terça-feira, 20 de outubro de 2009

QUAIS BENS PODEM SER PENHORADOS PARA PAGAR DÍVIDAS?

Um texto que vale a pena conhecer publicado no Gbolso um blog com boas dicas financeiras.


Os credores costumam utilizar técnicas de ameaça para "apavorar" os devedores.
É comum o devedor receber ligações telefônicas grosseiras com ameaças de que acaso não seja paga a dívida “um oficial de justiça irá até sua casa e vai penhorar seus bens e até sua casa que serão vendidos em leilão para pagamento da dívida”.

Muitas pessoas ficam realmente apavoradas, porque não conhecem os seus direitos, muito menos quais os bens não podem ser penhorados para pagamento de dívidas, e pensam que na manhã seguinte haverá um oficial de justiça com 2 policiais para levar todos os seus bens e lhes retirar da casa que será vendida na parte da tarde.

Fique calmo, não é bem assim que funciona!

Nós, vamos explicar o que pode realmente acontecer se você estiver devendo e quais os bens podem ser penhorados em caso de ação judicial:

Primeiro, vale ressaltar que: sendo os credores instituições financeiras (bancos, cartões de crédito, financeiras, etc) eles não costumam entrar com ações de cobrança na justiça, somente em casos de dívidas de financiamentos de imóveis, veículos e outros bens (que podem ser penhorados pois estão em garantia da dívida.
Assim eles podem entrar com ações de busca e apreensão destes bens), ou se não for este caso, somente se as dívidas forem altas e quando os credores têm certeza que o devedor tem dinheiro ou bens suficientes para saldar a dívida.

Se você não se enquadra em nenhuma destas situações, as chances de receber a visita de um oficial de justiça em sua porta é muito pequena.

Assim, é muito mais eficiente e econômico para estes credores contratar empresas de cobrança que ficam ligando dia e noite para o devedor, fazendo ameaças de penhora e venda de bens, apavorando-os e fazendo com que muitos, que desconhecem seus direitos, corram para vender bens, pegar outros empréstimos e fazer todo o tipo de negócio para quitar a dívida, com medo do que pode acontecer.

No caso do credor realmente mover uma ação judicial de cobrança ou execução da dívida, vamos deixar bem claro o que não pode ser penhorado para pagar dívidas:

Primeiro de tudo é o salário (incluindo no termo “salário” toda renda que venha do trabalho). O salário não pode ser penhorado para o pagamento de dívidas, salvo em caso de pensão alimentícia.

Também não pode ser penhorado o imóvel único de família, conforme determina a Lei nº 8.009, de 29 de março de 1990:

"Art. 1º O imóvel residencial próprio do casal, ou da entidade familiar, é impenhorável e não responderá por qualquer tipo de dívida civil, comercial, fiscal, previdenciária ou de outra natureza, contraída pelos cônjuges ou pelos pais ou filhos que sejam seus proprietários e nele residam, salvo nas hipóteses previstas nesta lei.

"O imóvel único de família somente poderá ser penhorado em casos específicos que a lei determina, como por exemplo: dívidas que sejam do próprio imóvel (financiamento, condomínio, IPTU, hipoteca), pensão alimentícia, quando o imóvel tenha sido dado em garantia (escrita e assinada) à uma dívida (fiança em locação e outros casos) ou por dívidas com trabalhadores domésticos da própria residência. (Clique aqui para ler a Lei)

Além dos salários e do imóvel único de família, segundo o artigo 649 do Código de Processo Civil, modificado pela Lei 11.382/06, que entrou em vigor dia 21 de janeiro de 2007 e alterou dispositivos relativos ao processo de execução e a outros assuntos, são os seguintes os bens absolutamente impenhoráveis:

I - os bens inalienáveis e os declarados, por ato voluntário, não sujeitos à execução;

II - os móveis, pertences e utilidades domésticas que guarnecem a residência do executado, salvo os de elevado valor ou que ultrapassem as necessidades comuns correspondentes a um médio padrão de vida; Matérias sobre o assunto: - Superior Tribunal de Justiça - STJ - diz que lavadora, secadora de roupas e aparelho de ar-condicionado também são impenhoráveis- Tribunal considera que computador e impressora são bens impenhoráveis

III - os vestuários, bem como os pertences de uso pessoal do executado, salvo se de elevado valor;

IV - os vencimentos, subsídios, soldos, salários, remunerações, proventos de aposentadoria, pensões, pecúlios e montepios; as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, observado o disposto no § 3o deste artigo;

V - os livros, as máquinas, as ferramentas, os utensílios, os instrumentos ou outros bens móveis necessários ou úteis ao exercício de qualquer profissão;

VI - o seguro de vida;

VII - os materiais necessários para obras em andamento, salvo se essas forem penhoradas;

VIII - a pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família;

IX - os recursos públicos recebidos por instituições privadas para aplicação compulsória em educação, saúde ou assistência social;

X - até o limite de 40 (quarenta) salários mínimos, a quantia depositada em caderneta de poupança.

§ 1o A impenhorabilidade não é oponível à cobrança do crédito concedido para a aquisição do próprio bem.

§ 2o O disposto no inciso

IV do caput deste artigo não se aplica no caso de penhora para pagamento de prestação alimentícia.

270 comentários:

1 – 200 de 270   Recentes›   Mais recentes»
Blog do Emerson disse...

Parabéns pelo blog. Muito bom mesmo!

Aldineide disse...

Obrigada Emerson, visitei seu blog e gostei dele. Acredito que como eu você acumulou muitos conhecimetos com a profisão e resolveu dividir com o próximo.
De que vale conhecimentos sem uso?
Parabénsa e mais uma vez obrigada.

Anônimo disse...

Oi Aldineide, tudo bem, querida?
Hoje fui a uma loja de moveis e resolvi pagar a compra com cheque.
Na hora do pagamento, a vendedora pegou meu cartão, cpf e visualizou no sistema do TELECHEQUE
que o mesmo não tinha autorizado. A gerente me disse que estava vendo no sistema que eu não tinha nome sujo, nem cheque devolvido nem nada.
Ela me perguntou se eu passava muito cheque na praça, eu disse que sim, mas dentro do controle, no entanto,
ela disse que o telecheque nao autorizou a compra, dai a gerente liberou.
Como ela me conhece,pois eu ja comprei lá com cheque anteriormente, ela autorizou a compra, mas eu fiquei sem saber o que aconteceu realmente.
O que vc acha que pode ter acontecido?
O telecheque tem acesso a quais informações do emitente? Vc sabe quais as informações que eles mostram ali pelo sistema?
Me senti constrangida de ter minha vida particular ali exposta. Sorte que elas me conhecem e só não foi pior por causa disso, mas fiquei nervosa.
Obrigada!

Aldineide disse...

O Telecheque é um sistema que busca minimizar os prejuizos dos lojista em cheque sem fundo ou fraudado e os lojistas pagam por esse serviço de garantia.
O Telecheque mantém um sistema paralelo aos bancos, uma espécie de "limite de crédito" para os clientes dos bancos, independente de qualquer banco e sem gestão nenhum dos genrentes de bancos e esse controle é realizado pelo CPF, cada loja que você faz compra e é conveniada com telecheque liga para eles, informam seu CPF e consultam se tem algum histórico negativo para então poder liberar a compra.
Como você fez várias compras eles foram registrando, registrando e registrando suas compras e daí seu "limite" foi totalmente utilizado e dessa forma eles não podem mais garantir o pagamento ao lojista se houver algum problema em seu cheque.


Poucas pessoas e até mesmo poucos gerentes de bancos sabem desse "limite" paralelo.

Hoje em dia não é tão comum passar muitos cheques sempre que possível use o débito automático é mais seguro para você e também mais barato.

Suce$$o.

thiago disse...

OLA BOA TARDE!GOSTARIA DE SABER SE O LIMITE DE CARTÃO DE CREDITO PODE SER PENHORADO,PARA PAGAR UMA DIVIDA EM JUIZO?

Aldineide Rios disse...

Oi Thiago, o limite do cartão de crédito não é um bem, é um crédito que se você usar vira dívida que tem que ser paga, ninguém pode fazer você contrair uma dívida para pagar outra, portanto não se preocupe que ele não será penhorado.

oswaldo junior disse...

ola tenho dividas com cartao de cradito. recebi uma correpondencia dando um prazo para quitar a divida ou parcelar. nao tenho condiçoes, pois estou desempregado. estao ameaçando com a lei numero 652 e 652a. tenho referente a uma herança um pequena propriedade em sc e o apartamento que moro com minha irma, pois ambos sao meu e da minha irma. sera que eles pode penhorar alguma coisa? fico agradecido

Aldineide disse...

Oswado, sem desespero... bancos e operadoras não penhoram seus bens por dívidas, a não ser que sejam elevadíssimas (mais de R$ 50M).
É só pressão para você ir negociar, mas é muito importante que você só negocie se tiver realmente condições de pagar, caso contrário deixe rolar, quando você tiver novo emprego procura a operadora para pagar.
Nesse período é importante que você faça planejamento de seus gastos, corte despesas e se em 3 meses não conseguir novo emprego comece a traçar um plano "B" para conseguir dinheiro, vendedor autônomo, professor de reforço ou qualquer outra atividade que lhe der remuneração, use seu talento (todos nós temos um talento).
Sucesso!

bethwf disse...

Estou com sérios problemas por ter sido inocente e emprestado meu nome para um indivíduo comprar um carro e me encontro numa situaçao desconfortável perante todos com meu nome sujo(coisa que nunca havia acontecido),e lendo as informaçoes que vc passa me sinto mais tranquila! Obrigada pela caridade de acalmar os aflitos!Deus te abençoe!

Aldineide disse...

Pois é Beth isso é muito mais comum do que você imagina.
procure a financeira que você está devendo e negocie a entrega do bem com liquidação da dívida e mesmo que esse seu "amigo" não queira entregar ele não terá opção o carro é seu. É importante que você fação tudo com muita segurança e não precisa dizer para essa pessoa as atitudes que você está tomando para evitar que ela destrua o carro ou venda, esconda ou qualquer coisa parecida, afinal ela não teve a menor consideração com você. Cuide-se
Não caia mais nessa é seu nome.

Anônimo disse...

Olá Aldineide, parabéns pelo blog...
por favor, se puderes esclarecer uma questão... perdi uma causa para uma universidade e houve 'indicação de bens à penhora' mas como não possuo nenhum bem, não houve quitação. Pergunto se futuramente eu adquirir algum, o mesmo poderá sofrer penhora retroativa? Obrigado

bethwf disse...

Aldineide,me esclareça,por favor! Se possuo uma conta jurídica e uma física num mesmo banco e devo na conta física ,eles podem lançar mao dos valores da conta jurídica pra saldar a dívida da conta física?? Obrigada desde já!

Aldineide disse...

Beth, nenhum banco pode pode realizar qualquer débito na sua conta sem a autorizazação formal, ou seja, por escrito, mesmo que haja débito na conta PF não pode ser realizado débito na PJ ou vice verso.
Se por acaso isso acontecer peça imediato estorno e denuncie no banco central.

Almeida disse...

Tenho dividas com 2 bancos que ficam entre cheque especial, emprestimos e cartao de credito. Fui demitida mas recentemente arrumei um trabalho, porem este nao oferece um salario que possa quitar essas dividas, nem mesmo pretaçoes no momento. Mas como alem do salario terei tambem comissoes de vendas, no futuro poderei ter valores que possa quitar aos poucos essas dividas. Mas no momento nao posso assumir compromissio de renegociar estas dividas. Qual puniçao poderei ter destes bancos? O que fazer para nao aumentar essas dividas com os juros? O que fazer...?!?

Aldineide disse...

Oi Almeida, você não informou qual o valor de suas dívidas mas se for menos de R$ 40 a 50 mil o que o banco vai fazer é encher teu saco com ligações de cobrança, negativar teu nome e só.
Se for maior que isso ele vai a justiça cobrar essa dívida juridicamente e tentar penhorar bens para pagamento.

Se seu caso for o primeiro minha sugestão é que você vá fazendo uma reserva (por mais aperto que você tenha) guarde um valor mensal, que será muito menor do que qualquer parcelamento mas que será de grande utilidade quando você for renegociar servindo de entrada ou até mesmo para liquidar a vista com descontos promocionais.

Tenha disciplina e guarde um valor por mês, qualquer valor. preferencialmente em local que você não tenha acesso fácil.

Se o aperto atual for muito grande comece com um cofrinho para moedas e quando melhorar um pouco abra uma poupança para depositar valores de R$ 10,00 / R$ 20,00 / R$ 50,00 ou qualquer outro valor possível. Você vai ver como fará diferença...


Sucesso

Anônimo disse...

Oi Aldineine,estou com uma divida q vem so crescendo a tres anos com agiotas,e o problema maior e q estao em nome de outras pessoas q confiaram em mim e me emprestaram cheques..nao estou mais dando conta de pagar pois e cheque pra cobrir todos os dias.estou com nome sujo e nao queria sujar o nome dos outros,mais essa divida so esta aumentando..essa divida gira em torno de 70 a 80 mil, e pagaria em torno de cinco mil por mes sem dificuldade,pois isso so pago de juros..o problema e q sao 4 pessoas q me emprestaram o nome ,ja pensei em tudo e nao consigo uma solucao..por favor se tiver como me dar uma luz...estou a ponto do desespero...

Aldineide disse...

Bem amigo a situação está enrolada mas tudo tem solução e como tem outras pessoas queridas envolvidas sua parcela de vontade de resolver tem que ser dez vezes mais do que se fosse você sozinho.
Você não informou como a situação chegou a esse caos mas é muito importante que você saiba exatamente como isso aconteceu para evitar que continue a acontecer.
dizer que é porque se ganha pouco, por exemplo, não é o mais acertado a realidade é que gastou em padrão fora da receita (não tô dizendo que é seu caso, só exemplo)
- Faça seu orçamento e veja quanto você precisa para as despesas fixas - Quanto maior for sua cota de sacrifício menor será o prazo para resolver.
- Corte TODAS as despesas extras possíveis, as pequenas do dia a dia são as piores.
- Que tipo de agiota são esses? profissionais (perigosos)? amigos? pessoas que estão atrás de pequenos juros? quem são?
- Se possível (você já conseguiu tantas coisas boas) ou negocie com os agiotas para ir pagando principal mais juros ou busque outro credor com juros menores e pague o de juros maiores
- Se tiver...venda algum bem para amenizar a situação

Se tiver interesse mande email com o valor separado por agiota e a taxa de juros que está pagando para calcular uma proposta para os agiotas.

Sucesso e boa sorte!

bethwf disse...

Querida,cada dia mais eu admiro ve sua caridade latente.Que Deus te ilumine sempre! Sou eu de novo om o meu antigo problema! Emprestei meu nome pra financiar um carro para meu marido que hj é ex evido aos acontecimentos pelos quais estou passando.Ele vendeu este carro sem me dizer nada e sem pegar uma assinatura sequer do comprador.Qdo vim a saber já estava toda enrolada.Vou ser objetiva - paguei muitas prestaçoes e nao conseguindo mais pagar,separada ,movo um processo de buscae apreensao contra o comprador do carro que o escondeu e a justiça nao consegue apreender.O Banco agora com uma divida de 22000,00 ainda quer pedir busca e apreensao contra mim.Mas o que eu posso fazer se já provei que existe um processo contra esta pessoa e que nao sei do carro???O banco pode me tomar alguma coisa? Só tenho um ap e nada mais.Posso mover alguma coisa contra meu ex-marido por ter feito isto comigo e agora tira o dele da reta???Mediante a situaçao ,já chorei tanto e tanto que agora nao me resta mais nada a fazer e o que é pior ,já decidi que não vou mais sofrer por isto.Chega!!Não agi de má fé e dizem que posso responder por depositária infiel...sao 48 parcelas de 960,27 e já se pagou 26.Faltam 22. Nao sei mais o que fazer! Me dá uma luz!!!!

Aldineide disse...

Beth, não entendo muito de leis mas vou tentar alguem para te orientar no que for possível mas é melhor que seja por email, fica mais privado.
meu email é semdividas@bol.com.br

manda um email para mim para eu tentar te ajudar.

Rogério Costa disse...

Aldineide Rios, parabéns pelo blog, você demonstra ter um vasto conhecimento em diferentes áreas, disponibilizando informações de utilidade pública, além de esclarecer dúvidas quanto aos problemas pessoais dos internautas, cujas respostas ajudam outros indivíduos que estão em situação idêntica ou parecida. Aliás, seu blog já está devidamente adicionado aos meus favoritos. Desejo a você muito sucesso.

Aldineide disse...

Rogério, muito obrigada.

guilherme disse...

bom dia, estou em duvida sobre a penhora!!
No meu caso nao tenho imóvel,carros e coisas domesticas como geladeira,fogao etc.. nao estao no meu nome, a única coisa que está no meu nome e o computador, o oficial de justiça veio 3 vezes na minha casa,na primeira vez ele pediu para entrar e anotou tudo que tinha, no dia só tinha uma cama, um sofá e um computador velho, e me pediu para comparecer ao tribunal, nao fui e oficial retornou depois de um tempo para fazer outra avaliaçao de bens, ele encontrou outros movéis que estao atualmente em outro nome, lhe mostrei a nota fiscal de ambos, mas o computador já nao estava.
Depois de um tempo remontei um computador peça por peça e trabalho nele com manutençao de computadores paticularmente, ganho minha vida assim sem qualquer jeito de negociaçao de pagamento á divida.
o oficial voltou pela ultima vez ,dizendo que o Juiz mandou a penhora do computador que tinha quando ele visitou a primeira vez, naum deixei ele entrar e desmenti que tinha o computador ainda, ele falou que iria voltar com a policia de escolta, mas nao voltou , já tem duas semanas, mas todo dia fico apavorado de imaginar ele chegando e levando unico ben que tenho e é meu ganha pão.
Neste caso poderá ser penhorado o meu computador??
Valor da dívida é de R$ 1,500

Obrigado e agradeço por sua atençao, e meus parabens pelo blog!!
abraço!!!

Anônimo disse...

Olá Amigo. Gostaria de um esclarecimento e da ajuda de vcs.. Primeiramente sou proprietario de uma Lan House.onde por um deslise deixei um rapaz de 17 anos ficar la dentro ate as 22 e 10 Minutos.Pois bem como todos sabemos e proibida a parmanencia de menores em Lan house apos as 22 Hrs ..Entao recevi uma Multa de 900 reais para poder pagar..Eis o que acontece n estou com condições para poder pagar tal multa, Jeguei ate a falar isso para um rapaz la dentro do 1° vara da Juventude, Cujo ele me disse que pode acontecer entao deles penhorarem alguns computadores meu que eu uso para poder ganhar o meu sustento..

Agora pergunto eu. Eles podem pegar material de trabalho meu e me deixar na merda por consequencia ??? espero anciosamente respostar para eu poder tomar alguma decisao.

5TO1 - THE DOORS COVERS disse...

Aldineide, tenho uma dívida com as pernambucanas que no final deste ano chega a 5 anos. A dívida era de 120 reais e fiquei desempregado na época. Fui lá para pagar depois e eles queriam mais de 1.000 sem negociar. Não tive como pagar. Agora recebo uma carta dizendo que o oficial de justiça no art.652 pode vir avaliar e penhoras meus bens. O que devo fazer? a dívida é tão pequena mas não aceitaram que eu pagasse o que realmente devo. Pode acontecer de virem realmente? grande abraço

Aldineide Rios disse...

Bem, duvido muito que eles penhorem alguma coisa mas o que você pode fazer é antecipar-se.

Veja quanto e quando você realmente ficou devendo, atualize o valor por uma taxa coerente e faça uma proposta formal para liquidar por esse valor que você chegou.

Se eles não aceitarem vá ao procon ou juizado de pequenas causas e faça queixa de juros abusivos mas tenha o dinheiro que você calculou guardado para liquidar a vista.

Anônimo disse...

Boa tarde.

Tenho dívidas em 3 bancos diferentes relativos a cartão de crédito e empréstimo. Estav pagando tudo certo, porém perdí o emprego e não consigui mais pagar. A única coisa q tenho é um carro financiado, que estou pagando direitinho. Corre o risco deste carro ser penhorado? Devo em 1 banco 15mil, em outro 16mil e em outro 8.500,00.
Grata!

Aldineide Rios disse...

Olá amiga!
Fique tranquila que seu carro não será tomado para garantir as dívidas dos bancos porque ele já está alienado para garantir o financiamento dele mesmo.
Ele só corre o risco de ser apreendido se você deixar de pagar as parcelas do financiamento.

Mih Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mih Fernandes disse...

Olá Aldineide, muito interessante seu blog, utiliza uma linguagem simplificada, de fácil entendimento. Parabéns!

Mih Fernandes disse...

Olá Aldineide, muito interessante seu blog, utiliza uma linguagem simplificada, de fácil entendimento. Parabéns!
Tenho uma dívida junto a faculdade desde 2008, não consegui quitar devido aos juros absurdos. Recebi uma correspondência de uma empresa credora, dizendo que caso não quite a dívida entrarão com processo no qual terei que pagar os honorários dos advogados. Isso pode ocorrer? Quais minha chances de negociação nesses processo? Pensei em aguardar, talvez o valor dos juros caiam, o que vc. acha?
Grande abraço!
Aguardo retorno.
Michele

Aldineide Rios disse...

Obrigada.
Bem vamos a seu caso.
Quando há necessidade de um credor cobrar via meios judiciais as despesas são do devedor ou de quem perde a causa.
Sugestão:
Verifique o valor original da dívida e atualize com juros de 3% a.m e veja quanto você está devendo hoje.
Em cima desse valor faça uma proposta de parcelamento.
É justo que você não pague juros absurdo mas também é justo que a faculdade receba pelos serviços prestado e com juros pois já faz tempo.
O importante é que fique bom para as duas partes você e faculdade.

Bruno César disse...

Olá Aldineide, em um Bloqueio Judicial, os Fundos de Investimento poderão ter seus valores penhorados e a Poupança e Conta Corrente?

Aldineide Rios disse...

Se essa for a determinação do juiz sim, tudo será bloqueado.

Caroline disse...

Ola Aldineide

estou com um processo correndo desde 2002 de execução de honorarios,e tenho como sustendo 2 automoveis sendo uma van financiada e um carro pago em nome da empresa individual onde sou locadora de veiculos e uso os 2 automoveis para trabalho e para sustento dos meus filhos e pagamento do financiamento da van,gostaria de saber se esses bens podem ser penhorados,pq o juiz esta dando andamento no processo de excecução e não esta julgando os embargos,sendo que o automovel que esta pago já foi penhorado e esta indo para leilão na proxima semana,isso sem ele julgar os embargos

Aldineide Rios disse...

Caroline, esse caso é jurídico e isso eu não tenho conhecimento suficiente para te orientar, tente alguns blogs jurídicos, como o blog do Emerson no primeiro post, ele é advogado mesmo não sendoa área dele ele entende muito mais do que eu.

sonia disse...

Oi ALDINEIDE,tambem estou numa sinuca de bico.Fiz empréstimos num banco estadual pois sou funcionária estadual , mas surgiu algumas pessoas que influenciaram a entrar com uma ação na justiça para contestar os juros,daí o banco parou de descontar do meu salário,visto que era descontado em folha.Passaram-se quatro anos agora entraram com ação contra mim com uma dívida de quarenta e nove mil reais ,sei que é juro abusivo,pois era mais ou menos uns doze mil reais .O mesmo advogado que tinha entrado com a ção ,me defendeu . Agora aparece um oficial de justiça querendo uma moto que eu tinha ,mas que já vendi também há quatro anos só que ainda está em meu nome ,mas não é mais minha.Mas como eu nunca havia pensado que isso pudesse acontecer n~ao tomei as devidas providências.E essa moto era financiada e esta alienada para a financeira. Te pergunto , o que devo fazer ? Pensei em comprar uma moto e dar ao banco , vale outra? Essa moto quitaria a dívida?POr favor me esclareça. Obrigado.

Aldineide Rios disse...

Olá, bem mesmo que você compre uma moto e der ao banco não vai liquidar sua dívida pois a moto vai para leilão e será vendida por muito abaixo do preço e será esse valor abatido em sua dívida.

Você não informa como ficou o processo de revisão dos juros, se não deu certo procure o banco e faça um acordo para quitar sua dívida, veja com seu advogado a possibilidade de fazer isso de forma jurídica, eu não entendo de direito e não sei se haverá benefícios.

se houver possibilidade de conseguir um consignado em outra instituição será mais fácil conseguir um bom desconto para liquidar a vista.

Anônimo disse...

Oi Aldineide, tudo bem ?
Tinha uma vida limpa, mas hoje meu nome está sujo, no SERASA, pois no mês de Julho de 2009, tive um corte dum prémio, que me era pago.
No entanto, isso no Brasil corresponde a cerca de 1.600,00 Reais.
Fiquei aflito porque fiz uma casinha e fiz empréstimos, compatíveis, com as minhas posses e desde aí tudo foi abaixo e me penhorei mais ainda, com juros etc.
Devo a 4 Agiotas cerca de 26.000,00Reais, mais os juros que eles cobram de 5% mês, devo a Construcard/CEF, Bradesco, devo uns cheques, outras dívidas pequenas, e devo a uma Cooperativa de Crédito, onde dei a casa e terreno de hipoteca, mas embora a minha casa esteja Registrada no Registro de Imóveis, não tenho ainda escritura, porque o terreno não foi desmembrado ainda, embora já lá vão 4 anos do contrato de venda do terreno. Tentei entrar num acordo com a Cooperativa, para uma redução da mensalidade mas não deu, porque o ainda dono do terreno se ter recusado a assinar o acordo. Mas ele antes de eu ter pedido me pediu a mim para ir assinar a Cooperativa, que era por causa da minha parte já contar no Registro de imóveis e estar no processo dele já registrado, embora ainda não desmembrado e ai descobri que eu tinha sido enganado, pois fui sim Avalista dele onde deu a sua terra de penhora e onde costa a minha, e eu pedi para me fazerem este favor e mão o fizeram. E eles apareceram também lá como meus fiadores fui enganado pelo Gerente dessa Cooperativa. E agora estou a liquidar mensalmente as seguintes prestações do empréstimo:
780,00, até 25/01/2012 outra de 470,00 até 25/05/2012, outra de 410,00 até 05/09/2013 e a de 109,00 a liquidar até 25/11/2011 porque dei uma entrada de 608,00 reais e em julho dou 1.008,00 reais e em novembro 2011 pago o restante. Pergunto: o que me pode aconselhar ? pois eu não quero ficar a dever nada a ninguém, mas tenho 71 anos e casei aqui no Brasil, sou Português.
Me ajude dentro do possível, porque nem dinheiro tenho quase para comer, mas queria honrar os meus compromissos evitando de pagar aos agiotas os juros.
Muito Obrigado e desculpe, desejo de um Bom Natal e Feliz Ano Novo.
Parabéns pelo seu bom trabalho.
11/12/2010

Priscilla disse...

Olá Aldineide por caridade me tira uma duvida. Meu marido comprou uma impressora e uma tela de pc, pois eu estava precisando para trabalhos da faculdade, comprou nas lojas cem, ele deu entrada e parcelou o restante. Porem logo em seguida nos dois ficamos desempregados e passamdo por um gde aperto, não conseguimos pagar as parcelas, hoje faz 3 meses veio um moço em casa dizendo q no prazo de 5 dias o oficial de justiça irá voltar com um mandato de busca e apreensão na minha casa.Por favor me de uma luz ele pode realmente fazer isso?não tenho condiçoes ainda d sanar a divida, me ajude...

Anônimo disse...

Caro, Amigo o seu Blog e ótimo!
eu tenho uma divida de uma empresa individual que tentei pagar por um ano e não consegui devido ser muito alto o valor da parcela e minha renda não cobre. eles me ameaçaram de levar a conta a Juizo, e única coisa que tenho e um carro em nome de minha esposa e esta financiado, alem disso mais nada em meu nome tanto fisico como juridico, eles podem tomar esse carro?

Se alguem tiver conhecimento me responda por favor.

Aldineide Rios disse...

Priscila,
Se você não pagou a empresa não pode perder... eles podem sim tomar o bem que vocês não pagaram eles pegaam de volta para quitar a dívida.
Perdem vocês e perdem eles.

Aldineide Rios disse...

Fique tranquilo, pois o banco não vai acionar sua esposa para tomar um carro que está em garantia de outro financiamento.
Dificilmente um banco aciona os bens do cônjuge para quitar dividas.

Anônimo disse...

Boa tarde !
No ano de 2005 iniciei uma faculdade particular na epoca tive varios problemas pessoais e desisti da mesma no termino do primeiro semestre qdo fui procurar a faculdade para negociar tinha q ser 50% a vista e o restante no cheque , nunca tive cheques e na epoca como a situação finaceira agravada eu tbm naum tinha os 50% ...Enfim agora depois de 5 anos uma pessoa que se diz advogado me liga todos os dias e me enche de ameaças falando que minha divida será executada que irão tirar os meus bens e tal...
Primeiro eles podem executar um divida com mais de cinco anos?
Segundo meu único bem é um automóvel( alienado pois estou pagando ainda) eles podem tirá-lo de mim.

Aldineide Rios disse...

Calma amigo... é muito mais ameaça do que qualquer outra coisa
A faculdade deve ter transferido sua dívida para um escritório de cobrança e a obrigação deles é receber, assim como a sua é de pagar.
Pois bem... faça uma proposta a eles de quitar o débito com 10% ou 20% do valor que você ficou devendo na época.
Se você ficou devendo 2.000,00 proponha liquidar com R$ 200,00
É provável que eles aceitem. haverá negociação... prá lá - prá cá e enfim vocês chegarão a um valor.
Após 5 anos a dívida não deixa de existir ela apenas sai dos registros dos órgãos de defesa como SERASA E SPC.
Quanto a seu automóvel, relaxe... é mais pressão psicológica do que ameaça real.

Aldineide Rios disse...

Amigo Portugues, a situação é realmente delicada...

1) Faça seu orçamento doméstico para poder saber quanto pode dispor para pagar as dívidas.
2) Não faça empréstimo para pagar empréstimo, isso resolve a situação na hora mais pouco depois irá piorar com mais juros sendo pago.
3) pare de pagar as parcelas que não tem garantia real para poder horar o pagamento da cooperativa e evitar perder sua casa.
4) nos bancos intercale as parcelas, um mês pague um empréstimo e no outro pague outro pois estando só com uma parcela vencida o banco não vai lhe acionar.
tente ir liquidando os agiotas que são juros caros e perigosos.

Rebeca disse...

Oi Aldineide, parabéns pelo blog e pela paciência com os leitores.
Tenho uma dúvida. Eu estive com o nome no sp e serasa por causa de 3 pequenas dividas, duas de cartões e uma injusta de celular.Quitei 2 delas e a outra nesse momento não estou conseguindo, acredito que até o proximo mês eu consiga.Minha vida está muito mais establizada estou trabalhando fixo e recebendo mais.
Pela primeira vez eu retirei talão de cheque para pagamento parcelado de um curso. Será que se eles consultarem meu cheque e meu nome estiver no spc ou serasa ele será devolvido!? Ou eles não aceitarão!?
Aguardo sua ajuda!!!! Desde já muito obrigada.

Aldineide Rios disse...

Rebeca, muito obrigada pelas palavras carinhosas e parabéns por está conseguindo resolver a situação.


Quanto ao recebimento do seu cheque acredito que não haverá nenhum problema pois o seu nome não está no CCF (cadastro de emitentes de cheques sem fundos) o que significa que você não é emitente de cheques sem fundos.

portanto, faça seu curso e muito sucesso!

Anônimo disse...

Olá boa noite! podem me ajudar por favor, tenho uma pequena empresa e fiz uma renegociação de cheque especial e giro com o banco itau paguei algumas parcelas e por serem muito altas não consegui dar continuidade, pague a ultima em fev/2010 e ontem recebi um oficial de justica com prazo de 3 dias para pagar ou sofrer penhora nunca recebi nenhum outro tipo de cobrança e nem dei bens para garantia da renegociação e não posso perder meus equipamentos nem tenho dinheiro para pagar, o que faço... eles podem penhorar meus equipamentos de trabalho? minha divida está em 160mil. Obrigada Sirlene

Anônimo disse...

Boa Tarde Aldineide, tenho uma divida na faculdade e tentei um acordo que foi negado.Essa divida adquiri antes do casamento, sou casada com comunhão parcial de bens, não tenho conta em banco, não trabalho fora e não temos nenhum imovel. A faculdade poderia bloquear dinheiro da conta do meu marido da qual não tem meu nome, e o carro que foi feito leasing no nome do meu marido, e estamos pagando?Como receber um oficial de justiça em casa?

Aldineide Rios disse...

Oi Amiga, não se preocupe pois ninguém vai meter a mão na conta de seu marido e nem no carro para pagar a dívida.

Se a faculdade não está querendo fazer acordo provavelmente é porque a proposta feita por você está MUITO abaixo da dívida.

Faça proposta concreta e por escrito e aguarde resposta, enquanto isso vá colocando o dinheiro numa poupança, como se você estivesse fazendo o pagamento parcelado do acordo na faculdade, daqui a algum tempo você terá dinheiro para dar uma entrada, o que será mais fácil deles aceitarem o acordo. TEM QUE SER MUITO DISCIPLINADA para manter o depósito mensalmente.

Aldineide Rios disse...

Sirlene, trata-se de uma situação jurídica, não tenho conhecimentos nessa área suficiente para te ajudar.

Procure um advogado o mais breve possível para evitar problemas.

Davi disse...

Olá, por favor tenho uma enorme duvida, quitei uma moto que foi financiada em meu nome antes de me endividar com a conta corrente no mesmo banco onde a moto foi financiada, porem terminei de pagar a moto e ela esta no DETRAN liberada da alienação, minha esposa tem nome limpo, posso transferir a moto no nome dela sem correr o risco do banco acioná-la solicitando o bem como pagamento da minha divida?

Luara disse...

Olá, Parabéns pelo Blog!!

Estou com problemas no banco onde há minha divida de Lins e no cartão de credito do mesmo banco. A divida chega em torno de 13 a 15 mil reais, na qual a ultima compra foi um carro. Há possibilidades de eles retirarem meus bens para pagamento dessas dividas? Tenho uma casa em meu nome aonde reside eu e minha familia e alguns bens menores.

O que eles poderiam fazer?

Grata,
Luara

Aldineide Rios disse...

Luara, bom dia.

Não fica claro se a compra do carro foi financiada ou foi saque do LIS para completar a compra do carro.

Se foi financiado o carro fica como garantia, ou seja alienado, nesse carro no documento do carro tem obs que esta em garantia.

Se não dificilmente o banco vai tomar seu carro para pagar a dívida.

Faça seu orçamento, verifique onde iniciou o descontrole e corrija.

Destine parte de seu orçamento para pagar a dívida e procure o banco para parcelar o débito.

Pablo disse...

Porfavor estou desesperado e com muito medo tenho cartões de creditos e uma conta no banco fiz compras com esses cartões e sempre paquei em dia todas elas comprei muitos produtos e sempre paquei todos e muitas vezez atem 3 parcelas adiantadas mas infelizmente perdi o emprego e não consigo mais pagar as dividas e estou sofrendo ameaçãs de tomarem os meus bens para quitar essas dividas sendo que moro de aluquel não tenho casa propria e posso dizer que o bem mais valioso que tenho é um computador de R$900,00 mai 1 geladeira simples um fogão de quatro boca uma teve um guardaroupa uma cama um berço pois sou casado e tenho um filho de 9 meses um ar condicionado antigo uma lavadora simples um ventilador um dvd já espliquei a situação mais eles não ligam ja disse que assim que me emprega volto a pagar e ate mesmo tem um dinheiro na justiça que estara saindo em agosto e vou usalo para quitar a mairia dessas dividas não posso deixar minha familia perder tudo não sei o que fazer estou com medo.

Pablo disse...

Porfavor estou desesperado e com muito medo tenho cartões de creditos e uma conta no banco fiz compras com esses cartões e sempre paquei em dia todas elas comprei muitos produtos e sempre paquei todos e muitas vezez atem 3 parcelas adiantadas mas infelizmente perdi o emprego e não consigo mais pagar as dividas e estou sofrendo ameaçãs de tomarem os meus bens para quitar essas dividas sendo que moro de aluquel não tenho casa propria e posso dizer que o bem mais valioso que tenho é um computador de R$900,00 mai 1 geladeira simples um fogão de quatro boca uma teve um guardaroupa uma cama um berço pois sou casado e tenho um filho de 9 meses um ar condicionado antigo uma lavadora simples um ventilador um dvd já espliquei a situação mais eles não ligam ja disse que assim que me emprega volto a pagar e ate mesmo tem um dinheiro na justiça que estara saindo em agosto e vou usalo para quitar a mairia dessas dividas não posso deixar minha familia perder tudo não sei o que fazer estou com medo.

Aldineide Rios disse...

Pablo,
Calma, é muito mais ameaça do que qualquer outra coisa...

Bancos e operadora de cartão de crédito não tomam seus eletrodomésticos para pagar dívida. isso deve ser coisa de escritórios de cobrança sem escrúpulo.

Tenha calma, pois mesmo que eles fizessem isso levaria tanto tempo na justiça que daria tempo para você conseguir outro emprego.

Portanto calma e quando eles ligarem não atenda mais, diga que PABLO viajou para outra cidade para tentar emprego lá e volta no próximo semestre... e assim você vai driblando até conseguir o emprego e pagar.

Só faça negociação quando realmente puder pagar, não faça acordo para se livrar dos cobradores, é pior para você.

Pablo disse...

Aldineide
Muito obrigado por sua atenção, estou mais calmo depois de ler sua resposta. Sou pai de primeira viajem e estava preucupado principalmente com a pouca mordomia que meu filho de nove mesês tem.
Muito obrigado novamente!
Felicidades e continue com esse trabalho maravilhoso.

Ricardo disse...

Olá Aldineide, tenho 28 anos e tenho uma dívida com uma instituição de ensido há 5 anos. Já fizemos uma audiencia com Juiz, porém não chegamos num acordo. Hoje eles enviaram um oficial de justiça na minha residencia para procurar um veículo que eu não tenho mais. Minha dúvida é: Como eu não tenho bem nenhum em meu nome e moro na casa dos meus pais, eles podem tomar algum bem da minha família? Obrigado!

Anônimo disse...

oi aldineide.bom diaespero em deus que ele te recompense pelo bem que vc tem feito as pessoas.por avor tire uma duvida minha,estou devendo um banco eram duas conas um eu paguei e a outra não foi possivel,o valor era de 6.000 mil reis eu paguei 2.000mil reais.em mnos de tres meses,já está em oito mil eu estou com medo deles me toarem alguma coisa,por ex,a nossa casa a nica coisa que tem no meu nome,por favor me tire essa duvida.

Aldineide Rios disse...

Bem... isso é mais jurídico do que financeiro, mas dificilmente o banco vai lhe tomar algum bem por falta de pagamento de valores abaixo de R$ 50M não compensa para eles.

Vão lhe pertubar muito.

Veja quanto você pode pagar por mês e faça um parcelamento, mesmo que daqui a poucos meses você já tenha dinheiro para liquidar antecipadamente. É melhor!

Ciça disse...

Parabéns pelo blog, é de fácil entendimento, porém gostaria, se possível que me esclareças uma dúvida, fui acionada judicialmente por uma ação trabalhista, rito sumaríssimo, no valor em torno de 8.000,00, na carta pedem para pagar esse valor em 48 hs ou então irão penhorar meus bens. Na época era proprietária de uma creche e "arrendei" para essa pessoa a creche, mas sem contrato, pois uma outra moça era menor, e as duas iriam tocar a creche, bem, erro meu, agora estou pagando por ele.
Minha dúvida é, a princípio irão penhorar minha conta no banco, mas sei que depois desbloqueiam pois essa conta é para salário. Minha maior preocupação é com penhora de bens, eles podem vir em minha casa e penhorar bens como computador, máquina de lávar roupa, TV, DVD, etc? Andei vendo na net que essas utilidades domésticas são impenhoráveis, mas pq colocaram na carta que iriam fazer isso? Estavam só me intimidando? Outro detalhe, nem moro mais na mesma cidade da reclamante.
Outra coisa, em função disto, meu CPF ficará sujo?
Agradeceria mto tua ajuda.
Obrigada e mais uma vez parabéns!!!
Ciça

Marcio disse...

Tenho uma divida no cartão de credito de R$ 2.500,00, fiz à 3 anos atrás quanto fechei minha assistência técnica de informática. Tenho uma placa alugada de táxi que foi do meu pai e estar no meu nome e um carro que uso fazer serviço pela rua. Parei de pagar o INSS a 5 meses e não tenho carteira assinada uns 6 anos. A empresa de cartão junto com a de cobrança podem pedir para a justiça empenhorar meus bens? Só tenho isso de bens.

Aldineide Rios disse...

Marcio,

Procure a empresa de cobrança e tente fazer um acordo para pagamento parcelado.

Você usou o cartão é natural que tenha que pagar.

Faça seu orçamento, realize cortes de modo a ter alguma sobra para poder pagar o acordo.conat

Aldineide Rios disse...

Ciça, a justiça é do TRABALHADOR, não importa os motivos, eles sempre tem razão na visão dos juízes.

A audiência começa com a empresa já condenada, a decisão é para saber em quanto ela será condenada e com isso há muitos profissionais que fazem da justiça trabalhista um verdadeira fonte de renda.

Se você foi condenada vai ter que pagar sim, não é como cartão de crédito e empréstimo bancário que fica inadimplente e pronto.

Analise suas possibilidades e através do seu advogado faça uma proposta para pagamento parcelado. Mesmo com raiva e sessão de injustiça... faça porque será muito melhor.

Rodrigo M disse...

Ola Aldineide!

Gostaria de tirar uma duvida com voce se possivel.
Tenho uma empresa individual onde somente eu sou o proprietario e outra empresa onde tenho 2 socios, na empresa onde sou individual contrai uma divida de 35.000,00 em emprestimo e nao consegui pagar, sendo que agora o banco bradesco esta me executando e esta em processo de penhora de ativos, portanto querem penhorar minhas contas.
Minha pergunta seria, o juiz pode penhorar a conta corrente da minha outra empresa onde eu tenho socios? sendo que a divida foi feita na outra empresa minha que e individual?

minha preucupacao agora e de prejudicar a empresa onde tenho 2 socios que nao tem nada a ver com a historia.

fico no seu aguarde

Obrigado

Aldineide Rios disse...

Não dá para separa a PF da PJ... naturalmente a empresa com seus sócios será prejudicada nas transações comerciais devido a sua dívida.

Procure o banco e tente parcelar sua dívida para resolver esse problema de vez, procure um advogado para lhe orientar melhor.che

Anônimo disse...

ola boa tarde no começo desse ano fiz um empréstimo no nome de meu pai um CDC mais o meu pai recentemente teve um AVC e banco esta cobrando a divida e todos os dias liga fazendo cobranças o que pode acontecer pois não tenho mais como liquidar a divida o valor do empréstimo foi de 9 mil reais, eles podem tomar a minha casa que esta em meu nome?
Eu posso ser presa, pois meu pai ficou com sequelas, me ajude, obrigada.

Preciso me amar disse...

Olá Aldineide, recebi a visita de um oficial de justiça com um documento de mandado de pagamento da Caixa Economica Federal, do cartão construcard, mas eu já paguei a dívida tem quase 1 mês. Na verdade paguei os atrasados e estou em dia com as prestações.
O oficial disse que tenho que arrumar um advogado para provar que eu já paguei...não tenho outra alternativa? Vou ter que pagar honorários por uma dívida que não tenho?

Obrigada pela ajuda!

Aldineide Rios disse...

Bom dia, minha área não é jurídica, não sei como funciona, mas acredito que se o caso foi para o jurídico você tem que pagar os custos jurídicos, procure a defensoria pública que tem advogados gratuitos que podem lhe orientar, principalmente para evitar maiores despesas.

Preciso me amar disse...

Obrigada!

Ema disse...

Aldineide, estou numa situação bastante conturbada. Meu marido assumiu alguns empréstimos(em uns 5 bancos) e nem sei o valor dos mesmos, pois ele não conversa comigo sobre esses assuntos. Sei que é um valor muito alto - mais de cento e cinquenta mil.
Quais as consequências do não pagamento desse empréstimo sobre mim e sobre meus dois filhos menores, já que somos casados em comunhão parcial de bens e também temos uma empresa, onde somos sócios.
Temos um apartamento ainda financiando, faltando metade para conseguirmos quitá-lo, e dois carros 2006.
Já pensei em me separar inúmeras vezes, em função desse comportamento. Agora tenho receio do que possa acontecer a mim e aos meninos. Seria melhor que eu me separe, para nos preservar?
Também seria aconselhável desfazer essa sociedade?
E quanto a ele, o que poderia fazer para minimizar as altas taxas de juros junto aos bancos e tentar pagar esse valor. Passar o financiamento do apartamento e com o restante do dinheiro quitar a dívida? Esse é o nosso único imóvel.
Por favor, aguardo a sua orientação.
Obrigada
Ema

Aldineide Rios disse...

Ema,

a situação é complicada, mas não acredito que seja motivo de separação EXCLUSIVAMENTE por esse motivo.

O primeiro a ser feito é saber porque está se acumulando tantas dívidas? Vocês estão mantendo um padrão acima da capacidade de vocês?
Estão tirando dinheiro da pessoa física para assuntos da empresa?
Tudo isso precisa ser analisado, pois não basta resolver a dívida se não resolver o motivo que levou a mesma a nascer e crescer.
Após descobrir o motivo façam um orçamento e tentem realizar cortes no orçamento, mesmo que tenham que baixar o padrão, sei que não é fácil, principalmente para os homens que acreditam que isso é humilhação e sinal de derrota, muito pelo contrário, a situação de dívida é que é preocupante, depois de resolvido a dívida volta a vida normal e com padrão crescente.
Tentem pagar o que gera mais juros tipo cartão de crédito e cheque especial e suspendam o uso dos mesmo, cancelando os limites pois caso contrário vão usar novamente e ficarão com mais dívidas ainda, nada de deixar POR SEGURANÇA.

Quanto as consequências de cobrança judicial vai depender muito do tipo de contrato, você foi avalista das operações? naturalmente a justiça vai tentar fazer com que o banco receba o valor que emprestou.

Anônimo disse...

Olá Aldineide bom dia, diquei desempregada e tenho uma dívida (fatura) de cartão de crédito no valor de 2659,00 e devo o total de 4600,00 em todas as faturas, que vão até o mes de janeiro, porém não tenho como pagar a divida, nem o minimo que é de 800,00 por estar sem emprego.
Se deixar de pagar e meu nome for para o SPC, não pode acontecer de penhorar por exemplo, a casa em que moro com minha família, que está no meu nome e do meu marido, né?

Aldineide Rios disse...

Com esse valor? não mesmo, os banco penhoram quando o valor é alto e vale a pena.

Por que não usar a indenização para quitar as dívidas?

Pare de comprar no cartão ou em parcelas já que está desempregada e não pode assumir compromissos agora.

Se puder parcelar pelo menos um cartão faça, é uma dívida a menos para o futuro,mas só parcele se tiver como honrar o compromisso, caso contrário é pior.

Sérgio disse...

Olá Aldineide.
Encontrei o seu blog procurando sobre o que pode e o que não pode ser penhorado. Queria a sua ajuda, pois tenho uma dívida no cartão de crédito no qual eu era dependente da minha Mãe, como me apertei devido a problemas pessoais, tentei várias vezes o parcelamento da divida que na época esta em 2 mil, nunca consegui e sempre fui muito mal atendido pelo setor financeiro do cartão de credito que recusou a me fornecer o n° do protocolo de atendimento, só consegui cancelar o cartão e hoje recebi uma carta de cobrança dizendo que o valor devido esta em R$ 7.393,19 e que se não for pago em até 48horas será executado a penhora de bens para o pagamento da divida, a questão é que moramos de aluguel e só temos uma tv e um pc fora 3 maquinas de costura da minha mãe que é a fonte de renda dela e uma moto em meu nome que uso para trabalhar. Estes bens podem ser penhorados?

Agradeço por sua atenção.

Aldineide Rios disse...

Sergio, relaxa....

A operadora de cartão de crédito não vai fazer nenhuma penhora por esse valor, vão te encher o saco de tanta ligação e carta para você negociar.

Junte dinheiro mensalmente, seja disciplinado, afinal você usou o cartão e mais para frente faça uma proposta de quitar a vista. Pegue o valor original da dívida, faça atualização de 4% e proponha a liquidação.

Rique Lima disse...

Olá Aldineide tudo bem ,

Deixa eu te explicar minha situação pra ver se você pode me ajudar:

Tenho uma divida de 13 mil reais de um empréstimo pessoal que fiz em 2008 na empresa que trabalhava:
A empresa me obrigou a fazer esse empréstimo para limpar meu nome do SPC e Serasa que na época eu estava devendo e como instituição financeira eles me obrigaram a fazer o emprestimo pra pagar.
Lembro bem que quando assinei o contrato do empréstimo com a empresa a única garantia que dei foi , meu contrato de trabalho com a empresa + meu salario isso foi assinado na proposta de empréstimo, depois de 1 ano fui demitido dessa empresa.
Então veja bem minha situação, minha garantia sobre o empréstimo era contrato + Salario , fui demitido da empresa que é uma instituição financeira então não tenho mais vínculos nenhum com ela.
Hoje fui consultar o processo que rola no TJ do meu estado e lá costa a informação : EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTO, MANDADO DE PENHORA.
Ai eu te pergunto : Eu não tenho nada no meu nome absolutamente nada , nem meu carro e no meu nome é financiado pela BV e no nome da minha mulher em 60 meses e agora que paguei 5 prestações.
A única coisa que eu tenho certo e um salario de 2,100,00 reais CLT , outra coisa desde que esse processo foi aberto , eu nunca recebi um oficial de justiça e nem sabia que esse processo existia só vim saber a mais ou menos 2 meses.
Bom nesse caso eles poder tomar alguma coisa de mim, meu salario, meu carro, TV LCD de 1500 reais , ar condicionado , computador essas coisas pois tenho poucos bens em casa coisa simples que todo mundo tem.
Um abraço e obrigado pela resposta.

Virginia Larghi disse...

Que bom que achei esse blog!
Estou devendo prestações do Construcard,(empréstimo para materiais de construção),estou devendo 7 prestações,fui na Caixa Econômica pra refinanciar,e eles me pediram uma entrada de 10% do valor do que eu peguei que na época foi 20.000,e que refinanciariam novamente em cima dos 20000 reais,mas eu paguei 12 prestações desse valor!Isso não conta?
Outra pergunta,não é do meu interesse ficar devendo,quero pagar;mas o imóvel que eu reformei está em nome do meu pai,e a dívida foi feita no meu nome;se caso eu não pagasse essa dívida,eles poderiam penhorar essa casa? Ou ´único bem que eu tenho,que é um carro no valor 18000?
Muiiiitírrimo obrigada!

Anônimo disse...

óla,parabens pelo blog. tenho uma divida com um banco desde 2003 no valor de 8,000.00, o mesmo entrou na justiça pra cobrar. tenho um veiculo no falor de 15.000,00 a justiça pode penhorar? obrigado.

Aldineide Rios disse...

Pode penhorar sim, mas o que o banco quer não é penhorar é receber a dívida, afinal... emprestou e é o negócio dele.

Entre em contato com o banco e veja qual é a proposta deles, faça também uma proposta de pagar o valor principal parcelado.

IMPORTANTE faça seu orçamento para destinar um valor para o pagamento afinal você ainda está devendo e tem que fazer algum sacrifício para encerrar essa dívida. não faça parcelamento que não vai honrar, é muito pior para você.

Aldineide Rios disse...

Virginia,

obrigada pelas palavras.

Bem o banco penhora a casa se ela foi dada em garantia visto que a casa está em nome de seu pai e a dívida é sua, em seu nome.

Se eles penhorasse algum be será o seu.

Anônimo disse...

Aldineide!

Em Fevereiro/2011 fiz um acordo com o banco no qual ficou 48 parcelas de R$ 573,00, estou pagando regularmente as prestações,porém estou com o orçamento bem apertado, caso eu deixe de pagar, o mesmo pode penhora meu apartamento ????

Aldineide Rios disse...

Deixar de pagar será péssimo pois os juros voltam com força total e com uma dívida nova pois a anterior foi liquidada com essa , assim a possibilidade de liquidar com desconto ou novo acordo só farão a dívida crescer.

Se a situação ficar muuuuito ruim e você não puder pagar a parcela total faça o seguinte:
coloque num local seguro (caixinha, livro, pote etc) o valor que voc~e puder, como a metade e no mês seguinte você coloca a outra metade e pagar a parcela com um mês de atraso e vá se virando nos trinta para sair dessa até atravessar a turbulência e voltar a pagar normalmente.

everton disse...

olá... boa noite..

eu tenho um problema.. tive um acidente de carro,e fui processado e considerado culpado.. e querem que eu pague uma divida de 12 mil reais.. só que eu nao tenho esse dinheiro..e nem tenho daonde tirar, e o Juiz pediu uma relaçao dos bens que eu tenho dentro de minha casa.. e agora?
quais sao os bens que eles podem penhorar?
tenho uma tv lcd de 32 polegadas que comprei em 15 longas prestacoes.. tenho computador( velho) maquina de lavar roupa da minha mae tbbm.. estao aki.. eles podem penhorar?

DESDE JA AGRADEÇO..
MUITO BOM ESSE BLOG

ABRAÇOS..

everton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Bom dia,minha conta pode ser bloqueada judicialmente devido a dividas contraidas pelo meu marido antes do casamento? Agradeço desde já.

ragazzon disse...

olá, amigo tenho um emprestimo com o banco santander .. credit arcelado de 15 mil.. tive que sair do emprego, mas nao tenho casa (aluguel) e nem carro no meu nome o que de pior pode aconmtecver se eu nao conseguir pagar? poderia me sanar esta duvida ?? obrigado ...
fico imaginado policiais entrnado no meu ap alugado e me prendendo

Aldineide Rios disse...

O pior que pode te acontecer é você perder uma boa oportunidade de emprego por está com o nome negativado.

Naturalmente os recrutadores não vão lhe dizer que o motivo é esse, ficam no "perfil inadequado" mas é um grande eliminador.

As demais consequências são: nome negativado e pertubação devido a cobranças.

Anônimo disse...

Olá. Parabéns pelo site. Tenho um carro financiado e estou pagando a terceira parcela, ele pode ser penhorado para pagamento de divida? Obrigado

Aldineide Rios disse...

Ele sendo financiado é a garantia do financiamento, assim ele só será penhorado se você deixar de pagar o financiamento.

Anônimo disse...

olá Aldineide,

em primeiro lugar queria parabenizar
por este belo trabalho e serviço
de utilidade pública, que Deus
te ilumine!

fiz compras com cartão de crédito
sempre pagava em dia, mas por
motivos financeiros deixei de
pagar, divida deve estar em torno
de 20 mil.
recebi ligação de que virão fazer
penhora de meus bens.
eles podem fazer isso?
desde já agradeço.

Alyvius disse...

Olá .... A minha dúvida é a seguinte : Toda a bola de neve se iniciou decorrente de uma determinada empresa de telhas e tijolos que decorrente de crises e mais crises não mais conseguiu sladar seus impostos com a União e o INSS . Há no total 07 sócios - sendo que dois deles não estão nem ai com a gestão da empresa ha anos, nem mesmo residem no município - seu contrato social consta como sendo Ltda havendo dois administradores principais, seus sócios gerentes ( se nao estou enganado ) . A divida perante o INSS hoje é de 21460,00 ... A mesma não tem uma solução a curto prazo para saldar tal dívida a não ser vender um de seus caminhões . Isto pode ser feito ainda que sem o consentimento de todos os sócios ( aqueles pouco interessados ) ou não ? E a última dúvida : Caso os credores entrarem com liquidação de sentença contra a empresa, pode ser PENHORADO, inclusive, os bens particulares de algum dos sócios como um único automóvel que possua ainda que sem alienação fiduciária ? Qual a melhor solução ? Obrigado .

Alyvius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

parabens pelo blog...

tenho uma divida como pessoa juridica......cerca de 40 mil....já há 1 ano e meio.....me ligaram e dizendo q iriam ajuizar e que poderiam penhorar a conta corrente que eu ainda tenho só que em outro banco........fiz um acordo de depositar 1 mil e pagar em prestaçoes...só q nao avisaram q iriam mandar uma confissão de divida.....mandaram e ainda mandaram com a primeira parcela pra agora dia 24....só que o acordo era dia 01-03.....sem contar que ainda nao reconheci firma e a mulher atendente vem tocando o terror há 3 dias dizendo que o prazo era até ontem...ela me ligou anteontem..........já estou desesperado com o terrorismo deles...ainda tenho que gastar dinheiro em reconhecimento de firma..digitalizar e mandar por email........já estou pensando em não pagar mais nada até porque o acorod q fiz das parcelas mensais võa ficar no meu limite do limite....o que façõ;.....eles podem penhorar a conta corrente que ainda tenho na pessoa juridica...muito obrigado

João Batist disse...

Bom dia Aldineide, bem tenho uma dívida de mais ou menos R$ 2.400,00 isso a uns 3 anos atrás no cartão de crédito. So que uma empresa comprou essa dívida e agora ta ameaçando entrar com processo extrajudicial. caso Juíz der ganho de causa para a operadora móveis e utensílios doméstico não poderam ser penhorados (minha moto tá no nome da minha irmã e tmb não pode nao é?)

Nesse contexto se não houver bens legalmente para penhora o que acontece posteriormente?

Obrigado.

Aldineide Rios disse...

João bom dia

Aproveite que a dívida está em escritório de cobrança e tente fazer um acordo com desconto para liquidação e se livrar de vez dela.

acionarem na justiça só traz dor de cabeça para ambas as partes e você terá que arcar com as despesas jurídicas.

Conversar é o melhor caminho.

Anônimo disse...

boa noite.... eu tenho uma empresa que nao deu certo.... ela ta aberta... mais nao tem como funcionar mais.... e eu clocquei meu pai de socio quando fui abrir essa empresa... dai meu ramo era lenha de eucalipto... e onde eu cortei essa floresta de eucalipto pegou fogo.... e levei um prejuizo de quase 200 mil.... dai quebrei.... e fiz dois emprestimos no banco.... cada um de 50 mil..... dai paguei umas parcelas.... e depois nao consegui mais pagar.... dai a empresas de cobraças foram me ligando.... enfim
o oficial trouxe uma ação monitoria de um contrato... dai veio outro oficial e trouxe uma ação de execução do outro contrato.... dai liguei para a empresa de cobrança... de um contrato eles pediram 27 mil e do outro contrato ainda nao me passaram o valor.... dai eu ofereci para pagar 10 mil de cada contrato.... e o seguinte... eu nao tenho nenhum imovel, nem carro, tenho nada... e to desempregado.... o meu pai que é meu socio, tem um imovel, so que esse imovel tem dois comodos de comercio e residencia no fundo.... mais so reza uma escritura... tem perigo do banco tomar.... mesmo eu fazendo propostas de pagamento?

Aldineide Rios disse...

Amigo, o caso é mais jurídico do que financeiro. Minha sugestão é que você procure um advogado para lhe orientar de forma mais adequada.

Wal disse...

Ola! Tenho uma divida d 750,0 e a loja pediu penhora da minha cta poupanca e cta corrente q recebo pensao alimenticia. A cta poupanca foi desbloqueada p falta d saldo, a corrent n tinha dinh e ainda n foi desbloqueada. EU CORRO O RISCO D PERDER QUALQUER QUANTIA A SER DEPOSITADA NESSAS CTAS N PRESENTE QTO N FUTURO.

Anônimo disse...

Meu marido contraiu muitas dívidas, inclusive financiou um carro para uma pessoa q disse que pagaria as prestações e parou de pagar as parcelas. Essa pessoa bateu o carro e vendeu-o bem barato. O comprador consertou o carro e agora tomaram-no dele pelo não pagamento das parcelas. Hoje meu marido está sendo cobrado por esse carro q ele financiou e pararam de pagar, mais um monte de dívidas com bancos e financeiras. Somando tudo deve chegar a uns R$400.000. Eu sei, isso tudo foi uma loucura. A história de como isso se deu é mais louca ainda, mas não vem ao caso. É muita tortura pra mim esta situação. Há uns dois anos, passamos nossa casa, único bem q tínhamos para o nome do irmão dele, com medo de sermos obrigados a passar a casa como pagamento de dividas. Gostaria de ter nossa casa em nosso nome de novo, mas temo termos que responder com ela pelas dívidas contraídas. Sendo ela o único bem da família e onde moramos, seria possível que a justiça nos obrigasse a vendê-la para quitar as dívidas acima citadas? Daria algum problema voltar a casa para o nosso nome?
Obrigada desde já pela atenção.
Stella

Anônimo disse...

Meu marido contraiu muitas dívidas, inclusive financiou um carro para uma pessoa q disse que pagaria as prestações e parou de pagar as parcelas. Essa pessoa bateu o carro e vendeu-o bem barato. O comprador consertou o carro e agora tomaram-no dele pelo não pagamento das parcelas. Hoje meu marido está sendo cobrado por esse carro q ele financiou e pararam de pagar, mais um monte de dívidas com bancos e financeiras. Somando tudo deve chegar a uns R$400.000. Eu sei, isso tudo foi uma loucura. A história de como isso se deu é mais louca ainda, mas não vem ao caso. É muita tortura pra mim esta situação. Há uns dois anos, passamos nossa casa, único bem q tínhamos para o nome do irmão dele, com medo de sermos obrigados a passar a casa como pagamento de dividas. Gostaria de ter nossa casa em nosso nome de novo, mas temo termos que responder com ela pelas dívidas contraídas. Sendo ela o único bem da família e onde moramos, seria possível que a justiça nos obrigasse a vendê-la para quitar as dívidas acima citadas? Daria algum problema voltar a casa para o nosso nome?
Obrigada desde já pela atenção.

Aldineide rios disse...

Amiga, a situação de dívidas é realmente muito grave, e a dívida do carro infelizmente é do seu marido afinal foi ele que financiou para outra pessoa que não tinha cadastro com capacidade de pagamento e a financeira já sabia disso.

Bem quanto a questão da casa procure um advogado para vocês não correrem nenhum risco. Não sou advogada mas sei que bem de família não pode ser tomado para pagamento das dívidas, talvez seja esse o caminho, mas não se arrisque mais uma vez, procure um advogado.

Aldineide rios disse...

Wal,a dívida é tão pequena... procure a loja e parcele, eles querem receber4, mesmo que seja parcelado.

Evita muita dor de cabeça e você vai terminar pagando de qualquer jeito com os bloqueios.

Anônimo disse...

Então tenho uma tia que está devendo 2 mil a um dentista e ele fez ela assinar um documento penhorando o carro dela ,ela assinou na hora do nervoso ,mas o carro é financiado pela financeira e ainda falta 24 meses pra pagar ,mas será que ele pode mesmo tomar o carro dela ? e ela não pode recorrer a um advogado ou ao procon dizendo que ela não pode pagar tudo de uma vez e quer dividir a divida ,pq ele já falou que quer receber tudo !

Aldineide Rios disse...

Se sua tia está com o carro financiado o dentista só vai poder se apropriar do carro quando encerrar o financiamento.
Sugiro que sua tia procure um advogado ou a defensoria pública e diga que quer pagar mas não tem como pagar a vista e que parcelar.
peça para ela fazer o orçamento e ver quanto pode dispor mensalmente para esse finam. pois ela fazendo acordo via justiça tem que honrar. É melhor ela se antecipar, por enquanto vá reservando o dinheiro para no dia da audiência mostrar a intensão de pagar dizendo que já estava guardando mensalmente uma quantia.

Anônimo disse...

Oi Aldineide. Fui condenada ontem a pagar 40 mil de uma única vez num processo que corria em MG. Minha advogada sugeriu passar a casa e os carros para o nome dos meus filhos maiores de 18 (que não trabalham) e minha mãe de 60 (que é do lar). Estou com medo...afinal já fui condenada e já devem ter conhecimento de todos os meus bens. Qual sua opinião?

Aldineide Rios disse...

Oi amiga, não entendo de direito, mas acho que vc tem razão.

Sei que bem de família não pode ser penhorado, não sei como funciona mas se esse é seu único bem acredito que não vão tomar.

Se a dívida for na esfera civil o processo de execução é mais lenta e se for na esfera trabalhista tem algumas possibilidades, você pode oferecer para pagar parcelado.

De qualquer jeito o acordo é o melhor caminho, proponha pagamento parcelado junto com a outra parte.

Anônimo disse...

Olá meu marido era socio de um mercadinho com o seu Pai porem o pai faleceu este mercado deve especial no banco e existia uma conta no msmo banco em nome do pai titular e meu marido adicional que tbm deve no especial a firma ta individada e baixou as portas o banco esta em cima do meu marido ele pode perde bens? tipo moto/ carro ou até uma poupança no nome de nossa filha??
Agradeço a Atenção

Roga007 disse...

Me ajude!!!!
Tenho uma divida de faculdade q entraram com penhora! E sou socio em uma empresa!!! Eles pode penhorar conta juridica LTDA?

Aldineide Rios disse...

Não eles não podem penhora a empresa, mas o juiz pode fazer penhora em suas contas pessoais ou outras formas de te fazer ficar de cabeça quente. Não compensa ficar driblando para fugir do pagamento, só vai piorar, pode ficar parecendo que você não quer pagar.

O melhor caminho é fazer acordo, eles querem receber pois as faculdades já levaram muitos calotes e querem acabar com isso.

Anônimo disse...

Ola! tô desesperada me ajude!
tenho uma divida muito alta com o Fies na caixa economica, recebi essa semana um oficial de justiça que disse que em 15 dias vai penhorar meus bens e de meus fiadores(eles estão tão desesperados quanto eu!)so temos a casa e 1 carro popular. tentei acordo varias vezes mais o valor era muito alto, entrei hoje com a ação no procom pra parcelar a divida e so tenho a resposta daqui a 20 dias. Devo morrer ou tem solução? Eles realmente vão penhorar meus bens em 15 dias? o que faço agora?

Aldineide Rios disse...

Não sei o que andou acontecendo, mas o fato é que da semana passada para cá já recebi 8 comentário/email sobre esse assunto, parece que as faculdades começaram a cobrar judicialmente as dívidas.

O melhor caminho sempre é o acordo pois se deixar penhorar a situação fica realmente complicada e os devedores solidários (avalistas) são tão responsáveis quanto o devedor principal.

Vocês tem advogado? se não tem é melhor procurar um para intermediar a situação, existe advogados da defensoria pública para quem não tem condições de pagar um.

Anônimo disse...

Oi! Parabéns pelo seu blog que ajuda muita gente com informações importantíssimas.
Eu gostaria muito de lhe pedir um conselho,um esclarecimento na verdade.Eu comprei uma moto e como eu vi que não poderia pagar devido a um desemprego,passei a divida para um parente,apesar de muito transtorno pagou a moto mas o IPVA desse veiculo não esta sendo pago desda quele época, a +ou- 5 anos!

Quais problemas posso ter com isso?!

Agradeço desde já sua atenção obrigada!!!

SÔNIA disse...

Oi! Parabéns pelo seu blog que ajuda muita gente com informações importantíssimas.
Eu gostaria muito de lhe pedir um conselho,um esclarecimento na verdade.Eu comprei uma moto e como eu vi que não poderia pagar devido a um desemprego,passei a divida para um parente,apesar de muito transtorno pagou a moto mas o IPVA desse veiculo não esta sendo pago desda quele época, a +ou- 5 anos!

Quais problemas posso ter com isso?!

Agradeço desde já sua atenção obrigada!!!

Anônimo disse...

Olá Boa noite.
Parabéns pelo blog.
Fui comerciante durante uns 13 anos. No fim de 2008, encerrei minhas atividades. Eu tinha um emprestimo bancário em nome da empresa, cujo avalista era eu e minha esposa. Como não consegui pagar o restante das parcelas, o banco protestou o titulo, no valor de 15.000 reais. Recebi uma visita de um oficial em 2009 e na época, fora a minha residência, eu só possuia uma moto consorciada. Desde aquela época, nunca mais me procuraram. Só que hoje, terminei de pagar o consorcio e a moto não é mais alienada. Existi o perigo de perder ela como penhora? A moto deve valer 3.000 reais. Obrigado
Junior

Renata disse...

Olá meu marido era socio de um mercadinho com o seu Pai porem o pai faleceu este mercado deve especial no banco e existia uma conta no msmo banco em nome do pai titular e meu marido adicional que tbm deve no especial a firma ta individada e baixou as portas o banco esta em cima do meu marido ele pode perde bens? tipo moto/ carro ou até uma poupança no nome de nossa filha??
Agradeço a Atenção

Aldineide Rios disse...

Oi Renata,

Seu marido tem responsabilidade proporcional, como sócio da empresa e co-titular da conta. Ele não vai conseguir encerrar a conta por está com saldo devedor.

O melhor caminho é o acordo, parcele primeiro a conta pessoal e deixe a empresa para depois quando encerrar esse parcelamento.

O banco não gosta de entrar na justiça para bloqueio, mas também não gosta que usem o dinheiro e deixem simplesmente para lá.

Procure o banco para negociar, mas é muito importante que ele só parcele se realmente puder pagar, sabendo que para se livrar das dívidas há necessidade de algum sacrifício.

A poupança das filhas são preservadas, pois não há bloqueio de poupança com saldo até certo limite.

Quanto ao carro/moto dependerá de decisão judicial que demora muito por isso é melhor negociar do que viver com essa possibilidade.

Se não tem como negociar agora vá pelo menos fazendo um cofrinho de moeda para dá de entrada num futuro.

Aldineide Rios disse...

Junior,

A moto pode ser penhorada sim basta o juiz fazer uma busca para tentar mais uma vez liquidar o processo....

Perdeu alguma causa na justiça? pode até demorar mas vai lhe dar dor de cabeça.

O melhor caminho sempre é o acordo.

procure o credor com uma boa intenção de pagar, diga que seu pai, sua mãe ficaram comovidos com sua preocupação e querem pagar, enfim, CHORE e negocie um desconto para liquidar a dívida, eles querem receber.
Só não faça acordo que não pode honrar, principalmente com a justiça.

Aldineide Rios disse...

Sônia,

a moto pode ser apreendida pelo detran

Anônimo disse...

Meu marido tem o nome sujo com cartões de crédito, bancos e financiamento de caminhão que ele trabalha...se passarem para seu nome um imóvel quitado, corre o risco desse bem ser penhorado?

Anônimo disse...

Eu pago um financiamento de um carro no nome de meu cunhado, meu nome está sujo por dívidas com cartão de crédito e empréstimos com banco, a dívida total hoje está em torno de R$77.000,00 quando o carro estiver quitado, posso para para meu nome?

Aldineide Rios disse...

Se a dívida for para justiça o carro pode ser penhorado pelo juiz para abater no saldo devedor.

Aldineide Rios disse...

A penhora do imóvel dependerá de diversos fatores como valor da dívida, situação que se encontra e regime de casamento de vocês e principalmente do entendimento do juiz.

Anônimo disse...

E bens adquiridos atráves de herança, que passaram por inventário, quando passarem para meu nome, podem ser penhorados?

Anônimo disse...

Boa noite,
Primeiramente gostei muito das orientações postadas.
Preciso de uma auxilio:
Em abril de 2011 fiz um emprestimo no contrucard (caixa economica federal) de R$ 13.000,00 realizei o parcelamento em 60 meses realizei os pagamentos severamente até janeiro de 2012 porém por uma maré de ruinas acabei saindo do meu orçamento ocorre que:
1º continuo trabalhando (renda mensal de R$ 2.000,00)
2º tenho o financiamento de um carro em meu nome que ainda esta cosignado.
3º por necessidade de deslocamento tive que financiar uma moto que ainda esta cosignada em meu nome.
4º o terreno que construi pertence a minha sogra e esta em nome dela
5º tenho TV, DVD, COMPUTADOR, IMPRESSORA, GELADEIRA, FOGÃO, FORNO ELETRICO.

Devido a necessidade de mobilidades e cursos de especialização para continuar no mercado acabei contraindo estas dividas, todos os financiamentos que tenho estão sendo pagos porém não consigo gerir uma divida de 400,00 mês fiz uma proposta de pagamento em uma mensalidade de R$ 200,00 mês pelomenos para que eu possaganhar tempo justamente para levantar o valor de quitação e tentar realizar o pagamento avista (a quitação ocorreria em fevereiro de 2013).
Não recebi nenhuma proposta de negociação só recebi uma CARTA DE CITAÇÃO informando sobre a possivel penhora de bens ou o pagamento avista da divida.

O que posso fazer?
Quais riscos eu corro?
Corro o risco de perder carro e moto mesmo cosignado?
O terreno que contrui pode ser penhorado pelo banco mesmo não sendo meu?

Terei meus pertences retirados com penhor para cubrir a divida?

vanúsia m s disse...

Ola boa tarde meu nome e vanusia e estou com uma divida no cartao de de quase 1 mil reias e não tenho condições de pagar neste momento,pós estou desempregada e tenho 2 filhos.Mas tenho medo deles entrarem com alguma ação judicial contra mim,isso e possivel??

Aldineide Rios disse...

Vanúsia, como o valor para o banco é pequeno não compensa ação judicial devido aos custos judiciais.

A dívida vai crescer e lhe negativar na serasa e spc.

Márcia disse...

Olá Emerson. No início de 2011 era servidora pública federal num estado, e acumulei dívidas com empréstimos consignados no contra-cheque. Acontece que eu fui exonerada, e agora consegui passar em outro concurso, voltando a ser servidora pública. Mas não tenho condições, nesse momento, de utilizar toda a margem novamente com as dívidas anteriores, pois mudei de estado e minha vida financeira virou do avesso com a mudança e outras dívidas que foram se acumulando. Mas, dois bancos começaram a ligar insistentemente para o meu trabalho, dei o número do celular, mas continuam ligando para o trabalho e estão ameaçando entrar na justiça e colocar o empréstimo consignado devido no meu contra-cheque na empresa atual. O que eles podem realmente fazer nesse caso? Eu não tenho bens materiais nenhum. Agradeço a atenção.

Anônimo disse...

Boa noite meu nome é Jose Miguel,

Preciso de uma auxilio:
Em abril de 2011 fiz um emprestimo no contrucard (caixa economica federal) de R$ 13.000,00 realizei o parcelamento em 60 meses realizei os pagamentos severamente até janeiro de 2012 porém por uma maré de ruinas acabei saindo do meu orçamento ocorre que:
1º continuo trabalhando (renda mensal de R$ 2.000,00)
2º tenho o financiamento de um carro em meu nome que ainda esta cosignado.
3º por necessidade de deslocamento tive que financiar uma moto que ainda esta cosignada em meu nome.
4º o terreno que construi pertence a minha sogra e esta em nome dela
5º tenho TV, DVD, COMPUTADOR, IMPRESSORA, GELADEIRA, FOGÃO, FORNO ELETRICO.

Devido a necessidade de mobilidades e cursos de especialização para continuar no mercado acabei contraindo estas dividas, todos os financiamentos que tenho estão sendo pagos porém não consigo gerir uma divida de 400,00 mês fiz uma proposta de pagamento em uma mensalidade de R$ 200,00 mês pelomenos para que eu possaganhar tempo justamente para levantar o valor de quitação e tentar realizar o pagamento avista (a quitação ocorreria em fevereiro de 2013).
Não recebi nenhuma proposta de negociação só recebi uma CARTA DE CITAÇÃO informando sobre a possivel penhora de bens ou o pagamento avista da divida.

O que posso fazer?
Quais riscos eu corro?
Corro o risco de perder carro e moto mesmo cosignado?
O terreno que contrui pode ser penhorado pelo banco mesmo não sendo meu?

Terei meus pertences retirados com penhor para cubrir a divida?

Aldineide Rios disse...

José Miguel, que descontrole! esse é o clássico exemplo de quem compra sem planejamento, uma hora a bomba estoura...

Bem antes de qualquer coisa PARE E FAÇA SEU ORÇAMENTO, quanto de sua renda é destinado a sobrevivência, quando é destinado a pagamento de dívidas, quanto é para investimento em você 9educação)... enfim descubra primeiro quanto você pode dispor para pagar as dívidas e depois disso, sabendo quanto pode gastar com isso vá pagando uma conta por vem, primeiro as mais complicadas, que vão lhe trazer prejuizos como penhoras, depois a próxima, e assim por diante.

Não tem mágica para orçamento, ou gasta menos ou ganha mais.

Pare de usar dinheiro que não é seu para fazer compras e financiamentos porque a situação complica geral.

Quando o caso está na justiça o juiz é quem determina a maneira do credor receber, para você sempre é melhor fazer acordo, pois mesmo que tome um bem não é o valor de mercado dele que vai abater na sua dívida é por quanto ele vai ser vendido em leilão e normalmente o valor é baixo.

Anônimo disse...

OI aldineide, tudo bem.
gostaria de saber, meu marido deu um cheque , o qual não conseguiu cobrir, na época nos moravamos em santa catarina. Passado dois anos descobrimos que ele foi processado por este cheque o qual o juiz ja decretou penhora de bens, moramos no parana ai te pergunto o oficial de justiça pode vir penhorar bens nossos ja que tem nosso endereço. Me ajuda a esclarecer amiga.

Aldineide Rios disse...

Os bens podem ser penhorados em qualquer lugar, basta lhe pertencer.

O melhor caminho é o acordo para pagamento do cheque.

Verdade ou mentira? disse...

Ola estou com um problema recente relacionado a meu carro. Não pago a prestação a 3 meses, mas não porque não quero e sim porque não posso. Não ameaçaram penhora ou algo do tipo, e sim estipularam um tempo de 7 dias para pagar uma parcela ou entregar o carro, e com a divida cancelada pela quantidade paga. Como posso agir, e é possível receber o dinheiro de volta?

Aldineide Rios disse...

Na devolução do carro financiado por dívida não tem devolução de nada que foi pago, o carro desvalorizou no período e o financiamento cresce muito, assim mesmo você devolvendo corre o risco de ainda ficar devendo pois o carro vai para leilão e sempre é vendido por valor mais baixo que o mercado e é esse valor que será abatido na dívida.

Anônimo disse...

Saudações primeiramente quero parabenizar o blog. Fiz um emprestimo consignado no valor de 3500 reais porem fui desligado da empresa isso tem quase 4 anos na epoca tive que ter autorização do RH para fazer esse emprestimo... o problema e que quando fui demitido não descontaram o valor de 30% da minha recisão que daria cerca de 2000.00 e eu ja havia pago umas 5 que foi descontado em folha de pgto. Fui a um banco abrir uma conta e o rapaz olhou se meu nome tinha restrição no serasa o que nao constou essa divida meu nome tá limpo agora fico em duvida o que aconteceu tenho um carro no meu nome que vale uns 9 mil tenho medo desses trem (sou mineiro rs)de perde meu corsinha que custei compra será que a empresa que eu trabalhava que é a maior atacadista da ammerica latina teve que arcar com essa divida... achei estranho, pois em meu pensamento eu quero pagar essa divida fiquei na duvida alguem pode me ajudar tem uma assessoria de cobrança me mandando umas cartinhas ameçando e tal mas eu ja trabalhei em uma dessas e sei como eles fazem de tudo para tentar receber com o maior valor possível e sei que se chegar perto de caducar o valor do desconto e bem maior... muito obrigado abraço a todos!

Henrique

Aldineide Rios disse...

Henrique, bom dia.

O que aconteceu simplesmente foi falha operacional do banco que emprestou o consignado e isso não é muito difícil de acontecer.

Como você realmente tomou o empréstimo e não pagou procure a central de cobrança do banco ou escritório que está com seu caso e tente fazer um acordo para pagamento a vista com desconto, muitas vezes o desconto é bem atrativo.

Anônimo disse...

Boa noite, parabéns e obrigado por nos ajudar com este site maravilhoso...Li o artigo sobre o que não pode ser bloqueado ou penhorado judicialmente e tenho uma dúvida: Tenho uma dívida de condomínio por ter ficado desempregada e estou tentando negociar parcelas que cabem em meu orçamento, pois ainda estou desempregada, e vivemos, eu e minha filha de 8 anos, da pensão alimentícia dela....como o condomínio está dificultando a negociação, tenho medo que eles mandem bloquear a conta onde é depositado única e exclusivamente a pensão de minha filha...eles podem fazer isso???? Estou muito agoniada só de pensar...Muito obrigado. Gilmara.

Anônimo disse...

Olá, comprei duas motos em um cartão de crédito sem limites, mas fui assaltado e fiquei sem o dinheiro para pagar, as motos não estão alienadas ao cartão estão quitadas e em meu nome, fiz isso pois minha esposa precisava fazer uma cirurgia e foi a única escolha que eu tive.
Gostaria de saber se eles podem penhorar algum bem meu? Uma moto está vendida para pagar o tratamento e a cirurgia e a outra está em meu nome, acha que eu deveria colocar em nome de outra pessoa? Cometi um crime? podem penhorar as coisas que estão m minha casa? Desde agradeço pela atenção.

Aldineide Rios disse...

Credores podem recorrer a justiça para receber a dívida existente e a justiça vai determinar qual o caminho mais adequado.

Quanto ao questionamento se você cometeu ou não um crime... pare e pense.

Aldineide Rios disse...

Gilmara, salário e pensão são meios de subsistência e não podem ser penhorados.

Pode penhorar no máximo uma parte.

Mas não acredito que o condomínio vá chegar a esse extremo.

Negociação sempre é o melhor caminho. procure o síndico e explique sua situação seja sincera e mostre intensão de pagar

Luciana disse...

Boa tarde, estou com uma divida com a faculdade, recebi uma intimação dizendo que deveria efetuar o pagamento senao ia para penhora os bens, porém eu nao tenho nada em meu nome, a oficial pode entao levar algo da minha casa? o que ela poderia levar?

Aldineide Rios disse...

Luciana a justiça pode lhe esquentar muito a cabeça, o melhor caminho é um acordo.

A intensão deles não é prejudicar você e sim fazer com que a faculdade receba o que você deve a eles.

Anônimo disse...

Tenho um processo na Justiça que segundo os advogados se dara fim em pelo menos 4 ou 5 anos, e hj quero financiar um carro em meu nome para paga-lo em 48X financiamento CDC ja aprovado pelo Banco. Quero saber se podem bloquear, ou pegar o carro ao final do processo caso eu seja condenado. Podem fazer uma busca de bens que tenho no meu nome e bloquear , nao tenho nada, somente terei esse carro que quero financiar. Obgdo. Adorei seu blog. Parabens

Aldineide Rios disse...

A justiça é uma caixinha de surpresa e não há um padrão.

depende muito de juiz e do advogado da outra parte, pois tem advogado que apenas fica esperando decisão do juiz e outros provocam.

Portanto... é imprevisível.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog...Eu tenho uma dúvida: tenho uma dívida com a faculdade e recebi uma notificação "extrajudicial" como último aviso que, se eu não pagar , eles vão cumprir as medidas judiciais cabiveis. O que eu faço, pois nao tenho condições de quitar a dívida? me ajuda? Muito obrigada...

Aldineide Rios disse...

Obrigada pelos elogios

Bem se usou o serviço da faculdade tem que pagar e agora está sendo muito comum as faculdades colocarem na justiça, não é só ameaça é fato...
portanto faça ajuste em seu orçamento, realize cortes, peça ajuda a familiares e vá a faculdade conversar, não deixe o caso rolar é pior, pois vai para justiça e depois vai ter que pagar mesmo e muitas vezes com penhora de bens, contas etc assim é melhor conversar veja quais as possibilidades que eles podem ajudar, converse, converse e converse mas não deixe o caso ir para justiça. Vá o mais breve possível.

Anônimo disse...

Boa tarde, hoje veio em meu serviço um cobrador dizendo que se eu não pagar as duas primeiras prestações vencidas uma em junho e julho ira me mandar para a justiça pois eu usei de ma fé para comprar pois não paguei nenhuma prestação, mais eu expliquei que meu marido ficou desempregado por isso não tive ainda condição para começar a pagar, ele então mandou eu devolver a geladeira e o fogão que comprei mais eu não tenho outro para por no lugar o q devo fazer? parcelei em 15vezes e o juro esta sendo absurdo.

Aldineide Rios disse...

Procure imediatamente o procon, eles estão passando do ponto de cobrança.

Se continuarem você pode até acioná-los por danos morais.

Cobrança tem limite de ação.

Eder disse...

Prezada,
Primeiramente parabéns pela matéria sobre bens penhoráveis, em toda a internet foi o texto mais esclarecedor que achei, e acredito que ajudou muitas pessoas, mas vamos lá ao meu caso, tenho uma dívida no Banco Itaú do ano de 2008, na época peguei desses empréstimos oferecidos no caixa eletrônico, mais ou menos R$ 2000,00 (acho que até menos), paguei algumas prestações, mas depois não consegui mais pagar devido ao desemprego de minha esposa e nascimento do meu filho, uns 2 anos depois a dívida já estava em R$ 11000,00, mudei de endereço (moro de aluguel), então nunca mais recebi nenhuma carta ou telefone, já que não atualizei meus dados junto ao banco. Agora comprei uma moto no valor aproximado de R$ 4000,00, uso para me locomover ao trabalho, corro o risco do banco querer penhorar minha moto?. (não tenho nenhum outro bem). Desde já agradeço pelo espaço, e se puder me responder me ajudaria muito!!!
Eder

Aldineide Rios disse...

Eder, isso é um processo muito lento que com certeza vai dar tempo para você se organizar e fazer uma proposta de acordo.

Primeiro o caso tem que ir para justiça, você será convocado para defesa e depois é que o juiz pode determinar a penhora.

minha sugestão: Vá fazewndo depósito em uma poupança, por exemplo mensalmente deposite 100,00 para esse fim e em breve você terá dinheiro para resolver esse problema.

Não espere que a justiça defina sua vida.

Tio Sukita disse...

Oi Aldineide. Fiquei feliz em localizar seu blog e perceber que posso receber uma ajuda inestimável. Tenho a 3 anos o cartão da BV Financeira e sem o utilizei corretamente. Este ano fiquei doente em fevereiro e tive dificuldades de pagamento de minhas despesas. Estou agora resiolvendo as pendências. Mas no caso da BV, não consigo o menor sucesso. Para se ter uma idéia recebi hoje cobrança extra judicial de R$ 8.025,00. (em 22/07 o valor era 6.500,00 e 22/06 5.600,00). Pois bem, não fiz nenhuma compra este ano, tenho cobranças de fato de R$ 700,00 remanescente de dez/ 2011 e 1.411,00 de Jan/2012. Fiz 2 pagamentos de 1.000,00 mas o dinheiro virou pó, já que os juros comeram tudo. Estou desde maio tentando sem sucesso uma negociação. Fiz a proposta de quitação a vista de R$ 3.800,00 (até 4.000,00). Sendo 2.111,00 do saldo das minhas compras e a diferença de juros. Sem sucesso. Hoje eles cobram apenas neste ano quase 6.000,00 de juros. Não tá dando para dormir em paz deste jeito. Quero pagar, mas não quero aceitar esta extorsão legalizada que querem fazer. Como proceder então ??? Sou Micro empresário Individual. Obrigado pela atenção . Márcio Ribeiro

Anônimo disse...

ola,tenho uma divida em com 3 cartoes de credito e estou desempregada,tenho uma conta poupança e um carro quitado gostaria de saber se ele podem bloquear minha conta e penhorar meu carro...

Aldineide Rios disse...

Poupança até R$ 40 mil é impenhorável, portanto não sofre bloqueio.

Quanto ao carro é possível, mas não é de uma hora para outra.

primeiro tem que haver um processo judicial, depois das partes se justificarem perante a justiça o juiz decide se vai ou não penhorar.

O melhor caminho é o acordo, você não precisa esperar a operadora do cartão tomar a iniciativa.

|Faça seu orçamento, realize cortes e veja quanto você poderá pagar mensalmente, procure o procon ou defensoria pública busque fazer acordo.

pkininha ferretti disse...

Ola tenho uma trabalhista contra mim e estou comprando um carro p trabalhar sou vendedora posso por o carro no meu nome nao sera empenhorado pela justica por causa da trabalhista?

Aldineide Rios disse...

pode ser penhorado sim, em uma consultoria empresarial acompanhei o dono da empresa para conversar com o juiz e a resposta do juiz não foi favorável pois alegou que tratava-se de verbas prioritárias de sobrevivência do funcionário, tanto quanto para você e como você é quem está devendo....

Portanto o melhor caminho é o acordo que pode ser em qualquer fase do processo.

Anônimo disse...

Bom dia: Tenho uma divida com o cartão de credito de 32,000,00 mil, o problema e q não tenho como pagar a divida. A minha esposa tem um ponto comercial, e um carro dela ambos comprado por ela, ai vem minha duvida? Fui acionado na justiça os bens dela podem ser penhorados pra pagar a minha divida, só porque somos casados em comunhão de bens? Ah os bens foram adquiridos apos essa divida. aguardo sua resposta.

monica david disse...

boa tarde meu esposo deve 11.000,00 para um banco e ele estta com 2 causas trabalhistas para receber o juiz pode pegar estte dinheiro para saldar a divida que meu esposo tetm com o banco.Fico grata desde ja.
monica

Aldineide Rios disse...

Mônica duvido muito disso.

Normalmente os processos são distintos, um cívil e outro trabalhista.

Nossa justiça não é assim tão precisa, na maioria das vezes não sabe nem um processo da vara vizinha, imagine de outro ramo....

quanto a dívida, tente se organizar pra fazer uma proposta de parcelamento. é melhor, mas só faça se tiver como pagar todas as parcelas.

Aldineide Rios disse...

o casamento com comunhão de bens o bens comuns são os adquiridos depois do casamento.
Não importa se foram antes ou depois da dívida, o que importa é que foram depois ou antes do CASAMENTO.

O melhor caminho é o acordo a operadora do cartão quer receber e não prejudicar ninguém.

Faça seu orçamento e busque fazer um acordo de forma justa para as duas partes, afinal você usou o cartão e tem que pagar.

Andre. disse...

Tenho a divida do cartão de credito de 32,000,00 mil, o problema e q não tenho como pagar a divida. A minha esposa tem um ponto comercial, e um carro dela ambos comprado por ela, ai vem minha duvida? Fui acionado na justiça os bens dela podem ser penhorados pra pagar a minha divida, só porque somos casados em comunhão de bens? Ah os bens foram adquiridos apos essa divida. Podem ser penhorados????

Anônimo disse...

Bom dia Aldineide.
Há um tempo atrás contrai uma dívida que hoje se tornou impagavel. Estou terminando de construir minha casa para finalmente sair do aluguel. Tenho apenas bens comuns que guarnecem a minha casa. De excepcional apenas duas tvs lcd. e nada além disso. Estão me cobrando 9 mil reais (2008) os quais assinei uma NP e uma Assunção, mas não recebi cópia destes documentos nem recibo. É uma ex-empresa que trabalhei e na epoca ficaram com o pagto da minha rescisão para abater da dívida. Aceito que devo mas não concordo com os valores. Preciso saber se vão penhorar meus móveis, pois naum tenho nada que exprima luxo ou suntuosidade. Obrigado.

oseias brandao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

Boa Tarde, fiz um empréstimo de valor alto à +- 1 ano e não consegui pagar mais. atualmente o valor da dívida está em 70 mil, porém o emprésitmo que eu fiz foi de 30 mil. Estão me executando e obviamente não tenho esse dinheiro para pagar e não tenho bens em meu nome, apenas um veículo financiado. Gostaria de saber o que acontece no caso de você não ter como pagar?

Aldineide Rios disse...

Oseias não é normal alguém ir preso por deixar de pagar uma dívida, mas ter dor de cabeça isso você vai ter.

O banco pode e deve penhorar para tentar receber a dívida, dependerá do tipo de ação que o banco vai mover e do entendimento do juiz, poderá ficar parecendo que você armou um golpe.

Se tiver condições faça seu planejamento financeiro, tanto da empresa quanto seu e faça sobrar dinheiro para parcelar a dívida.
é mais tranquilo.

Anônimo disse...

Oi Aldeneide...parabéns pelo blog,espero que possa me ajdar....minha mãe fez um emprestimo no banco emprestimo consignado,mas ela faleceu em julho deste ano eu e minha irmão moravamos com ela minha mãe era pensonaista do inss,agora não temos mais a ajuda do salario dela,eu e minha irma ganhamos juntas 1000,00 mais ou menos ainda temos dividas pra pagar e não conseguimos pagar o emprestimos que esta no valor a[proximado de 13 mil reais,temos que pagar esta divida que esta no nome de minha mae,eu e minha irma nao temos bens no nosso nome,temos uma casa que esta no nome do meu pai e um carro tbm no nome dele ja falecido,pois nao tivemos como fazwr o inventario dos bens,moramos nesta casa que meu pai deixou,corremos o risco de perder a casa e o carro,o que deve fazer as parcelas do emprestimos sao de 410,00 minha mae como pensionista conseguia pagar mas nos duas nao pois temos agua luz telefone e aalimentacao,e outras dividas tbm o que devo fazer me ajude ja fazem mais ou menos 3 meses que nao consigo maias dormir uma noite inteira de medo de um dia alguem aparece e tomar tudo que meu pais deixou pra nos,,,o que devo fazer...obrigada...

Aldineide Rios disse...

uniclaisAmigos, se seu medo é perder algu devido a dívida de sua mãe que faleceu volte a dormir tranquilamente.

O pagamento dessa dívida seria mais uma questão moral pela memória de sua mãe.

Se você não foram avalista, como acredito que não foram já qui é consignado, não há obrigatoriedade de vocês pagarem pois esse risco já está incluido no risco de crédito do banco, afinal ele s´[o perde com consignado se for por falecimento pois caso contrário mensalmente está sendo debitado no benefício.

Anônimo disse...

Oi Aldineide, me socorre!
temos renda liquida de +-4.000,00 2 carros financiados no valor mensal de 1600, + um empréstimo no banco de 1800,00, tudo atrasado, não conseguimos pagar, o que podemos fazer? Eles não aceitam o carro de volta, o banco fica com todo o salário do mês!

Anônimo disse...

Oi Aldineide, me socorre!
temos renda liquida de +-4.000,00 2 carros financiados no valor mensal de 1600, + um empréstimo no banco de 1800,00, tudo atrasado, não conseguimos pagar, o que podemos fazer? Eles não aceitam o carro de volta, o banco fica com todo o salário do mês!

Aldineide Rios disse...

Bem não é de admiirar que o banco fique com tudo, afinal foram vocês que contrataram os empréstimos e financiamento sem critério nenhum, sem sem nehuma análise de pagamento. Foi pura empolgação.

Para resolver o problema tem duas soluções: ou ganha mais ou gasta menos. Não há milagre

Naturalmente o banco não recebe o carro de volta afinal o negócio dele não é vender carro, o que você tem que fazer é tentar repassar o financiamento para outra pessoa, mesmo que você PERCA agora será menos prejuízo do que manter uma situação com aperto total.

Analise a situação e tome as medidas corretas. Não será fácil mas será necessário.

Anônimo disse...

Boa Noite Aldineide!
Tenho um carro financiado em 48 meses, paguei 7 prestações, estou atrasada em 3 parcelas, não consigo mais pagar devido a vários problemas familiares. O que pode acontecer se eu não pagar?
Obrigada

Aldineide Rios disse...

O que pode acontecer é a financeira tomar o carro, levar a leilão, ele ser vendido por preço inferior ao mercado, esse valor ser abatido de seu saldo devedor e você ficar sem o carro e ainda com dívida.

Portanto se não tem mesmo como manter o financiamento tente repassar para outra pessoa, mesmo sem receber nada em troca apenas repassando pois as condições do mercado agora é bem mais favorável e quem comprar carro agora será em melhor condições do que você comprou.

É importante que caso você consiga isso, o repasse, que transfira realmente o financiamento e não deixar o carro em seu nome e a pessoa ficar pagando, nesse caso o risco é muito grande. Só se faz isso para pai, mãe e irmão e nem todos.

Alexandre disse...

Bom dia, sou funcionário público estadual aposentado por invalidez, estava com uma renda extra e derrepente fiquei sem ela, fiz emprestimos no banco e agora nao consigo paga-los, o banco estava ficando com todo meu salário, fui várias vezes na agencia para negociar, mas fui informado que o sistema nao permitia fazer acordo, consegui fazer com que eles ficassem apenas com 30%, dessa forma o resto da divida foi para firma de cobrança, expliquei que queria pagar, mas queria apenas uma prestaçao pois minha renda liquida é de 1300,00, nao tem como eu pagar 30% e mais de 500,00 para firma de cobrança.Fui orientado a tirar o pagamento desse banco e com isso eles mandessem toda divida para cobrança onde tentaria negociar e chegar em uma prestaçao razoavel.Fiz isso, eu tinha uma conta há muitos anos em outro banco levei o termo de transferencia, fiz tudo certo, só que ontem quinto dia útil não caiu nada no outro banco e consultando minha conta salario vi que fizeram descontos no valor total do meu salario e meu saldo ficou zero, fiquei sem pagamento, pode me audar?

Anônimo disse...

Estou com dívida ativa iptu recebi carta de citação judicial me dando prazo para pagar valor 3200,00 foi fazer acordo mas só divide 10 x. Mim encaminharam para pedir perdão da dívida porém lá ficou marcado entrevista para 20/11 e o pagamento do depósito inicial é para 16/10 não sei o que faço pois eles só param o processo com protocolo e só vou ter o número em novembro. Se não pagar o que pode acontecer na carta falam de tomar bens mas o apartamento ainda não é meu. O que faço. Aguardo seu comentátio.Obrigada

anny disse...

devo 3cartoes de credito e um emprestimo pessoalnao condicoes de pagar a divida dos cartoes cada um nao chegava a 3mil e o emprestimo 2.500 estou devendo a uns 6meses posso ser presa ou vao mim tomar alguma coisa?so tenho uma moto.eles mim ameaçando pela lei 652,659.por favor mim tire essa duvida!!obg seu blog ajuda muita gente.

Anônimo disse...

Tenho um processo de um banco em meu nome e estou bem preocuapada, pois tenho um carro em meu nome e que está financiado ainda faltando 30 parcelas para quitá-lo. Posso perder meu carro mesmo estando ele alienado? E caso eles bloqueiem meu carro, o que posso fazer?? Refinanciamento?? Aff...me ajude por favor. Obrigada,

Anônimo disse...

Tenho um problema pra segurar gravidez, e fiz um convenio na minha empresa, que eu pago metade de tudo que eu usar e dependentes meu pago 80%, ai engravidei fiz um procedimento pra segurar o bebe, depois ele nasceu fiz a cesaria e meu bebe precisou ficar internado na UTI 30 dias... Minha empresa me apresentou uma divida de 26 mil reais, eu ganho um pouco mais que um salario minimo... tenho duvida de que seria correto esse tipo de convenio, e a empresa nao me apresentar o valor total que foram gastos, e no contrato de termo de confissao de divida ainda foi dito que caso eu me desligue da empresa o meu acerto ficara retido pra abater a divida... Achei um absurdo o valor da divida.. tenho a impressao que to pagando o valor total.. é um absurdo

Aylthon Silva disse...

Bom dia amigo, meu nome é José Ailton , e estou com um problemão, em 1999, eu perdi meus documentos, então eu fiz o BO, na Policia Civil do Estado, depois de aproximadamento 03 meses apareceu uma empresa em meu nome, e eu não fiquei sabendo, só fiquei sabendo no anos 2007, quando me deparei com a visita de um Oficial de Justiça me dando 05 dias para entrar com recursos porque ele estava com uma execução judicial para mim, com mandando de penhora, entrei com uma advogado alengando a perda dos documentos na empoca e ainda tinha o BO da epoca, o processo foi arquivado temporariamente, e logo em seguinda depois de aproximadamente 05 anos me aparece um outro oficial de justiça com outra execusão judical agora penhorando meu carro, entrei com meu advogado mas esta muito dificil, porque no dia que ele esteve na minha casa ele viu meu carro, e fez a penhora deixando minha esposa como depositaria, meus argumentos não convencem o juizo, eu não tenho acesso ao Juiz para tentar expor a realidade, nunca tive condições de abrir uma empresa, sou muito humilde, trabalho em portaria de predio, mas nem isso convence ao juizo, pois eu não sei se meu adv esta alegando isso na petiçao dele. Bom o que aconteceria se eu não desse meu carro que foi comprado com tanto sacrificio por uma divida trabalhista que não é minha..
meu amail. aylthon@hotmail.com

Anônimo disse...

Boa tarde,
Gostaria de sua ajuda. Fiz um emprestimo pessoal no Santander no valor de R$ 55.000,00 e somente consegui pagar umas 4 parcelas....O que o banco pode fazer ? Somente tenho no meu nome um carro alienado e que ainda faltam 44 prestações para quitar.
Obrigado.

Aldineide Rios disse...

O empréstimo foi de valor muito elevado para em pouco tempo deixar de pagar....

Naturalmente o banco vai querer receber, é provável que entre na justiça e o juiz é que vai determinar.

O que aconteceu??? pense nisso e tente adequar seu consumo a sua renda porque para o banco ter liberado um empréstimo alto é porque você tem cadastro que comporte isso.

Aldineide Rios disse...

Aylthon,

Seu problema não é financeiro e sim jurídico, converse com o advogado ele é que tem que tomar providências para resolver da melhor forma, se o juiz não aceitou foi porque as provas não foram suficientes para provar, ou não foram convicentes, busque orientação da defensoria pública, tente outro advogado.

Lembre-se que advogado é como médico, cada um tem sua especialidade. Converse com a OAB se for o caso para pedir orientação jurídica, só não deixe o caso corre sem acompanhamento e perder os prazos porque nesse caso você assina a confissão de culpa.

Anônimo disse...

Boa noite..

Tenho muitas dividas com bancos e fornecedores , pois levei um calote de meus clientes em mais de 500mil,tenho uma casa onde moro, não vou conseguir pagar minhas dividas, até a data de hoje não tenho nenhum processo somente spc, e protesto, não seria mais seguro eu transferir essa minha casa hoje para meu cunhado para não correr o risco de penhorar o meu bem ? Pois futuramente eu pretendo vender a casa e se tiver penhor não irei conseguir vender.

Anônimo disse...

oi estou com uma divida da bv de 6.000 ja com os juros de um emprestimo que fiz, so que no mÊs seguinte fiquei desempregada, eles ligam direto so que nao tenho como pagar estou desesperada é muitas ameaças como protesto no cartorio,prazo amiguavel esgotado o que posso fazer me ajude isso tem 2 meses!!

Anônimo disse...

Bom dia! Estou com uma divida no cartao de credito no valor de 2100,00 nao tenho como pagar pois me encontro desempregada e morando no de favor na casa de uma tia pois nem casa eu tenho mais ja liguei diversas vezes p negociar mais a probosta deles (banco itau) não bate com minha realidade consegui fazer uma economia com os trabalhos que eu pego faxina, cortar grama etc. oq eu devo fazer?

Anônimo disse...

Bom dia!

tenho uma divida no bco Itau de R$ 20.000,00 e tambem tenho uma carro financiado pelo mesmo bco e vou pagar a ultima parcela este mês, minha duvida é se ele pode apreender o carro para pagar minha divida.Obrigado

Maria disse...

Olá fui executada com uma dívida de 43.000,00 pelo banco Bradesco , tinha uma caderneta de poupança no valor de 1.500,00 , bloquearam o dinheiro sou pensionista gostaria de saber se isto é correto?O juiz pode bloquear minha pensão de 3 salários mínimos como bloqueou minha caderneta de poupança?

Aldineide Rios disse...

Maria,

Você está sendo acompanhada por um advogado?

É importante que você procure um para evitar maiores problemas pois poupança nesse valor não deve ser penhorada, foi penhora ou foi o Bradesco que deliberadamente tirou dinheiro da poupança?

Será que foi mesmo ordem judicial? Acredito que não peça ao banco a cópia da penhora do juiz pois esse valor tem proteção de penhora.

Procure um advogado para evitar maiores problemas esse caso é jurídico e eu sou consultora financeira, se você não tem condições de pagar um procure a defensoria pública.

Sucesso e boa sorte.

Anônimo disse...

Boa tarde Aldineide.

Agradeço por dedicar o seu tempo para nós.

O meu caso é o seguinte.

Tenho uma empresa pequena de design grafico,que no momento estou pensando em fechar pelas minhas condições,recebi o oficial de justiça em novembro ele me perguntou se tinha algum bem falei que não só o carro que está alienado, devo para o banco Itau desde 2010 18 mil, no documento está um valor de 54 mil, não contratei advogado, deixe correndo, agora em janeiro o banco me procurou oferecendo pagar 14,600 a vista pela divida, no momento não possuo essa quantia, perguntei se podiam parcelar, eles querem 5 mil e 35 parcelas de 1.800,00.
Como sei que não vou conseguir honrar com as parcelas, acabei não fazendo nenhum acordo.
Minhas perguntas são, tenho um carro financiado, termino ele em 2015, o banco pode vir em cima para tirar?
E eles avisam quando vão bloquear a conta?
A funcionária me falou se eu não fizer o acordo o juiz pode pedir o bloqueio da minha conta de uma hora para outra.
Pergunto também você acha que devo fechar a conta da empresa para evitar o bloqueio, pois se deixar aberta estará acumulando uma outra dívida de taxas do banco onde tenho a empresa, o que faço?

Abs. Claudia

Aldineide Rios disse...

Claudia,
Vamos as suas dúvidas:

Minhas perguntas são, tenho um carro financiado, termino ele em 2015, o banco pode vir em cima para tirar?
R- Se o carro estiver liberado e até lá nada for resolvido o juiz pode buscar seu carro para AMORTIZAR as dívidas, o carro vai a leilão que normalmente é vendido por valor baixo, esse valor amortiza a dívida e você fica sem carro e ainda com dívida.

E eles avisam quando vão bloquear a conta?

R- Não há aviso de quando haverá bloqueio, o juiz não quer lhe prejudicar, ele que garantir que o credor receba a dívida.

A funcionária me falou se eu não fizer o acordo o juiz pode pedir o bloqueio da minha conta de uma hora para outra.

R- Verdade, pode acontecer.


Pergunto também você acha que devo fechar a conta da empresa para evitar o bloqueio, pois se deixar aberta estará acumulando uma outra dívida de taxas do banco onde tenho a empresa, o que faço?

R- se você não movimenta mais a conta é melhor encerrar.

Aldineide Rios disse...

Bom dia!

tenho uma divida no bco Itau de R$ 20.000,00 e tambem tenho uma carro financiado pelo mesmo bco e vou pagar a ultima parcela este mês, minha duvida é se ele pode apreender o carro para pagar minha divida.Obrigado

R-O banco não toma bem de ninguém ele pode entrar na justiça para o JUIZ determinar meios de liquidação da dívida, podendo ser bloqueio de conta ou penhora de algum bem, inclusive o carro mas antes você receberá comunicação da justiça questinando o meio de pagamento nesse momento é importante que você contrate um advogado para evitar deixar o processo corre a revelia, ou seja sem sua contestação ou defesa.

Aldineide Rios disse...

Bom dia! Estou com uma divida no cartao de credito no valor de 2100,00 nao tenho como pagar pois me encontro desempregada e morando no de favor na casa de uma tia pois nem casa eu tenho mais ja liguei diversas vezes p negociar mais a probosta deles (banco itau) não bate com minha realidade consegui fazer uma economia com os trabalhos que eu pego faxina, cortar grama etc. o que eu devo fazer?


R- O que não tem solução, solucionado está... Se você não tem como pagar, não pague, vá fazendo uma reserva num cofrinho para no futuro você procurar o banco e propor um acordo a vista, será mais prudente já que você diz que não tem como pagar agora.

Anônimo disse...

Olá Aldineide.

Ficaram mais duas dúvidas, pode me ajudar?

Me falaram que o banco pode vir em cima, mesmo o carro estando financiado, não esperam terminar o pagamento total.
Gostaria de saber se não é melhor deixar a conta da empresa aberta para ganhar tempo, pois se eu fechar a conta verão que não tenho nada e assim poderão vir em cima do carro. Preciso de tempo para arcar com a minha dívida, o tempo do trabalhador e diferente do tempo do Banco!!!
Abs.
Claudia

Aldineide Rios disse...

Claudia,

É mais prudente para você procurar um advogado para lhe orientar melhor, sou consultora financeira e tem pouco conhecimento na área jurídica.

O banco normalmente quando busca receber ter a conta ou não não mudará em muita coisa.

Shalom Paz disse...

Aldineide

Primeiramente,parabéns pelo seu blog.
Sem querer aproveitar de sua boa vontade,gostaria de uma informação, se não for incomodo,logicamente!
Tenho uma carro, ainda estou pagando o banco o financiamento.
Caso eu tenha alguma divida com outro banco, não o mesmo financiou carro.O carro pode ser penhorado como pagamento da dívida mesmo ainda sem ter sido quitado.
Obrigado
Ferreira

Anônimo disse...

Aldineide, estou com uma divida de 18mil no banco santander, por emprestimos, cartao de credito e cheque especial, essa semana me mandaram um carta registrada em cartorio com um acordo,dizendo que senão pagar a mesma, a divida vai para acordo judicial, e no momento não tenho como arcar, tenho uma moto alienada, eles podem vir querer penhora-la, mesmo a mesma sendo um valor inferior a divida? Obrigada.

Anônimo disse...

BOM DIA; ESTOU COM UMA DÍVIDA DE PRESTAÇÕES NÃO PAGAS DE UMA MOTO.
SEI QUE ELES PODEM LEVAR A MOTO POR GARANTIA DA DIVIDA MAS...SE EU NÃO TIVER MAIS COM A MOTO...PELA LEI O QUE PODE ACONTECER ???
TEM COMO ME DÁ UMA RESPOSTA IMEDIATA??
MEU PRAZO É MÍNIMO PRA RESOLVER ISSO.

OBRIGADA !!

Anônimo disse...

oi, meu nome é cristiano eu gostaria de uma informacao!!! tenho um problema, sou fiador do fies e estao me cobrando uma divida de 40000 mil e eu gostaria de saber se poderei ter a minha propriedade rural penhorada, ela e de sete alqueres e a unica coisa que tenho. agracerei muito se puderem me ajudar

Anônimo disse...

Muito Obrigado pela resposta, referente aos bens que não pode ser penhorados, tirei minhas dúvidas e estou mais tranquilo, muito grato pelas informações.

Anônimo disse...

Aldineide,

Referente ao meu construcard que entrei em contato anteriormente, eles bloquearam minhas contas. Eu tinha no banco itau R$ 300,00 que eles bloquearam.
Eu fiz a negociação com a caixa que já liberou a restrição do meu nome, porem não sei como fazer para recuperar o dinheiro do bloqueio, visto que a caixa afirmou não ser com eles...poderia me dar uma luz?
Eles não abateram da dívida os 300,00 bloqueados.
obrigada mais uma vez.

Anônimo disse...

Ola, boa noite,
Obrigada por essa excelente prestação de serviço.
Gostaria de uma informação.
Meu padastro deve no banco por um emprestimo como pessoa fisica e outro emprestimo como juridica
Ele apenas tem um imovel que mora com minha mae e dois carros velhos, um alienado e um quitado que ele usa a trabalho.
Ele tem 69 anos.
Primeira pergunta: O banco podera pegar o imovel dele,mesmo não tendo dado como garantia?
Segunda: POdem confiscar o carro dele alienado?
terceira: podem pegar o carro dele que esta pago e é o de trabalho?


muito obrigada pela atenção.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 270   Recentes› Mais recentes»