá lhe ajudar a arrumar a situação, pagar menos juros e sair da atual situação. Dependendo do seu gerente de banco ele poderá fazer isso (apesar dos gerentes de hoje serem mais vendedores do que consultores financeiros) vale tentar e ouvir a opinião deles como também do sebrae que sempre tem alguem para dar um norte nestes casos.
Para eu te ajudar precisaria conhecer teu negócio, tua fonte de renda e capacidade de pagamento.

Anônimo disse...

OLÁ ALDINEIDE,em primeiro lugar parabéns por nos orientar,com suas sábias palavras...Também estou aqui pelo motivo óbivio....DIVIDA...tenho uma com o ITAÚ,negociei em 36 vezes..estiu na 13°..mas estou pensando seriamente em juntar dinheiro para pagar em menos parcelas..ou liquidar,o que puder pois são diferentes somando o total de 490,00 por mes...Preciso de uma LUZ...será que devo guardar e não pagar tanto juros???AGUARDO RESPOSTA..OBRIGADA!!!!

Aldineide disse...

Olá! obrigada pelas palavras.
O mais interessante é você ir pagando as parcelas antecipadas ao invés de juntar e liquidar de uma única vez pois a cada parcela paga você vai tendo desconto de antecipação. Você não sentirá muito nas primeiras pois estará antecipando poucos dias do vencimento original mas quando chegar a antecipação de seis meses ou mais as parcelas ficarão muito menores do que estão hoje, portanto todo dinheiro que você puder destinar a liquidação faça imediatamente.
Sucesso!

Sente so 'A Batida Amor', TunzTunzTunzTunz, ♫ disse...

Ola tudo bem...
fiz uma compra pela internet e o produto ñ tem nem 1 mes ja estragou e está maoir burocracia com o fornecedor...se eu cancelar o pagam,ento da minha fatur posso me prejudicar de alguma forma, tipo, podem me processar por estelionata ou algo parecido?

Anônimo disse...

Olá Aldineide !

Em 2008 fiz um emprestimo no BB,e logo em seguida renovei este emprestimo..o valor total ficou
R$3.130,00,inesperiente e necessitando de dinheiro, dividi em 84x,venho pagando as parcelas de R$100, e pouco,todo mês..Mas em março de 2011 meu contrato vai acaba..E tb sei que até quitar essas 84 parcelas,vou pagar muuuito mais do que peguei emprestado..O que me aconselha a fazer?? Adiantar as ultimas parcelas pode me ajudar a diminuir esse valor final??

Aldineide disse...

Dafne,
Se você não pagar a fatura do cartão terá seu nome negativado e a dívida irá crecer muito e seu fornecedor terá recebido mesmo assim.
Então não pagar o cartão não é a melhor saída.
Se você conseguir cancelar a compra no cartão poderá negociar direto como fornecedor, mas isso do caráter e idoneidade do fornecedor, se ele for "picareta" profissional saberá como lhe prejudicar para receber o dinheiro dele, mas se ele for honesto e seu produto foi só uma fatalidade ele fará acordo para receber e você ter seu produto e volta.

Aldineide disse...

Olá amigo, a estratégia foi correta. Quando se tem uma dívida e a situação aperta é melhor parcelar no máximo possível para as parcelas ficarem em valores coerentes com o orçamento e não venha a esquentar a cabeça, afinal de cabeça quente ninguém funciona direito.
Mas... a estratégia só será realmente boa se quando tiver condições de pagar começa a antecipar as parcelas.
Assim, se você tem condições de pagar comece imediatamente a antecipar as parcelas pois receberá descontos por antecipação.
Tem bancos que deixa pagar as parcelas de tras para frente, outros só deixam pagar na sequência.
Independente de como seu banco aceite comece a antecipar.

SUCESSO E BONS NEGÓCIOS.

Anônimo disse...

Bom dia.
Fiz um emprestimo bancário no bradesco, mas na época a empresa que abriu a conta faliu, não pagou os funcionários e não consegui pagar a dívida pois tinha outras dívidas para pagar....6 anos depois o banco enviou uma proposta de parcelamneto no qual aceitei a opção em 18 meses... a última parcela seria em maio/2010 mas paguei adiantado duas em abril para acabar logo com a dívida. Assim que terminei de pagar as parcelas, voltei ao banco uma semana depois e tentei encerrar a conta, porém fui informada que minha conta estava negativa em R$39,00 referente a tarifas bancárias, mas a conta não estava sendo movimentada desde o início do ano, apenas não consegui encerrar antes por causa da dívida. Falei com o gerente e ele disse que iria pedir o cancelamento da tarifa. Voltei ao banco uma semana depois e qual não foi a minha surpresa quando o gerente disse que o pedido de cancelamento não foi aceito e ainda foram cobrados mais tarifas.... Agora já estava em R$60,77...paguei essa tarifa para que a conta fosse encerrada na hora porque essa já era a terceira vez que tinha ido ao banco para tentar encerrar a conta. Isso aconteceu ontem 24/05, o gerente disse que em alguns dias a conta já estaria encerrada.
Liguei no fone fácil, a conta ainda está ativa, mas sem tarifas a pagar e fui informada pelo atendente que eu não seria obrigada a pagar as tarifas e que o prazo de encerramento da conta é dado pela própria agência. Gostaria de saber se tenho como ter de volta os valores pagos das tarifas e o que devo fazer se o gerente não encerrar a conta e tarifas novamente forem cobradas?

Desde já, agradeço

Aldineide disse...

Olá!
Bem para encerrar uma conta tem que ser formalmente, ou seja através de carta e você deve ter um protocolo que comprove que o banco recebeu seu pedido de encerramento, se for por telefone, alguns bancos tem esse serviço de encerramento pela central de atendimento, você deve receber do atendente um número de protocolo. Anote dia, hora e com quem falou.
Tanto a carta quanto o protocolo servirá de comprovação que você solicitou o encerramento e qualquer tarifa que entre na conta é de responsabilidade do banco e caso algum gerente não queira resolver ligue para o banco central e faça uma denuncia que os valores são estornados.
Quanto aos valores que você pagou não tem mais como reaver, sinto muito...
Mas guarde seu protocolo de pedido de encerramento de conta e se não tem vá ao banco com uma carta e solicite ao gerente para protocolar com a data que você solicitou, na pior das hipóteses com a data do dia.

Sucesso!

jorgenew disse...

Olá, Aldineide.

Há cerca de NOVE anos atrás,(2001) possuía uma conta no banco do Brasil. Fiz um empréstimo tipo CDC, paguei algumas prestações, mas caí na inadimplencia por não ter condições de continuar a pagá-las em dia. Perdi o meu limite, meu nome foi para o spc Serasa e minha conta ficou inativa. Depois de 5 anos, meu nome saiu da restrição com o serasa spc, mas não voltei a movimentar a antiga conta. Na verdade nem sei qual o seu número mais.
Ocorre que, em 2007, o Governo do Estado da Bahia, para o qual trabalho, transferiu o pagamento do meu salário para o Banco do Brasil. Uma nova conta foi aberta. Me ofereceram 2 cartões de créditos com limite mínimo (R$ 200,00), mantendo as outras modalidades de crédito bloqueados. Até aí tudo bem, mas há 2 meses atrás tem aparecido na minha tela de extrato uma proposta de renovação/reescalonamento com prestações de R$ 684,00 para uma dívida, segundo eles, de 19.286,00, que estaria disponível, após confirmação da margem consignada.
A minha dúvida são as seguintes:
1- O banco pode cobrar na conta nova, na qual recebo meu salário, uma dívida contraída há 9 anos, em uma conta antiga?
2- Esse valor mensal de R$ 684,00 (eles não especificam a quantidade de parcelas) pode ser debitado na minha conta, sem que haja solicitação de contratação, da minha parte?

___________________________________

Olha o que diz na tela da minha conta:
Empréstimo/financiamento BB: BB renov/Reesc, Consig*
Valor utilizado: 0,00
*Valor de Referência: 19.286,00
* Disponível aós confirmação de margem
Prestação para ECF: 684,00
*Valores sujeitos a confirmação na data da contratação por meio dos Terminais de aut atendimento ou internet
**Utilização do limite sujeita ao enquadramento nas disposições de microcrédito

jorgenew disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aldineide disse...

Jorge, a dívida ainda existe no Banco do Brasil, não é porque saiu da serasa que ela deixou de existir.

Eles não podem debitar na conta nova sem sua autorização expressa.

Procure ver o valor original da dívida e faça uma proposta de liquidar a vista, nem que para isso você tire um empréstimo consignado em outro local pois no BB dificilmente você conseguirá sem ser renovação do antigo.
FAÇA UMA PROPOSTA DE LIQUIDAÇÃO PELO VALOR ORIGINAL DA ÉPOCA SEM JUROS MESMO para o BB será interessante e para você também.
Você pode também procurar o escritório de cobrança deles para uma negociação direta com liquidação, provavelmente você terá grandes descontos mais antes de tudo saiba exatamente quanto ficou devendo para saber o que deve ser pago.
NÃO parcele esta dívida, não será bom para você se você está com nome limpo tire empréstimo consignado em outro lugar e liquide e por hipótese nenhuma faça o parcelamento direto, você perderá oportunidades de grandes descontos.

Anônimo disse...

Tenho um divída desde 2006 na CEF estava em R$ 4.000,00 (emprestimo e cheque especial) fui consultar essa divída já está em 31.000,00 em 02/06/10 nunca entraram em contato para negociar essa divída como essa dívida cresceu tanto, estou desempregada mas gostaria de ver as condições de pagamento e esse valor e absurdo como devo negociar ou esperar eles entrarem em contato com alguma proposta. Se realmente eles fazem isso ou se esperar podem cobrar diretamente judicialmente? Preciso de uma luz para saber como a CEF age nesses casos.

Diego Melhorato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aldineide disse...

Oi Diego, obrigada pelo elogio.

Bem vá ao gerente e converse com ele, não sei do que foi essa dívida mas dependendo você pode negociar com o gerente e ele estornar parte do saldo devedor se for de tarifa em conta parada, e claro que ele pode parcelar, se for cheque especial você pode ir depositando até encerrar a dívida, fale com o gerente, pelo valor ele vai ver que foi bobeira e não picaretagem...
Sucesso!

Verônica disse...

gislene
Boa Noite
Fiz uma renegociação com o Santander em 2009.A gerente queria que eu parcelasse minha divida em 24 vezes.Não aceitei e disse que queria que fosse de 10 vezes.Acordo feito de 10x114,00.Para minha surpresa,na agencia consta que o acordo foi feito em 24x,e não como eu queria 10x.Como posso agir perante o banco?É justo?Obrigada Gislene

Aldineide disse...

Veronica, bom dia!
Bem você não tem muito o que fazer porque é muito gritante a diferença e fica dificil convencer alguém que a gerente fez algo de má fé, veja porque:
1) as parcelas de 10 vezes seriam no mínimo o dobro das parcelas de 24 vezes, naturalmente você iria identificar de imediato a confusão, assim nenhum juiz iria acreditar que a gerente "enrolou" você.

2) Você assinou um contrato, e nesse contrato está escrito 9pelo menos deveria está) que são 24 parcelas e se você assinou é porque concordou, se foi pela central a ligaçào está gravada.

Você não informou quanto estava devendo na ocasião do parcelamento, divida o saldo devedor da época por 10 e provavelmente não chega nem ao principal.
O que você pode fazer é ir pagando antecipadamente algumas parcelas pois tem desconto de antecipação.

Sinto muito se a resposta não foi a que você seperava, sucesso para você.

Anônimo disse...

sobre dividas ninguem e obrigado a pagar apos 5 anos pq seu nome ja foi para o spc e serasa ja e um castido e depois disso nao podem cobrar mais judicialmente isso e ilegal e so procurar o procon de cada cidade apenas que onde vc deve vc nao tera credito durante 10 anos e claro que se nao estiver agindo de ma fe o certo e pagar mas nao com os abusos que existe nos banco sobre juros principalmente o itau nao deve pagar e nada pq vc ja pagou com seu nome restrito nos orgaos de protecao ao credito

Anônimo disse...

sobre dividas ninguem e obrigado a pagar apos 5 anos pq seu nome ja foi para o spc e serasa ja e um castido e depois disso nao podem cobrar mais judicialmente isso e ilegal e so procurar o procon de cada cidade apenas que onde vc deve vc nao tera credito durante 10 anos e claro que se nao estiver agindo de ma fe o certo e pagar mas nao com os abusos que existe nos banco sobre juros principalmente o itau nao deve pagar e nada pq vc ja pagou com seu nome restrito nos orgaos de protecao ao credito

Anônimo disse...

depois de cinco anos nao podem nem te mandar cartas combrando caso alguem tenha recebido uma dessas pode procurar o procon diretamente nem tente negociar procure direto os seus direitos

Luiza disse...

Boa noite Aldineide,
Tenho 3 empréstimos junto ao Unibanco, todos em dia, e quero quitá-los.Meu gerente já me passou o valor a ser pago à vista com suas amortizações, mas tenho certeza que bem orientada posso conseguir um valor bem mais baixo, e é isso que venho te pedir.
São eles:
I-Peguei R$ 8 mil: 24 x 671,92, faltam 14 parcelas e com a amortização ficaria R$ 6.482,94.
II- Peguei R$ 2,5 mil: 24 x 201,31,faltam 16 parcelas e ficaria R$2.103,78.
III- Peguei R$ 9.170,00: 24 x 739,91 , faltam 23 parcelas e ficaria em R$ 9.476,61. Totalizando então R$ 18.063,33.
Muito obrigada pelo seu empenho em nos ajudar,
Um abraço, Luiza

Luiza disse...

Aldineide,
Estou ansiosa por sua resposta e orientação. Novamente obrigada, Luiza

Anônimo disse...

25/06/2010 OI GENTE MEU NOME É VERÔNICA TENHO UMA DIVIDA NO BANCO DO BRASIL DEZ DE 2001 FOI QUANDO COMERCEI A TRABALHAR DE CARTEIRA ASSINADA PEDI UM EMPRESTIMO NO CAIXA ELETRONICO DE 100,00 E DIVIDE EM 10X 9.90 SE NÃO MIM GANO NA EPOCA AI DEPOIS DE 2 MESES FIU DEMITIDA E ESQUECIR DESSE DEBITO COMERSEI A RECEBER CARTAS DE COBRANÇA DO BANCO MAIS NÃO TINHA COMO PAGAR ESTAVA DESEMPREGADA QUANDO FUI NEGOCIAR MEU DEBITO ESTAVA EM 6,000MIL EU TRABALHAVA COMO TELEMARKENTIG ESTAGIO SO RECEBIA 450,00 POR MES O BANCO SO ACEITAVA PACELAS DE 300,00 REAIS PAGUEI A 1 PARCELA DEPOIS NÃO TIVE MAIS CONDIÇOES HOJE TEVE TA MAIS ALTO O DEBITO QUERO SABER SE O DEBITO DO BANCO SAIR TAMBEM DO SPC E SERASA E DE LA DO BANCO SE POSSO ABRIR AUTRA CONTA NO MESMO BANCO SEM ELE DESCONTA DA MINHA CONTA POR FAVOR SE VCS TEVER UMA RESPOSTA MANDE PRA MEU EMAIL:VERONICA-OLIVEIRA-SSA@HOTMAIL.COM OBRIGADO

Aldineide disse...

Olá Verônica as contas não batem muito bem, é importante que você procure o banco para entender a dívida original.
De 100,00 para 6.000,00 tá muito distante...

Aldineide Rios disse...

Luiza, desculpe a demora.
Quando você está em dia com um empréstimo e quer quitar o que o banco faz é antecipar seu pagamento tirando a taxa que ele colocou.
Por exemplo:
Você tirou empréstimo para pagar em 6 meses e o valor que você pagaria de juros nesse período seria de R$ 600,00 nas mesmas condições se você tivesse tirado o empréstimo em 3 meses seria de 300,00. Então se você quer antecipar o empréstimo de seis meses para pagar em 3 o banco vai lhe dar um desconto de R4 300,00 que é na realidade valor do empréstimo em 3 meses.
Desconto real o banco só dá quanto está ameaçado de perder tudo com inadimplência de mais de 180 dias, quando ele já tomou o prejuizo em provisão para o banco central.

Os bancos normalmente não vão conceder desconto para cliente que está pagando normalmente, para ele é melhor que você continue pagando mensalmente. Neste caso o interesse de quitar é seu assim ele não oferece desconto

Aldineide Rios disse...

"sobre dividas ninguem e obrigado a pagar apos 5 anos pq seu nome ja foi para o spc e serasa ja e um castido e depois disso nao podem cobrar mais judicialmente isso e ilegal e so procurar o procon de cada cidade apenas que onde vc deve vc nao tera credito durante 10 anos e claro que se nao estiver agindo de ma fe o certo e pagar mas nao com os abusos que existe nos banco sobre juros principalmente o itau nao deve pagar e nada pq vc ja pagou com seu nome restrito nos orgaos de protecao ao credito"
---------------------------
Quero registrar que não concordo com esse comentário. se você tomou algum empréstimo é obrigado sim a pagar, afinal se alguém ou algum órgão lhe emprestou dinheiro ou qualquer outra coisa foi por negociação entre as partes e para lhe socorrer em momento que você precisou e estava contando com o recebimento do valor na data acordada pois caso contrário teria lhe DADO o dinheiro e não emprestado.
Outro ponto é que não se paga só porque está na serasa ou SPC, se paga porque se deve.
O que está errado são os juros abusivos as multas astronômicas por atraso e nesse caso deve-se negociar com o credor.

fabio.b.guimaraes disse...

Olá, estou com uma dívida junto ao HSBC referente ao Cartão de Credito Visa e Master, mais o cheque especial. Estou a 45 dias em débito, deixei de depositar dinheiro na conta corrente, então, devido ao juros o especial excedeu o limite, e deixei de pagar o mínimo dos dois cartões. Devo 6.800 de cheque especial e mais 10.000 nos dois cartões. Estou solicitando ao banco um desconto nesta dívida, uma vez que somei os juros e encargos dos últimos 6 meses cobrados na minha conta e nos cartões e constatei que dos 16.800 que devo, 7.200 são de juros e encargos cobrados neste período. Estou no caminho certo, ou estou perdendo meu tempo pois de nada vai adiantar?

ps:
A primeira resposta que obtive com meu gerente após entrega-lo uma carta demonstrando os juros abusivos cobrados de 14.7% ao mês durante os últimos 6 meses, e solicitando a revisão destes juros, propondo que fosse refeita a uma tx de 2%, foi negativa! Simplesmente afirmou que devo acatar as condições impostas pelo banco e que não existe desconto em dívida.

Seu site, com certeza, está ajudando muita gente. Pude lêr muita coisa boa. Parabéns! Este blogger ganhará mais notoriedade pelo seu excelente trabalho de orientação as pessoas.

Sds,
Fabio-Magé-RJ

Aldineide Rios disse...

Olá Fábio, bom dia e muito obrigada pelas palavras carinhosas.

Bem quanto a teus juros, é uma pena você ter deixado rolar por tanto tempo, o correto seria ter procurado o banco logo no inicio e solicitado parcelamento da dívida, mas isso é normal ficamos sempre esperando o próximo mês que será melhor e teremos condições de liquidar, é melhor fazer o parcelamento e liquidar antecipado quando puder do que ficar pagando juros do cheque especial e cartão de crédito. Mas vamos resolver a situação como ela está, ok?

Os bancos, não só o HSBC mas qualquer um não troca esses juros excessivos por outros menores só por solicitação, tem que ir na justiça, mesmo que seja nas pequenas causas e muitas vezes só no procon já resolve, e eles não gostam da imagem negativa na justiça ou procon e reduzem seus juros.

Para resolver sem ir a justiça tem que esperar muito, isso varia de banco para banco e pode ser de seis meses a um ano, depende do interesse deles e quando percebem que o cliente precisa do nome limpo rápido demoram um pouco mais.

Procure um forum de pequenas causas. não é garantia de solução pois cada juiz tem um entendimento diferente, mas a grande maioria acata a solicitação e muitas vezes o próprio banco vai com uma proposta. Você deve ter uma proposta de pagamento melhor se for a vista ou de pagamentos fixos mensais.
Sucesso!

Anônimo disse...

Boa tarde, tinha uma divida com o itau e com a credicard citi quitei as mesmas com desconto que eles me mandaram uma carta so que nao consigo mais ter um cartao deles o que posso fazer ? meu nome ta limpinho tanto que ja consegui outros cartões Qual o problema porque a maioria das empresas grande hoje é de dominio do ITAU e nao consigo credito nelas tambem abri uma conta no itau e nao me dao nenhum beneficio.
Obrigado.

Bruno disse...

Boa tarde, tinha uma divida com o itau e com a credicard citi quitei as mesmas com desconto que eles me mandaram uma carta so que nao consigo mais ter um cartao deles o que posso fazer ? meu nome ta limpinho tanto que ja consegui outros cartões Qual o problema porque a maioria das empresas grande hoje é de dominio do ITAU e nao consigo credito nelas tambem abri uma conta no itau e nao me dao nenhum beneficio.
Obrigado.

Aldineide Rios disse...

Olá Bruno, o que aconteceu foi que para o Itaú e para o Citi você gerou prejuizo, liquidando sua dívida com descontos maiores que o normal, isso ocorre quando a dívida está muito antiga e o banco já dar como perdida sendo melhor receber alguma coisa do que não receber nada.

Para o mercado, que não sabe de como você liquidou, você pode ter crédito mas para o Itaú que sabe como você liquidou não terá novos créditos, eles imaginam que você irá fazer a mesma coisa, tomar empréstimo ou usar o cartão, deixar de pagar e liquidar novamente com desconto e isso para eles não é viável.

Bem... nada é de graça e esse é o preço da liquidação com desconto.

Sinto muito mas é assim que os bancos e financeira pensam.

Sucesso!

Bruno disse...

Obrigado pela resposta, mais isso é pra sempre nunca mais terei credito com o Itau? e nao há o que eu possa fazer, porque como te disse o itau esta dominando o mercado no sentindo de cartões de lojas.
Obrigado

Aldineide Rios disse...

Bruno, pra sempre é muito tempo... Acredito que com o tempo e bom comportamento na conta você pode ter seu crédito de volta.

É importante que você semestralmente atualize seu cadastro no banco com comprovante de renda e tudo mais que assim o banco vai rastreando bons pagadores.

Solange disse...

Olá!
Em primeiro lugar Obrigada...faz anos que procuro uma resposta e foi pesquisando na Internet que encontrei vcs. Meu caso é o seguinte: em 2003 fiquei inadimplente no Banco Real, estava descoberto 80% do limite do meu cheque especial e também o limite de emprestimo que caia direto na conta de R$ 600, o limite era de 1.200,00. Como nesses anos nunca consegui pagar, nem juntar dinheiro para parcelar, Muitas e muitas vezes me ligaram de agencias de cobrança inclusive me ameaçando, acabei mudando e os numeros de telefones perderam-se. A uma semama chegou na casa de minha ex sogra um boleto de 30 mil reais com um desconto para pagar 9 mil reais em meu nome, não esta em nome do banco real e sim de uma asssessoria de cobrança, que devo fazer, que atitude tomar??? não sei como descobriram o endereço da minha ex sogra. obrigada.

jzuccari disse...

tenho uma divida com um banco no valor de 10 mil reias , e nao tenho como pagar por estar desempregado a 2 anos a divida faz 20 meses que tenho ,o unico bem qie possuo é um veiculo usado que uso para fazer alguns serviços o banco pode tomar meu veiculo esse veiculo nao é garantia de nenhuma divida ?

Aldineide Rios disse...

Amigo, se o bem não está garantindo o empréstimo dificilmente o banco vai tomar seu carro.

Vivian disse...

Olá, hj me aconteceu algo incomum em minha conta do Itaú. Tenho um especial de 1150 já comprometido, embora com pgt em dia.
Ocorre que achando que tinha recebido um pgt em conta hj (sem no entanto retirar o extrato)resolvi sacar 400,00 e o dinheiro saiu normalmente.
Ao entrar na Internet posteriormente, vi que não tinha recebido o pgt que esperava e que minha conta estava negativa além do especial 380,00 por causa dos 400,00 sacados.
Fiquei intrigada. Como o caixa eletrônico liberou o dinheiro se eu não tinha saldo?

Aldineide Rios disse...

Viviane, isso é falha de sistema.
Não era pra acontecer mas... acontece e os bancos eventualmente levam prejuízo nessas situações, com clientes desonestos.

Aldineide Rios disse...

Viviane, isso é falha de sistema.
Não era pra acontecer mas... acontece e os bancos eventualmente levam prejuízo nessas situações, com clientes desonestos.

Rodrigo disse...

Ola, gostei muito do blogger, tenho uma duvida Ouvi falar que se eu entrar na justiça com uma revisional de contrato nunca mais terei crédito, pois os bancos consultam quem fez revisional, é verdade? Pois tenho um financiamento de um caminhão no qual uso para meu trabalho, financiei o valor de 63.000,00 em 50 parcelas de 2.092,41, no qual ja paquei 20 parcelas que totaliza um valor de 41.848,20 pagos. falta 30 parcelas, que o saldo devedor e de 62.772.30. Praticamente o valor que financiei.O advogado me disse que se fazer a revisão minha prestação vai baixar, quero fazer a revisão mais temo este risco de não poder fazer outros financiamentos de veiculos por causa da revisão de juros. Obrigado.

Anônimo disse...

Boa noite, pois tenho uma dívida de aproximadamente hum mil reais de cartão de crédito no banco Itaú.Para o pagamento mínimo o valor orça em seiscentos reais, sem direito a parcelamento.Se não pagar nem o mínimo, a instituição pode aprisionar o meu pagamento do trabalho, já que a minha conta corrente é também do banco Itaú?Pois, no mês passado fizeram isso e sequer fui comunicado.É essa prática legal juridicamente?Alex Bonifacio, Manguinhos, Rio de Janeiro, telefone (21)38686199.

Aldineide Rios disse...

Olá Alex, ninguém tem direito de realizar débito em sua conta sem sua autorização formal, se o banco debitou seu cartão é porque no ato da contratação eles marcaram para débito em conta e você não observou. Ligue imediatamente para a central do cartão (NÃO É PARA O BANCO) e peça para que seu cartão deixe de ser debitado em conta e que seja apenas por fatura, assim mesmo que você não pague o valor mínimo não será mais debitado de sua conta e se mesmo assim continuar a ser debitado você estará acobertado e o banco é obrigado a estornar. Há gerentes que para se garantir de dívidas dos clientes fazem o débito sem autorização e eles tem que estornar se não fizer denuncie ao Banco Central que eles obrigam o banco a estornar e aindam penalizam o banco.

Luciana LIma disse...

BOA NOITE
SOU FUNCIONÁRIA DA PREF DE SÃO PAULO E ESTA SEMANA ESTIVE NO BANCO DO BRASIL PARA SABER SE TINHA DIREITO AO pasep, O FUNCIONÁRIO Q ME ATENDEU DISSE Q SIM E Q O MESMO JÁHAVIA SIDO DEPOSITADO EM MINHA CC DESSE MESMO BANCO. COMO ISTO NÃO HAVIA ACONTECIDO CONTESTEI O FUNCIONÁRIO E ELE ME DISSE Q O DINHEIRO 510R HAVIA SIDO DEPOSITADO EM UMA OUTRA CONTA NESTE BANCO. ACONTECE Q ESTA CONTA FOI ENCERRADA HÁ MAIS DE 01 ANO, INCLUSIVE QDO FUI ABRIR MINHA NOVA CONTA QUESTIONEI O FUNCIONÁRIO SOBRE A CONTA ANTIGA, E O MESMO AFIRMOU QUE ESTAVA ENCERRADA E NÃO HAVIA DÉBITO ANTERIOR. O VALOR DE 510R FOI DEPOSITADO NESTA CONTA QUE SEGUNDO O FUNCIONÁRIO FOI REATIVADA QDO FOI FEITO O DEPÓSITO, O BANCO CONSUMIU TODO O BENEFÍCIO E AGORA EU TENHO QUE PROVAR Q A CONTA ESTAVA ENCERRADA, GOSTARIA DE SABER SE ELES PODEM FAZER ISSO E O QUE FAÇO PARA REAGIR CONTRA ESSA SITUAÇÃO.
GRATA

Aldineide Rios disse...

Luciana, o banco não pode fazer isso de formal alguma.
1) ligue para o SAC e abra uma reclamação relatadto o ocorrido.
2) de posse do protocolo de reclamação procure o gerente geral da agência e peça solução pois caso contrário irá procurar o banco central.
3) Se o caso não form resolvido na agência faça uma reclamação no banco central que pode ser inclusive pela internet e verá que eles vão resolver.

PROCURE ALGUM COMPROVANTE DO ENCERRAMENTO DESSA CONTA OU QUALQUER OUTRA CORRESPONDÊNCIA QUE IDENTIFIQUE QUE ELA FOI ENCERRADA. MESMO QUE ELA NÃO TENHA SIDO ENCERRADA O BANCO NÃO PODE DEBITAR SUA CONTA SEM SUA AUTORIZAÇÃO AFINAL ERA UMA CONTA INATIVA.
PODE TER CERTEZA QUE ELES VÃO DEVOLVER SEU DINHEIRO.

Aldineide Rios disse...

Rodrigo, desculpe a demora em responder.
Bem quando se pede liquidação com bancos de alguma forma diferente da que foi contratada, como ação revisional o banco dificilmente irá emprestar novamente para esse cliente pois haverá uma tendência do cliente fazer o mesmo com a nova operação já que fez a primeira e deu certo, cá entre nós a probabilidade é grande de voltar a acontecer... eles veem isso com prejuizo.

Aldineide Rios disse...

Rodrigo, desculpe a demora em responder.
Bem quando se pede liquidação com bancos de alguma forma diferente da que foi contratada, como ação revisional o banco dificilmente irá emprestar novamente para esse cliente pois haverá uma tendência do cliente fazer o mesmo com a nova operação já que fez a primeira e deu certo, cá entre nós a probabilidade é grande de voltar a acontecer... eles veem isso com prejuizo.

Anônimo disse...

Boa, Tarde
Minha situação é a seguinte: Estou devendo ao Banco do Brasil cerca de R$ 8.100,00, já com os juros calculados. Através e um empresa de cobrança (PAC) me foi proposto o parcelamento ou a quitação com um "bom desconto": Pagaria r$ 1.850,00 ( +ou- 1/3 do sando devedor s/ juros)e não poderia mais utilizar os serviços do Banco, encerrando a minha conta e não mais abrir conta ou obter financimaneto por esta instituição financeira. Quando aceitei a empresa afirmou que o contrato havia sido devolvido ao Banco e que deveira negociar com o mesmo. Dúvida: Se eu procurar o Banco e expor a situação ele é obrigado a aceitar a proposta feita anteriomente ( 2 meses atráz) pela empresa de cobrança? Se não qual a melhor saída? Desde já agradeço a orientação José.

Aldineide Rios disse...

Olá José, boa noite.

Bem é provável que o banco ainda honre a proposta anterior pois acredito que a dívida deva ser antiga e já dada como perdida.
Procure o gerente e converse com ele.
É verdade o que a empresa de cobrança informou que você não terá mais crédito com o banco, pois ele acredita que você fará a mesma coisa em créditos futuros.

Verônica disse...

Olá...

Minha situação é bem complicada. Fiz, no Banco Santander, vários empréstimos pequenos, que somados dão um valor alto, que são debitados direto da minha conta. Minha conta salário. Acontece, que acabei me apertando com algumas dividas e com os juros, os emprestimos estão caindo direto na minha conta e comendo todo o meu salário. Todo mesmo, minha conta fica zerada. Vivo só com os benefícios ganhos no meu trabalho.

Quero saber se tem solução. Se posso abrir uma outra conta salário, se posso renegociar esses empréstimos.

O q devo fazer?

Aldineide disse...

Veronica, mande pro meu email a posição de seus empréstimos:
- valor da prestação
- nr de parcelas contratadas
- nr de parcelas pagas

Vou analisar e mandar resposta, assim fica muito vago.

Estou aguardando.

ane disse...

ola vc da consultoria pra pagar dividas? tenho muitas e altas preciso muito obrigada aguardo retorno...

Anônimo disse...

Bom dia,
acumulei uma dívida como Banco Real,não sei o valor principal, pois a cobrança deles é com muitos juros,isso já passou mais de um ano, recentemente recebi uma cobrança de uma empresa que diz ter comprado esta dívida do banco, me cobrando um valor exorbitante,e que se eu quiser saber o que estão cobrando, tenho que ir até a agencia bancária p. saber do meu contrato. o que fazer p solucionar, uma vez que não estou em condições de quitar, nem de assumir parcelas tão altas, o banco pode vender minha dívida p outra instituição.....
obrigada,

Aldineide Rios disse...

nishasOlá bom dia.

Bem vamos a seu caso.
1) O que não tem solução... solucionado já está, assim se você não tem como quitar agora e nem tem como assumir parcelamento... qual a outra opção? nenhuma? ou tem condições de pagar valor pequeno, bem menos do que eles querem. Se for esse o caso vá depositando mensalmente o valor que você pode pagar numa poupança ou num confrinho em casa mesmo porém com o compromisso de não retirar por hipótese nenhum, a não ser para salvar uma vida e sem ter outra opção. Dessa maneira em algum tempo quando você tiver um pouco mais organizado terá algum dinheiro para a entrada.
Refaça seu orçamento e veja onde pode ralizar cortes para sobrar dinheiro PARA PAGAR AS DÍVIDAS, não é para gastar mais.
No BLOG tem várias dicas de como reduzir as despesas, mesmo quando pensamos que já cortamos tudo sempre tem algo a corta, nem que seja o secar de cabelo, chapinha, tomadas ligadas o dia inteiro, com atenção poder reduzir a conta de energia, telefone ou água em 5,00 ou 10,00 e as vezes um pouco mais e isso faz com que tenha mais trocado para depositar no cofrinho das dívidas.

2) Quanto ao banco vender as dívidas isso é uma prática normal dos bancos para "limpar" o balanço com operações vencidas.

Para o devedor não tem qualquer alteração a dívida continua existindo e as vezes é bom pois consegue liquidar com desconto atraente.

Priscila Fonseca disse...

Boa tarde;

Tenho uma divida no banco real
não sei valores exatos mas a divida real é +/- 250,00 cartão de credito (meu limite nao passava disso) e uns 150,00 de emprestimo (meu limite tbem nao passava disso.Somando um total medio de 400,00 a divida tem uns dois anos agora esta em 2.500,00 acho extremamente abusivo os juros , preciso de ajuda praara saber qual a melhor forma de negociar com o banco e os melhores argumentos a usar.
aguardo um retorno.

Priscila Fonseca disse...

meu e-mail
prifonsecaviana@gmail.com

Anônimo disse...

SAN
TENHO UM CARRO QUE MINHA MAE DE DEU DE PRESENTE SÓ QUE FINANCIADO ...E ELA PAGOU 18 E ATRAZOU 12 LETRAS,O BANCO NAO QUER NEGOCIAR ALEGA QUE DEIXOU POR CONTA DOS ADVOGADOS E ELES SAO INEGOCIAVEIS QUEREM O CARRO.SÓ QUE ESSE CARRO NAO ESTÁ COM MINHA MAE E ELES ESTAO PRECIONANDO UMA SENHORA DE 63ANOS ..O QUE FAZER?

Aldineide Rios disse...

San bom dia.

O carro não está com sua mãe mas está com você. Assim procure os advogados e faça negociação. lembre-se que terá custas judiciais pois como trata-se de um bem em garantia não é a mesma coisa de um empréstimo normal do banco.

Os custos são maiores

A saída é a negociação, o carro na realidade foi para você e não para a senhora de 63 anos, ela só usou o nome dela. Antecipe e procure os advogados para evitar maiores cobranças para sua mãe, se for o caso passe uma procuração para você resolver a situação de forma legal.

Sucesso!

Nice disse...

Olá Aldineide,
Preciso de orientação... já consultamos 3 advogados e cada um nos deu um parecer diferente, o que nos deixou mto inseguros e preocupados. Temos uma empresa de médio porte, e com toda essa crise contraímos dividas para que a mantivessemos aberta, mas infelismente teremos que fechar, pois ela n ta conseguindo pagar nem mesmo as despesas fixas (aluguel, fone, funcionario). Nossa divida é em torno de 300 mil reais, adquiridas atraves de cartao de credito, emprestimos de capital de giro com e sem garantia do VISA, e cheque especial! Em praticamente todos os bancos. Estamos realmente mto desolados sem saber o que fazer, pois o prejuizo ta sendo mto grande, somando o $ investido mais a divida que resta. NO entanto, tenho uma casa financiada em debito automatico pelo Bradesco atraves da minha conta de pessoa fisica, e nos contratos dos emprestimos ressaltam a condição de retirar das nossas contas qualquer valor disponivel para quitação de possiveis dividas. Como proceder neste caso? Pois eu ja ate arrumei um emprego no qual poderei pagar a parcela dessa casa... mas qlqr valor que eu colocar no banco... podem sugar para quitar essa divida...
Outra coisa é o carro... esta financiado em 60 meses tb pelo bradesco pela pessoa fisica, ja paguei 12meses, faltam 48 meses... e sei que tão cedo n poderemos quitar essa divida... qdo findar esse financiamento desse veiculo, o banco pode toma-lo de mim? eu posso vende-lo qdo acabar o financiamento? Sendo que este veiculo e meu instrumento de trabalho... e da mesma forma da casa, ja estou trabalhando e pagando em dias as parcelas desses 2 financiamentos... Ainda sim, qdo do termino do financiamento deste carro, eles pode penhora-lo?
Espero que vc possa me ajudar urgentemente... estamos mto ansiosos e nervosos com tudo isso...
Grata

cliente disse...

Oi...Parabens pelo blog!!!
Meu nome é Fernando e estou em uma situação dificil. Eu tenho uma divida com um banco, que apos 3 anos transferiu a divida, para uma financeira.
Esta divida iria prescrever os 5 anos dia 11/02/2011, mas no mês 09/2010, fiz uma renegociação da divida por telefone,(não assinei nada), e paguei uma parcela.
Agora por falta de grana, estou sem condições financeiras pra pagar o restante da divida.
Gostaria de saber se minha divida agora foi renovada pra mais 5 anos ou continua valendo a data em que fiz a divida no banco, no ano 2006.

Anônimo disse...

Olá , sou funcionaria publica do estado de sao paulo, tenho emprestimo em minha conta corrente que é debitado em holerite, como estou afastada do trabalho a mais de 2 anos por motivo de saude o valor esta alto para eu continuar a pagar, posso negociar com o banco? eles podem descontar a fatura do meu cartão de credito em conta corrente sem minha autorização, pois é isso que eles estão fazendo, o vencimento da fatura é dia 10 e ja no pagamento aprisionam o valor.
grata
Ipanema

Aldineide Rios disse...

Ipanema, vamos por parte:
1) antes de qualquer coisa faça seu orçamento doméstico para ajustar seus gastos ao seu salário líquido, tem que gastar menos, cortar e cortar.
2) Para reduzir o valor da parcela do seu empréstimo consignado, você procure o banco e veja quanto é o saldo devedor e peça ao banco para parcelar por um prazo maior, agora contenha a tentação de aumentar o valor da dívida para ficar com algum trocado, a única excessão será para quitar o cartão de crédito e GUARDAR O MESMO NUMA GAVETA COM CHAVE E DÁ A CHAVE PARA ALGUÉM GUARDAR para evitar que volte a comprar sem ser por um motivo de emergência.
3) se o banco está debitando a fatura de seu cartão na conta é porque foi autorizado por você, mesmo que tenha sido sem saber. Ligue para a operadora e solicite a mudança para fatura ao invés de débito em conta, eles não vão querer fazer, vão colocar dezenas de obstáculos mas você tem diretor a isso, qualquer problema diga que vai ligar para o banco central e fazer a solicitação diretamente por eles, eles vão te atender.

Pedro disse...

Olá,
atualmente meu nome está no SPC, devido a uma divida com o banco ITAU. Meu gerente do Banco do Brasil me informou que eu perderia meu direito de utilizar o serviço crédito na instituição, porém me disse que eu ainda ocntinuaria com o serviço de débito e saque, porém, ao cair meu salário do mês, o Banco do Brasil pegou meu salário todo, e pagou o cheque especial que eu avia utilizado no Mês anterior, não sobrando NADA do meu salário, o qual necessito para pagar outras contas essenciais. Pois bem, gostaria de saber se o Banco tem o direito de realizar tal tarefa, sem a prévia informação !! Grato, Pedro.

Aldineide Rios disse...

Olá Pedro,
O banco não renovou seu limite de cheque especial devido a restritivo em seu nome, isso ele realmente pode fazer, ele não é obrigado a renovar um limite de crédito se o cadastro do cliente não estiver de acordo com os padrões de crédito da instituição.

Se o limite de cheque especial estava vencendo ele pode, ele apenas não renovou.

Se o limite não estava vencendo ele pode fazer desde que lhe avise que vai ser cancelado, o que parece ter sido feito, pela sua narração.

Anônimo disse...

Oi...Parabens pelo blog!!!
Meu nome é Fernando e estou em uma situação dificil. Eu tenho uma divida com banco Real, que apos 3 anos transferiu a divida, para Atlantico financeira.
Esta divida ira contar 5 anos dia 11/02/2011, mas no mês 09/2010, fiz uma renegociação da divida por telefone com o Atlatico Financeira,(não assinei nada), e paguei uma parcela.
Agora por falta de grana, estou sem condições financeiras pra pagar o restante da divida.
Gostaria de saber se por causa do acordo com o Atlatico Finan.. minha divida agora foi renovada pra mais 5 anos ou continua valendo a data em que fiz a divida no banco Real, no ano 2006.an

Anônimo disse...

Olá amigo, ao renegociar o empréstimo e pagar uma parcela a dívida anterior morreu, foi liquidada com os recursos dess "novo" empréstimo e agora você tem uma nova dívida.

É importante que você faça seu orçamento, corte despesas e dê uma atenção maior a dívida existente, pois você acabou de fazer a negociação...
Renegociou baseado em que?
O que aconteceu em um mês que mudou a perspectiva de pagamento?
A negociação foi calculada para ver se cabia em seu orçamento?
É importante negociar quanto a parcela passa a ser incluída no orçamento.
Agora ou paga ou terá o nome na serasa por mais 5 anos.

Aldineide Rios disse...

Olá amigo, ao renegociar o empréstimo e pagar uma parcela a dívida anterior morreu, foi liquidada com os recursos dess "novo" empréstimo e agora você tem uma nova dívida.

É importante que você faça seu orçamento, corte despesas e dê uma atenção maior a dívida existente, pois você acabou de fazer a negociação...
Renegociou baseado em que?
O que aconteceu em um mês que mudou a perspectiva de pagamento?
A negociação foi calculada para ver se cabia em seu orçamento?
É importante negociar quanto a parcela passa a ser incluída no orçamento.
Agora ou paga ou terá o nome na serasa por mais 5 anos.

Aldineide Rios disse...

Olá amigo, ao renegociar o empréstimo e pagar uma parcela a dívida anterior morreu, foi liquidada com os recursos dess "novo" empréstimo e agora você tem uma nova dívida.

É importante que você faça seu orçamento, corte despesas e dê uma atenção maior a dívida existente, pois você acabou de fazer a negociação...
Renegociou baseado em que?
O que aconteceu em um mês que mudou a perspectiva de pagamento?
A negociação foi calculada para ver se cabia em seu orçamento?
É importante negociar quanto a parcela passa a ser incluída no orçamento.
Agora ou paga ou terá o nome na serasa por mais 5 anos.

Aldineide Rios disse...

Olá amigo, ao renegociar o empréstimo e pagar uma parcela a dívida anterior morreu, foi liquidada com os recursos dess "novo" empréstimo e agora você tem uma nova dívida.

É importante que você faça seu orçamento, corte despesas e dê uma atenção maior a dívida existente, pois você acabou de fazer a negociação...
Renegociou baseado em que?
O que aconteceu em um mês que mudou a perspectiva de pagamento?
A negociação foi calculada para ver se cabia em seu orçamento?
É importante negociar quanto a parcela passa a ser incluída no orçamento.
Agora ou paga ou terá o nome na serasa por mais 5 anos.

Anônimo disse...

TINHA UMA CONTA CORRENTE NO BB E FIQUEI SEM EMPREGO, PORTANTO, FIQUEI DEVENDO, AGORA CONSEGUI OUTRO EMPREGO E FUI ABRIR OUTRA CONTA SALÁRIO, MAS O BANCO QUER USAR MINHA CONTA SALÁRIO PARA COBRAR A DÍVIDA.

OCORRE QUE A PROPOSTA DO BANCO É ALTA DEMAIS PARA O POUCO QUE GANHO, VEJA, GANHO R$ 510,00 E O BANCO QUER COBRAR R$ 200,00 POR MÊS! COMO PAGAREI ALUGUEL E ALIMENTAÇÃO COM R$ 300,00 POR MÊS? O QUE POSSO FAZER A RESPEITO DISSO?

PARABÉNS PELO BLOG!
Thomaz
Ponta Grossa/PR

Aldineide Rios disse...

Thomaz,

Procure outra agência para abrir a conta e informe que será apenas para conta salário.
Veja com a empresa a possibilidade de seu salário ser depositado em outro banco.
Você não informa quanto é sua dívida mas se a parcela mínima é de R$ 200,00 naturalmente você não terá condições de assumir essa prestação e NÃO FAÇA NENHUM PARCELAMENTO QUE NÃO PODE ASSUMIR, mesmo que o banco faça pressão para isso.
Peça ajuda a sua empresa para abrir nova conta, ela deve ter bom relacionamento com o gerente do banco que cuida da empresa.
O banco não pode efetuar nenhum débito em sua conta sem sua autorização, mas se a conta está devedora e entrar crédito servirá para amortizar o saldo devedor.

sandra disse...

sou funcionaria publica do poder judiciario e recebo pelo banco do brasil,pois eles se contrataram com o tribunal de justiça para ter prioridade sobre o pagamento do salario dos servidores, eles estão me retirando todo o meu salario, descontando um empréstimo q dá 30% do salario e retirando um especial duas vezes mais do q ganho neste saldo q me sobraria. Gostaria de saber se podemos , eu e o pessoal todo q esta nesta condição entrar com uma ação contra o banco, pois não podemos ficar sem ao menos ter dinheiro para comer

Aldineide Rios disse...

Sandra,
É muito comum esse nível elevado de endividamento em funcionários públicos pois em muitos casos tem salários bons e seguros, sem riscos de perder o emprego.
Se você quiser sair dessa situação tem que fazer uma cota de sacrificio proporcional ao tamanho de suas dívidas.
Não tem jeito... gastou de mais por ter muitos limites disponíveis agora vai ter que pagar os gastos e os juros fazem seus recursos serem muito mais curtos.
Entrar na justiça contra o banco dificilmente vão ganhar pois todos os empréstimos foram de acordo com as regras dos produtos, o que aconteceu foi empolgação.
Corte juros renegociando os produtos de maior juros como cartão de crédito, cheque especial e assim por diante.
Aproveite o 13º para quitar essas dívidas.
Se tiver limite de empréstimo consignado, mesmo que seja renegociando o que já tem faça pois os juros são menores. Agora cuidado para não pegar o dinheiro e fazer novos gastos.

Anônimo disse...

amigo tenho uma conta na caixa e nesta conta contem um financiamento de veiculo, porem deixei de depositar dinheiro na conta, fiquei devendo 750 reais e cancelaram minha conta, porem meu carro ta em dia com as prestaçoes pagas, corro risco de perder meu veiculo ja que me mandaram uma carta falando que q minha conta esta encerrada ?

Tiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago de Pieri disse...

Bom dia.

Tenho uma empresa, e fizemos empréstimos no bradesco e no banco do brasil.
não estou mais conseguindo pagar os bancos, e estou com a empresa descapitalizada. o dinheiro das vendas que entra vai TUDO para pagar dívida com bancos e custos fixos. tanto é que estou a 12 meses sem retirar nada para mim como prolabore. Estou pensando em deixar de pagar os bancos para poder envestir esse dinheiro que entra na empresa, caso contrário se eu for pagar os bancos, fico sem dinheiro para comprar mais estoque, e aí então terei que fechar as portas!
A dúvida principal então é: eu faria uma boa opção em deixar as dívidas com os banco atrasar, para que um dia eu apareça ao banco com um valor do capital principal em mãos para pagamento à vista??
o medo são os juros. Tanto banco do brasil como bradesco tem juros de cheque especial, a partir de 6%. A hora que eu for renegociar tenho medo de que eles peçam um valor muito acima do capital principal.

Outra dúvida é que adquiri recentemente um apartamento pelo plano minha casa minha vida, onde dei 11.500 de entrada e estou pagando parcelado o restante dessa entrada, e faltam 3 parcelar para pagar toda entrada, e assim poder assinar os papéis com o banco para a definitiva compra do imóvel. Portanto, essa minha dívida na pessoa jurídica pode atrapalhar a negociação com a compra do partamento na pessoa física???

por favor me ajudem!!!!!

grato desde já.

Anônimo disse...

HPG

No início de 2009, por estar desempregado e não conseguir honrrar com pagtos de dívidas e cartões, utilizados para alimentação e pagto de contas de casa tive meu nome lançado no serasa por 3 instiuições fincnaeiras. ocorre que não consigo mais arrumar emprego por conta disso. Comecei como corretor há um ano e não recebi a maioria das casas que vendi. Ocorre que fui convidado a assumir um cargo num banco e no segundo dia de trabalho suspenderam minha contratação por causa das divídas. Pedi ajuda a parentes e já renegociei a maioria a vista. ocorre que uma divída de cerca de R$ 60 mil no banco real virou R$ 700 mil. enviaram para um escritório de advocacia e me informaram que se pagasse 114 mil estaria quitada. Não tenho isso e fiz proposta de R$ 25 mil a vista. Só dependo disso para poder reaver aquele emprego. Será possivel aceitarem/ Não é crime impedir um profissional de trabalhar/ Como poderei pagar divídas se o mundo ou é de bancos inescrupolosos ou de picaretas que não pagam os autonomos. Aguardo resposta urgente.

Aldineide Rios disse...

R$ 60 M em despesas do dia-a-dia ????
Para trabalhar numa instituição financeira você deve está com a situação financeira em ordem, faz parte do código de ética das instituições.
Quanto ao valor da proposta veja quanto de fato foi a dívida e proponha pagamento do valor da dívida com atualização pequena.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,boa noite,
PAREBÉNS PELO BLOG.

Preciso de uma orientação.
Abri uma conta corrente p minha ME no BB visando um CARTÃO DO BNDES, e posteriormente maquineta de cartões, movimento básico, e claro investimentos futuros, pois temos nossas metas.
Depois de muita burocrácia a conta foi aberta, mas NÃO ME DERAM O CARTÃO BNDES, e me disseram que o crédito do mesmo seria de 11.000,00, mas na realidade seria apenas de 4.500,0. PURA ENGANAÇÃO. Para "marcar pontos" com o BANCO teria que contratar "alguns serviços", e um SEGURO ME FOI EMPURRADO pois fiquei na esperança do tal CARTÃO. O SEGURO foi de 1.000,00, me surprendi quando o GERENTE GERAL me disse que o mesmo já estaria PAGO visto não termos iniciado as atividades da empresa e não termos ainda DEPOSITADO nenhum valor na cc.AI me veio a resposta que eu tinha ganho o CRÉDITO de 7.000,00 do GIRO RÁPIDO, e que o dinheiro estaria sendo descontado deste crédito.POIS BEM, ai me ofereceram mais 4.000,00 e como eu precisei dele imediatamente retirei 3.000,00, isto pensando em quita-lo no dia seguinte pois tinha dinheiro em outro banco.
Ai começou o tormento.
NÃO paguei como previ de um dia para o outro, e ao ver o extrato levei o maior choque.Estava devendo ao BANCO 5 MIL REAIS, e deste já tinha sido descontados uma série de taxas, inclusive a tal SUCESSO no valor de 160,00, e por ai afora.NÃO ME DERAM A CARÊNCIA que diziam de 57 dias.
Como não entendia muito bem de contas bancárias, acabei entrando no cheque especial ou melhor ÊLES me jogaram neste sistema.
COMO NÃO PRECISO ficar com esta DÍVIDA tenho o DINHEIRO PARA PAGAR A VISTA e QUERO FAZE-lo ENCERRANDO A CONTA pois NÃO SUPORTO NEM VER A CARA DOS GERENTES.O GERAL me disse que o "SEGURO FORA FEITO para NÃO MORRER E DEIXAR DÍVIDAS PARA OS PARENTES PAGAR", um DESAFÔRO.
SEMANA passada pedi um SALDO DEVEDOR e me pediram p assinar a folha que foi retirada pelo gerente.Pouco mais de 3.800,00, com a amortização que fiz ficaria em torno de 3.400,00.
PERGUNTO: Tenho DIREITO a DESCONTOS NA ANTECIPAÇÃO DE LIQUIDAÇÃO?

Há algo mais que vc poderia me orientar a respeito?

ESTE ASSUNTO me dá NOJO, em ver como somos tratados pelos BANCOS, principalmente este BANCO DO BRASIl.

OBRIGADA

GRAÇA.

Graça disse...

ALDINEIDE,
Enviei uma SOLICITAÇÃO e a mesma foi postada VÁRIAS VEZES, peço DESCULPAS.

Obrigada.

Graça.

Aldineide Rios disse...

Olá Graças, bom dia e obrigada pelas palavras carinhosas.

Fico triste quando vejo uma postura dessa dos gerentes do BNB, não generalize mas tenha muito cuidado... fui de banco por mais de 26 anos e conheço dezenas de gerentes que tem postura realmente profissional e atuam como consultores dos clientes, mas... infelizmente conheço outra dezena de gerentes que para baterem as metas e ficarem "bem na foto" tem a postura que você narrou.
Para evitar que o que aconteceu com você aconteça com outros faça denuncia no banco central, o banco vai ser questionado e o gerente também. Vale a pena para pelo menos eles pensarem bem antes de tomar outra ação dessas.

Você tem direito a desconto no pagamento antecipado quando trata-se de empréstimo parcelado em que os juros já estão embutidos.

No caso de cheque especial não há desconto pois os juros são computados até a data do pagamento e não antecipadamente.

PAGUE IMEDIATAMENTE AS DÍVIDAS QUE PUDEREM PARA NÃO FICAR PAGANDO JUROS DESNECESSÁRIOS.

carla disse...

oi meu nome e carla estou devendo ao banco santander quase 7 mil reais mais avista fica 4 mil rais e pouco isso ja faz mais de 290dias fico muito triste pois nao sei o que fazer dizem que para conseguir emprego fica muito dificil para abrir uma conta em outro banco minha vida ta acabando pois nao sei o que fazer me ajude manda um aresposta para mim carla-20agata@hotmail.com

Anônimo disse...

Bom dia,
Devo R$ 3.000,00 para o banco e no desespero fiz a renegociação pela internet no bankline.Minha Dívida foi para 7.596,00.Mas a ser descontado R$ 211,00 para o dia 03/02/2011 , e ontem caiu um dinheiro em minha conta e eles descontaram um emprestimo de R$ 480,00 de uma só vez, sendo que eu renegocie tudo junto para o mes seguinte.
O banco pode fazer isso?
Eu imprimi o comprovante do banco itau, pela internt no bankline.
Agora estou sem o dinheiro em minha conta .
O que devo fazer, muito obrigada

Camila

Aldineide Rios disse...

Ligue para a central de atendimento e procure informação detalhada antes de qualquer coisa, só assim você vai poder tomar alguma atitude.

Quanto ao débito o banco pode realizar desde que se trate de parcela de contrato que tenha sido realizado com pagamento através de débito em conta.

Anônimo disse...

Ola!!!
Meu namorado, tem uma conta corrente no HSBC em Jaguariuna-Sp, ele deixou aberta essa conta, sem dividas... mais o limite do cartão de credito... faz quase 1 ano que esta assim, ele não usou, mais também não pagou as tarifas mensais, estamos tentando fazer uma negociação, pois no ultimo mes ele recebeu telefonemas do banco, que a divida dele iria pra protesto, negociou e marcou um dia para pagar, daria uma entrada de 100,00 e parcelaria mais 12x 100,00 mais não pudemos cumprir com o acordo na data combinada, por falta de dinheiro, agora 1 semana depois, estamos ligando para negociar di novo e o gerente flou q não poderia mais fazer aquele plano, que o novo seria 12x 238,00 + entrada de 108,50 ou 24x108,00 + entrada de 108,50, apos uma semana a divida dobrou, o gerente diz que foi o juros... esta muito complicado negociar com o gerente, estamos tentando negociar por telefone, estamos morando em londrina-pr, liguei mais de 10x para ele semana passada, para poder pagar, e apos ele ter passado esse plano de pagamento, pedi pra ele tentar alguns descontos, pois em 1 semana dobrou a divida, e ele ficou de retornar, ligo mais de 4x no dia para ele e qnd ele atende, fla que ainda não tve nenhuma resposta, que ele esta esperando aprova o plano, ele disse tbm que cansou de ligar para tentar negociar, mais não negociamos antes por falta de dinheiro, e é o dever dele este, queremos negociar antes que o nome dele seja seprocado, mais ta dificil, não temos como ir até la... pois trabalhamos ... vc tem algum conselho pra me passar, e gostaria de saber se esta certo ter dobrado o valor dessa divida?

gostaria muito que vc pudesse nos ajudar
grata!

Aldineide Rios disse...

Boa tarde.
Pelo que entendi a conta estava com saldo zerado e seu namorado parou de movimentar, entrou tarifas de manutenção da conta e ficou devedora e com mais juros.

Bem se for esse o caso faça o seguinte:
1) ligue para o SAC do banco e solicite estorno das tarifas de manutenção de conta corrente uma vez que vocês não movimentaram a conta e não concordam com a utilização do limite para parar as tarifas.

2) Ao mesmo tempo faça uma carta para o gerente informando a mesma coisa e entregue através do protocolo a um gerente na cidade em que você está.

3) Informe que em 15 dias se não tiver resultado vai abrir ocorrência no banco central para solicitar o estorno já que a conta estava parada.

4) Quando tudo tiver resolvido solicite encerramento da conta e peça comprovante desta solicitação.

Dana disse...

Olá,
Eu e meu esposo tínhamos uma empresa que, no momento, está "enconstada". Porém, ficou uma dívida com o banco. Quando paramos de pagar, estava em torno de 5mil e, atualmente, está em 9mil reais. Tentamos negociá-la há um tempo atrás, contudo não aceitaram. Agora, nos ligam diariamente solicitando que depositemos qualquer valor na conta. O que devo fazer? Gostaria de parcelar esse valor, porém não sei se aceitaram ou, o que é pior, talvez os juros cobrados sejam abusivos, como é de praxe. Novamente, então, o que eu faço?

Aldineide Rios disse...

Dana, você não informa há quanto tempo deixou de pagar a dívida... mas se deixou de pagar há mais de um ano é mais interessante conseguir dinheiro e quitar a vista, negociando você pode conseguir excelente desconto.

Se for parcelar não aceite mais do que 3% de taxa de renegociação.

Anônimo disse...

Boa noite
Meu filho comprou uma moto financiada pelo banco panamericano, e com um emprestimo ja para a entrada. Nesta epoca com 20 anos, e no primeiro emprego, do qual foi deitido no periodo de experiencia. Assim a moto se tornou um problema familiar. não se pode devolver a moto sem pagar as parcelas vencidas e não dao desconto para quitação a vista. Pela facilidade de venda as prestações sao as mais caras em comparação a outros finaciamentos. ja tem mais da metade paga, mas cada dia está mais dificil cumprir este copromisso. Ha algo que se possa fazer em relação a uma devoluçao, ou revisao das prestações?
obrigada
Maria de Lourdes

Aldineide Rios disse...

Lourdes, o problema é mais jurídico do que financeiro.


Do lado financeiro: Seu filho caiu na armadilha do primeiro emprego onde antes mesmo de receber o primeiro salário já se endividou com um compromisso de longo prazo. Espero que a lição ele tenha aprendido. e primeiro tenha estabilidade, depois faça uma reserva para poder usufruir das coisas boas da vida.

O melhor caminho para ele é procurar um advogado, tem cidade que a prefeitura, a procuradoria, o procon ou a empresa em que alguém da familia trabalha disponibilizam advogas de graça. Procurem um para tentar sair dessa, infelizmente meus conhecimentos jurídicos são pequenos.

julia gimenes disse...

alguém pode me ajudar estou ficando maluca com o banco itau, eles colocaram um limite para mim na conta e ja cobri esse limite eles não só me cobraram o pagamento como me cobraram um emprestimo e de 3 mil reais para pagar estudos eles fizeram virar 32.000 reais não sei o que posso fazer alguem me ajude pq ja to ficando doida eu não sei como agir neste caso pq eles querem que eu pague uma conta que eu não fiz.

Aldineide Rios disse...

Julia,

Não deu para entender o que aconteceu... ficou muito confuso seu comentário.

mande para meu email detalhes para que eu possa te ajudar.

semdividas@bol.com.br

Anônimo disse...

Olá! Meu nome é Luiz Fernando e há 2 anos abri uma franquia. Porém o negócio não andou conforme o esperado e hoje sei que demorei a fechá-lo. Hoje devo ao BB mais de 80M entre capital de giro, Proger e uma linha de crédito Pasep. Além disso devo ao Itaú, tudo PJ, aproximadamente 45M. Tenho hoje a capacidade de desembolsar como PF 2M mensais para resolver estas dividas. Como proceder? Estou pensando em enviar uma carta(protocolando nos bancos), sugerindo parcelamento de longo prazo(ao menos 60 meses) com juros mensais de 0,5%. O que vc acha? Nos empréstimos sou aval como PF, mas não existem garantias imóveis. Qual o risco que corro?

patricia disse...

Boa Noite! estou com uma dívida na minha conta universitária no santander e recebo meu pagamento no banco real em uma outa conta salário, quero saber se o banco pode debitar em minha conta salário o meu débito de conta universitária sem minha autorização?

Alexandre Maia disse...

Bom Dia, tenho um empréstimo junto a C.E.F, gostaria de saber o seguinte; Quando o vencimento deste empréstimo cai no final de semana sábado ou domingo o debito será no primeiro dia utíl subsequente ao vencimento ou seja na segunda feira, o que tem ocorrido é que a C.E.F já na sexta feira anterior ao vencimento debita a minha conta a titulo de provisionamento, isto é correto o Banco pode fazer isto?

Aldineide Rios disse...

Alexandre,
boa noite,
Eu nunca vi isso... mas vai depender do que está no seu contrato, se você não tem uma cópia peça ao seu gerente e dê uma olhada para saber.
Se não houver nada questione o gerente, é incrível como os bancos estão abusando..........

Aldineide Rios disse...

Patricia, não pode debitar de nenhuma forma sem sua autorização, mesmo que você esteja com débito em outra conta.

Está sendo muito comum isso acontecer, estou recebendo diversos comentários sobre esse assunto e todos do mesmo modo, débito sem autorização.

Não deixe acontecer, se eles debitarem solicite estorno e não ceda, se não concordarem registre uma queixa no banco central que só assim eles resolvem.

Anônimo disse...

Boa noite,

Por gentileza, gostaria de me informar quanto ao PROGER. Foi feiti um contrato no valor de 30.000 em equipamentos. Demos como garantia a casa no valor de R$ 140.000. Nao tivemos como quitar a divida, e ainda sim vendemos os equipamentos pra tentarmos ultrapassar os percalços. Mas nao deu certo! Estamos sendo notificados de execução. Há alguma coisa que podemos fazer, para nao perder a casa e negociar essa divida. Tem cerca de 4 anos

Aguardo contato

Agradeço antecipadamente

Aldineide Rios disse...

Procure o credor para negociar o mais breve possível pois a garantia do recebimento do banco é a casa e ele pode executar sim para liquidar.

Faça seu orçamento, veja realmente quanto pode pagar mensalmente, isso de forma coerente pois uma dívida de R$ 30.000,00 não fica coerente uma parcela de R$ 200,00........

mt.prates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mt.prates disse...

Ai Aldineide! Pode me ajudar de forma breve?

Fui socio de uma empresa com meu pai (mas eu só tinha o nome, nao trabalhava de fato) e só soube recentemente de um emprestimo que fizeram, pois nao consegui abrir uma conta. E não sabia de nada. Nao posso abrir conta em banco algum agora (!!!), pois devo ao Banco do Brasil algo em torno de 100mil. A empresa contraiu essa divida e meu nome foi junto; nao posso pagar sequer metade disso.

O que devo fazer? Renegociar direto com o banco ou tentar com advogado? O negociador do banco disse que eu deveria dizer o quanto estaria disposto a pagar. Estou preocupado, vou me suicidar se não conseguir trabalhar por isso.

Obrigado,
Marcos.

Anônimo disse...

Olá Aldineide

Possuo um Proger BB Franquia no valor de 122.000, com 48 meses, sendo 12 carência e 36 parcelas tabela SAC. O banco me exigiu, garantias reais, mais aval fampe, e hipoteca de imóvel. O fampe garante 80% os outros 20% foram dados as garantias reais na proporção de 800 por 1, os móveis do financiamento no valor de 65 mil, mais um prédio no valor de 700 mil reais, tudo isso para cobrir os 20% restantes.
Agora estou com dificuldades para pagar as parcelas pois ficaram muito altas na época atrelaram ao prazo do contrato de locação do imóvel da loja. Fui ao banco pedi ao gerente uma forma de renegociar o prazo, fazer alguma coisa para que os débitos não aumentem.
A gerente disse que não existe nada que possa ser feito, e que se não for regularizado em breve será executado judicialmente por empresa terceirizada de cobrança, pois atualmente o BB, não faz mais renegociações pois não quer estimular a inadimplência.

Qual sua opinião?

Cordialmente
Vilson Rebello

Adriana A. R. Verruck disse...

Bom dia, tudo bem?
Tenho ddívidas no banco de uma loja que eu tinha e fechou por vários problemas que tivemos. já tentei negociar, mais me pedem muitos juros. Tenho interesse em pagar primeiramente o Proger, pois tem um avalista que quero limpar o nome dele. O que me aconselhas, parcelar, tentar fechar um valor interessante pra quitar? O problema é que estou desempregada e não tenho tanto a fazer nesse caso. Se eu parcelar e pagar cpnforme minha condição é interessante? A dívida já tem uns três anos de atraso. Obrigada!

Aldineide Rios disse...

mt prates

Bem sinto muito pela situação...

Mas como você emprestou seu nome tem total responsabilidade pela dívida.

Veja quanto você tem disponível para pagar, reuna seu pai e o sócio e veja quanto eles podem juntar com sua disponibilidade para realizarem pagamentos mensais. Procure o banco e ofereça o parcelamento.

Se a empresa tem bens tente vender para resolver a situação e não empreste mais seu nome e se emprestar acompanhe de mais perto.

Aldineide Rios disse...

Vilson,

Procure um advogado para resolver a questão judicialmente, procure advogado especialista nessas causas para ter maior chance de sucesso.

Infelizmente meus conhecimentos jurídicos são baixos.

O banco como tem garantias reais não compensa para eles negociarem amigavelmente, eles tem tudo o que precisam para receber a dívida.

Procure o advogado o mais rápido possível.

Aldineide Rios disse...

Adriana,

Se você tem como conseguir algum dinheiro e quitar a vista terá desconto interessante, que muitas vezes chegam a mais de 70% do valor.

Pelo novo código civil com 3 anos o nome deve deixar de ser negativado, mas as empresas não respeitam muito isso e só tiram com 5 anos, o que era a lei passada, se você entrar na justiça eles retiram o nome do SPC.

Se você não tem como pagar a vista veja quanto pode dispor por mês para pagar e faça proposta, lembre-se de fazer proposta coerente e não agradável PARA VOCÊ.

Mariana disse...

Olá Aldineide!

Boa noite!! Compartilho com a gratidão de todos pela ajuda que tem prestado. Minha situação é a seguinte. Tenho cinco contratos de empréstimo com o Banco Real, agora Santander. Venho pagando a todos, dois inclusive estão em vias de ser liquidados. Tinha um emprego com um ganho razoável, mas por conta de atrasos do pagamento de meu empregador, acabei ficando com o cheque epecial em aberto. De qualquer forma fui cumprindo as obrigações. Em novembro, 2010, fui demitido e a empresa demorou muito a pagar as verbas recisórios. Quando estas chegaram meu saldo bancário já havia virado um buraco sem fundo. Faço serviços free lancer e consigo manter uma receita de 2500,00 ao mês. Contudo em janeiro houveram outros reveses, e duas empresas que me contrataram atrasaram o pagamento. Então as parcelas de dois dos contratos de empréstimo ficaram em aberto e banco enviou meu nome para o SPC. Em desespero comecei a colocar dinheiro das duas parcelas na conta, só que, por causa do buraco no cheque especial, cairam num buraco sem fundo. Fui ao Banco e quando cheguei lá eles me deram um total de dívida apavorante. Segundo eles, o banco só negociaria comigo o valor total de minha dívida com o banco, incluindo os empréstimos que nãoe estavam atraso, o cheque especial e o cartão de crédito. Isso tudo soma hoja, perto de 50000. Quando fui lá a primeira vez somava 44700. Eu pedi que deixassem de fora os empréstimos que não estavam em atraso e o cartão de crédito, mas não aceitaram. Tenho um carro para vender, avaliado em 19000. Mas mesmo assim, não irá pagar a quantia que estão pedindo. Não sou má pagadora, sempre cumpri minhas obrigações financeiras, mas caí num pocço sem fundo. Não quero deixar de pagar, mas quero encontrar a melhor saída. Já ouvi muitas histórias, inclusive que devo esperar com o nome do SPC, para que o banco negocie com uma taxa melhor. Não sei o que fazer. A única coisa que o banco ofereceu até agora foi uma renegociação do total da dívida em 60 vezes. Um valor exorbitante. Sei que a história é longa, mas poderia, por favor, dar uma orientação?

Anônimo disse...

Bom dia Aldine, estou com uma divida com o banco santander de 4 meses que ja subiu muito em referente a juros neste tempo...uso de cheque especial de 1500 e um emprestimo que tenho com parcelas no valor de 578.23 onde estao me mandando cartas de cobrança com debitos que totalizam aproximadamente 10mil ja. o empretimo foi um credito pessoal que no desespero financeiro peguei de 3mil reais e o meu pagamento a fazer ao banco referente a este emprestimo subiu para 15mil quase...uma burrada na minha vida...mas n tinha outra opção por isso solicitei...e agora me enrolei. Fiquei desempregada neste tempo por isso parei o pagamento das parcelas...mas os juros estao abusivos ao meu ver... qual minha melhor saida? devo tentar uma renegociação do debito?

Anônimo disse...

Em 2008, quando estudante universitária contraí dívidas em 2 cartões de crédito (em torno de R$4mil), 2 emprestimos pessoais (saldo devedor em torno de R$600,00) e cheque especial (R$1,5mil) com o banco real. De lá para cá, não efetuei nenhum tipo de renegociação nem pagamento de qualquer valor. Hoje já concluí meus estudos e trabalho com salário bruto de R$2.000,00 e gostaria muito de negociar essas dívidas e pagá-las. No fim do ano passado, consultei o banco e a dívida já passava de R$80mil.
Como encontrei seu blog dando suporte a várias pessoas e divulgando o seu trabalho como consultora, gostaria de informações sobre quais passos preciso dar primeiro.
Desde já, te agradeço muito!

Aldineide Rios disse...

As informações estão muito vagas para uma orientação mais precisa mas para você ter parâmetro veja quanto foi realmente o saldo devedor da época e faça uma proposta de quitar a vista.

pegue o saldo devedor da época e atualize a taxa de 2%am e use esse valor como parâmetro para liquidar.

Junte o dinheiro que será melhor do que você parcelar. estipule um valor mensal para você guardar para poder liquidar. Lebre-se de juntar apenas quando sobrar não vai sobrar nunca... primeiro você deposita o valor depois vai gastar o restante.

você pode fazer uma simulação em www.calculoexato.com.br